sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

2017 E A COPINHA COMEÇANDO...

Já deixei na postagem anterior o que penso sobre um Novo Ano.

Mas reforço a esperança de todos nós em uma nova temporada mais leve, suave, cheia de desafios obviamente, mas sempre com dinamismo e muita energia.

Passada a chegada de 2017 já terei uma semana cheia de transmissões.

Vai começar a Copinha, a Taça São Paulo de futebol júnior.
Edição de número 48.
Garotos nascidos entre 1997 e 2001.
120 times na primeira fase.
30 grupos em 30 cidades.

Essa Copinha terá algumas novidades e uma delas é os times poderem fazer até 6 substituições no jogo.

Segunda vou a Araraquara, quarta em São Caetano, sexta-feira em Taubaté, sábado São Carlos e domingo novamente no ABC paulista.

A bola vai rolar para os garotos e para olhos super atentos de treinadores, dirigentes, mídia, empresários e quem ama o futebol.






quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

2017 NÃO VAI NOS DESTRUIR.

A dinâmica da vida não permite que cruzemos os braços.

Vem aí mais uma virada de calendário, vai começar um novo ano e a esperança não pode faltar em todos nós.

Faz tempo que vivemos anos difíceis, os desafios são muitos, as decepções enormes, nos indignamos a todo instante, porém o jogo tem de seguir.

A bola da vida não pode parar de rolar.

Vamos aproveitar as boas energias deste final de temporada, pois nessa época há um desarme de espírito, e fazer a nossa parte direitinho.

Aliás é antigo o ensinamento de que se cada um fizer o seu, o Mundo crescerá em boas ações de compreensão, perdão e solidariedade.

Portanto, amigos e amigas, estufemos o peito e vamos encarar 2017 com energia e empenho.

Que o amor prevaleça, que as tensões sejam passageiras e sem ódio, que compreendamos os erros do semelhante e que corrijamos os nossos.

2017 não irá nos derrubar.
Iremos contruí-lo com alegria, força e determinação.


sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

QUAL O SEU NATAL???

Natal, uma festa cristã, mas que cada um comemora à sua maneira e de acordo com a sua crença.

Mas o Natal serve para que todos deem uma parada nas atividades cotidianas e reflitam, reciclem, façam um balancete do ano.

Essa paralisação das atividades profissionais - para quem pode parar - é saudável.
É necessária.

Aos que rivalizam em termos de religiosidade seria de bom alvitre que repensassem este sentimento.

A liberdade de escolha, de fé, é própria, é individual.
E toda liberdade tem de ser saudada, comemorada, preservada.
Se todos os religiosos acreditam num Ser Superior - que tem diversas denominações, de acordo com a linha religiosa - devemos entender que os caminhos para se chegar a ELE são diversos.

E cada um toma uma trilha.

Portanto, a parada do Natal é boa para todos nós.

Nós nos voltamos mais para a família e passamos a dar mais tempo e atenção à ela.

Limpamos a casa, deletamos tudo o que não serve mais, limpamos a mente e também a higienizamos jogando fora pensamentos ruins e que nos envenenam.

Natal é nascimento, e renascimento.

Um ótimo momento também para reatarmos amizades e fazermos novos relacionamentos.

É, na verdade, uma grande oportunidade que recebemos para consertar muitas coisas em nossas vidas.

Vamos aproveitar !!!

BOM NATAL !!!


quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

OSASCO x BAURU, AO VIVO.

Trabalhei ontem em Campinas na Superliga masculina.

O Cruzeiro derrotou Campinas por 3 a 0 e fechou o primeiro turno invicto.

Hoje, quinta, vou narrar Osasco x Bauru no ginásio José Liberatti.

Vale o segundo lugar.

O jogo vai começar às 19:30 e terá o Sportv ao vivo.

Estarei com Marco Freitas nos comentários e Alexandre Oliveira nas reportagens.


segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

GIGANTES DO VÔLEI

Nesta quarta-feira tem um grande jogo pela SUPERLIGA masculina em Campinas.

19:30 começa o jogo Campinas x Cruzeiro, duelo de gigantes.
Só craques em quadra.

Sportv ao vivo.

Cruzeiro supercampeão, líder e invicto na competição.
Campinas, vice-líder.

Ginásio do Parque Taquaral.

Estarei com Carlão nos comentários e Alessandro Jodar nas reportagens.
Geração da EPTV-Campinas e a grande retaguarda/Rio/Globosat.


quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

SUPERLIGA AO VIVO

Vamos seguindo com as transmissões na Superliga.

Neste sábado estarei com São Bernardo x Campinas pela décima rodada da competição, a penúltima do primeiro turno.

O jogo vai começar às 11 horas da manhã e terá transmissão ao vivo do Sportv-2.

Estarei nessa com Carlão comentando e Jason Mathias nas reportagens.

Campinas está com 7 vitórias e duas derrotas e entre os primeiros na classificação.
São Bernardo é o oitavo colocado com 3 vitórias e seis derrotas.

Bom final de semana pra todos.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

CLÁSSICO DO VÔLEI.

Parou o futebol brasileiro para as férias mas segue a Superliga de vôlei

Nesta terça-feira vou transmitir pelo Sportv o clássico feminino do vôlei, Osasco x Rio de Janeiro.

É às 21:30 no ginásio José Liberatti, válido pela nona rodada da Superliga, ainda no primeiro turno.

Rio, do técnico Bernardinho, liderando a competição.
Osasco em terceiro lugar, mas invicto em casa.

Estarei na jornada com Nalbert e Fabíola Andrade, além de dezenas de profissionais no local e retaguarda/Rio.

Também o PFC Internacional vai mostrar esse grande jogo.




sábado, 10 de dezembro de 2016

A BOLA PARA DE ROLAR.

A bola oficial do futebol brasileiro para de rolar neste domingo começo da noite.

Tivemos os estaduais, os regionais, o Brasileiro em todas as suas séries, Copa do Brasil...

Já conhecemos todos os campeões e neste domingo saberemos o quadro completo dos times na Libertadores de 2017, além dos classificados para a Sul-Americana.
Conheceremos também quem fará companhia a Figueirense, América Mineiro e Santa Cruz na série B do ano que vem.

De acordo com a tabela de premiação em dinheiro da CBF aos primeiros colocados do Brasileiro, Santos e Flamengo disputam uma grana extra de aproximadamente 3,5 milhões de reais.
Essa é a diferença do prêmio do vice-campeão para o terceiro colocado.

Enfim, vai se encerrar a temporada onde muitas análises podem ser feitas, dependendo do foco de visão no aspecto técnico e de resultados.

Porém a queda do avião da Chapecoense jogou um manto negro sobre todo o ano de 2016.
Deixou o futebol mundial de luto.
Nada pior poderia ter acontecido.
Baixou o astral de todos.
Derrubou ânimos, arrasou corações.

Vai demorar para digerirmos essa dor, mas a vida impõe a sempre invocada Volta por Cima, pois o Mundo não pode parar de girar.

Continuaremos chorando e amargando a saudade de todos os que se foram, mas procuraremos dar o melhor de cada um para manter acesa a chama da vida e do esporte.

Nunca tivemos razão tão forte para engrossar o tradicional FELIZ ANO NOVO agora na passagem de ano.
2017 não poderá ser pior que 2016.    E não será.








sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

PROFESSOR RENATO GAÚCHO.

O futebol tem seus desafios a quem o estuda e pesquisa.

O caso de Renato Gaúcho, um confesso alienado a táticas e estudos, campeão da Copa do Brasil, é um exemplo intrigante, emblemático.
Chegou, arrumou o time gremista e o colocou no pódio.

Ficou quase 2 anos sem emprego, frequentando as praias cariocas e recebendo críticas por não ter se preocupado em ir à Europa estudar o futebol e tal.

Chega ao Grêmio e leva o tricolor ao título e à Libertadores.

Já tivemos inúmeros exemplos de treinadores que jamais pegaram um livro de técnica e táticas nas mãos e foram grandes vencedores.

Já tivemos ex-jogadores consagrados - e temos - que foram um fracasso como treinadores. Assim como treinadores de muitos estudos e que não obtiveram exito condizente.

Nada contra quem se preocupa em pesquisar, estudar, fazer estágios em clubes sérios e organizados, é claro que não, mas alguns exemplos de técnicos exitosos e sem qualquer "diploma" desafiam teses e conceitos.

Talvez até algum levantamento prove que uma minoria seja vitoriosa não tendo se preocupado em se aprofundar em livros e estágios.  Pode ser.  Mas não podemos deixar de abordar a questão e os fatos.

Há também justificativas sobre o tema, uma das quais é que às vezes o grupo se ajeita por si só, independentemente de quem o comande.
Há quem defenda a Copa do Brasil como um torneio e não um campeonato de pontos corridos, e onde no mata-mata algumas equipes se agigantam, se diferenciam.

Seja o que for, o assunto é interessante de se discutir.

O que penso, também, é que o futebol se diferencia de outras atividades.
Não podemos nos esquecer também que além de tudo o que envolve esse esporte, ele é um JOGO.
E num JOGO há imprevistos que derrubam teorias, há talentos individuais em determinados momentos que decidem, há improvisos, erros e falhas individuais, equívocos de arbitragem, além de todas as nuances peculiares dessa modalidade apaixonante.
O imponderável também entra em campo.

A história registra fatos dessa natureza, ou seja, técnicos que se consagraram em títulos e que mal sabiam escrever ou ler.
Assim como muitos jogadores.

É algo para refletirmos, evidentemente.

Ah esse negócio chamado FUTEBOL...









quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

ULTIMA RODADA. ULTIMA JORNADA.

Na última rodada do Brasileirão a escala me coloca em Curitiba.

Atlético x Flamengo às 17 horas na belíssima Arena da Baixada.

Premiére ao vivo.

Furacão para sacramentar vaga na Libertadores e o Mengão pra acabar como vice-campeão e é claro já na competição sul-americana de 2017, fase de grupos.

Estarei nessa jornada com Carlos Eduardo Lino comentando e nas reportagens Anderson Luís e Guido Nunes.

Uma rodada pra fechar o campeonato e onde além de algumas definições importantes teremos também as homenagens às vítimas do voo para Medellin.

Todos as 71 vítimas serão lembradas, homenageadas e eternamente fixadas em nossos corações.

Não poderia terminar de forma mais melancólica o Brasileirão e a temporada, mas os desígnios do Universo estamos muito longe de entender.




sábado, 3 de dezembro de 2016

A CHAPE NÃO MORREU.

Ufa, que semana!

A dor continua, o nó na garganta sufoca, os prejuízos sentimentais são enormes e irreparáveis, dá vontade de esquecer o futebol, desprezar todos os compromissos, MAS não é assim e o que a responsabilidade impõe.

O grande exemplo vem de Chapecó, que arrasada no seu íntimo avisa a todos que a Chape não acabou e que irá dar a volta por cima.

Da dor que muitas vezes surgem forças que ignorávamos existir.
A vida e suas atividades não podem morrer diante das dificuldades, de espinhos que rasgam a nossa carne e a nossa alma.
Temos a grande responsabilidade de recuperar o que foi "destruído".

Quantas nações ressuscitaram depois de guerras devastadoras.
Quantas famílias ressurgiram depois de clã dizimada por doenças, catástrofes e consequentes perdas.

A Chapecoense não morreu.
Nem vai morrer.
Foi e será o grande exemplo de dignidade, perseverança, trabalho e fé.

Ninguém pode se entregar diante do que ocorreu.
Não é se entregando que agradecemos ao Universo pela energia vital que nos dá.
Enquanto tivermos força e saúde não temos o direito de cruzar os braços e ficar chorando pelos cantos.

Que ergamos a cabeça, todos nós.

Segue a vida de Chapecó, da Chapecoense e do futebol brasileiro.

Jogar a toalha?
JAMAIS.






sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

O INTER NAO MERECE

Os corpos das vítimas do acidente ainda não foram sepultados ou cremados, e nos bastidores do pobre futebol já pululam artimanhas para tirar vantagem da situação.

Sinceramente - e não me gabo disso - eu já esperava por algo parecido.

Conhecendo ao longo de décadas como agem alguns dirigentes do futebol, seja de clubes ou federações e confederação, era questão de tempo para que aberrações surgissem.

É claro que estou me referindo ao Internacional, gloriosa agremiação de tantas glórias e de tradição rica em desportividade social.

Um eterno dirigente colorado primeiro fez declaração totalmente infeliz sobre a tragédia da Chapecoense, e depois se retratou pedindo desculpas.
Depois o atual presidente dando entrevista pífia pedindo para o campeonato acabar aqui.

E depois os jogadores, comandados pelo Alex, reforçando o "desejo" do Inter de não jogar a última rodada.

Essa posição oportunista de dirigentes e jogadores mancha a história maravilhosa da agremiação gaúcha.
O Internacional não merece tal posição dessa gente.

Fica difícil não crer que tais atitudes de dirigentes e jogadores visam anular o rebaixamento.
Em outras palavras seria a ressurreição do "tapetão" no futebol brasileiro e em nome de uma tragédia como a que ocorreu com a Chapecoense.

Como alguém pode afirmar que daqui há 10 dias não terá condições psicológicas para entrar em campo e jogar?
Somente a Chapecoense tem esse direito, assim como o Galo, seu adversário na rodada final.

Que bola fora dessa gente que hoje comanda e joga pelo Internacional.

O Internacional é gigante e repito, não merece tais atitudes de seus representantes - dentro e fora de campo.

A maior demonstração de solidariedade e carinho à Chapecoense é SEGUIR A VIDA, pois essa é a ordem que se impõe, cada um em sua atividade.

Chorar as perdas continuaremos a chorar.  Procurar ajudar a quem ficou é ato de amor.  
Lembrar sempre dos heróis da agremiação catarinense é imperioso.

Mas tocar os projetos em nossas vidas, e na própria Chapecoense, é a maior homenagem que podemos prestar à grande família desse clube.

E um apelo final:  não usem uma entidade vitoriosa e histórica como o Inter para oportunismo de baixo nível.
Não façam isso.
Reflitam e voltem atrás.



quarta-feira, 30 de novembro de 2016

CUBA SEM FIDEL.

Fidel Castro morreu e eu estive apenas uma vez em Cuba.

1984.

Eu e o amigo Álvaro José fomos pela Bandeirantes transmitir o pré-olímpico feminino de basquete em Santiago de Cuba, cidade litorânea muito linda, conhecida como o Balcão do Caribe.

Muito comum ver golfinhos fazendo seus malabarismos por lá.   Vimos muitos deles.

Para nos locomovermos na ilha tínhamos um senhor motorista cubano de nome Cordoví.
Simpático, anfitrião carismático, um autêntico cicerone das belezas cubanas.

Alegre, falava bastante, mas quando o assunto era Fidel e o regime ele franzia a testa e se fechava hermeticamente.
Mas essa rigidez de Cordoví não durou muito tempo, pois na convivência diária conseguímos ganhar a confiança dele nos assuntos relacionados à vida em Cuba.

É claro que nem tudo era maravilhoso para ele e os irmãos cubanos.
Havia os pontos favoráveis, é claro, mas também os espinhos de uma ditadura.

Naquela oportunidade Cuba e Brasil não mantinham relações diplomáticas e só conseguimos o visto de entrada na Ilha através do consulado em Lima, Peru.

32 anos se passaram da nossa estada em Cuba e muita coisa mudou.

Agora com a morte de Fidel levanta-se novamente a dúvida sobre como ficará Cuba sem ele e com Donald Trump presidente dos Estados Unidos?

A verdade é que nenhuma população merece ser tratada como totalmente submissa ao seu Governo e engessada nas suas vontades políticas.

O povo vira escravo dos tiranos e isso é profundamente desrespeitoso, desumano.

Víamos nos olhos do humilde Cordoví o medo, a submissão, o pavor de ser apanhado agindo fora da cartilha da família Castro.

Que o povo cubano não continue sofrendo com o cerceamento de sua liberdade, que Trump seja humano nas relações com o País vizinho e que haja um racional entendimento com Raul Castro.

Se cada um ceder um pouco nas suas convicções e pensar humanisticamente o favorecimento recairá sobre o POVO.   

Reforço a tese simples de que se todos os governantes visassem exclusivamente o bem estar social e dessem prioridade humanística aos projetos, eles estariam cumprindo seus papéis e oferecendo condições básicas a seus conterrâneos.






















terça-feira, 29 de novembro de 2016

A DOR DA TRAGÉDIA.

Quanta dor.

Quantas lágrimas sendo derramadas incessantemente.

Que tragédia.

Quantos amigos e colegas tendo seus sonhos interrompidos, interceptados pelas mãos do imponderável.

Quantas famílias em desamparo afetivo nessa hora com a perda de entes muito amados.

Diretores, conselheiros, equipe de apoio, comissão técnica, jogadores, convidados, jornalistas e radialistas, todos levados de roldão pelas malhas do imponderável, que muitos chamam de Destino ou Determinismo, seja lá o que for.

Vidas perdidas.
Corações partidos.
Sonhos barrados de uma realização palpável.

Que choque saber dos amigos Deva, Mário Sérgio, Paulo Júlio Clement, Vitorino Chermont, Jumelo, Ari Júnior, os Guilhermes(TV Globo) e Caio Júnior.

Caio Jr. encerrou a carreira de jogador/artilheiro no meu Rio Branco de Americana em 1999.
Foi nessa época que passei a conhecer Caio em seu íntimo na sua personalidade, caráter, responsabilidade.  Ser humano do mais alto quilate.

Mário Sérgio foi meu companheiro de Band à partir de 1987 e depois de deixarmos a emissora fomos para o Sportv à partir de 1999.
Quem conheceu profundamente o Mário sabe do gigantismo de seu coração, apesar de sempre se mostrar brincalhão e gozador.
Fomos muito amigos, além de colegas de trabalho.

Vitorino Chermont.
Fomos companheiros de Sportv.
Fizemos muitas jornadas juntos.
Profissional dedicado, estudioso, um craque no "ao vivo" e de caráter irretocável.
Tinha muita admiração por ele.

Paulo Júlio Clement.
Fizemos muitos jogos pelo Premiére em transmissões ao vivo.
Jornalista com letras maiúsculas.
Cara de bom senso.
Um amigo dileto.

Jumelo, coordenador da Fox, me constrangia positivamente toda vez que nos encontrávamos pelas viagens e estádios.
Ele me abraçava, sorria gostosamente pra mim, dizia ser meu fã.  Fazia dos nossos encontros uma festa.
Alegre, competente, dedicado, chefe de família.    Avô recente.
Que pena.

Ari Júnior, repórter cinematográfico de primeira linha.
Quantas viagens.
Quantas jornadas.

Deva Pascovic  ( Devair Paschoalon ).
Que alma.
Que caráter.
Que respeito ao próximo ele nutria no coração.
Quantas pessoas ajudou, estendeu a mão.
Que comunicador extraordinário.
Nós o apelidamos de o Pavarotti da narração.
Além de profissional da comunicação e narrador consagrado no rádio e na televisão, Deva era um empreendedor nato.
Ganhou a batalha contra um câncer 10 anos atrás.   Foi um guerreiro contra a doença.
Quando cheguei ao Sportv em 1999 ele me recebeu como se eu fosse um irmão dele.
Nunca deixamos de nos corresponder, de nos comunicar.
Quando ele acertou para trabalhar na Fox conversamos muito no Pacaembu.
Ele relutava um pouco pois iria precisar morar no Rio de Janeiro.
Mas na Olimpíada me disse que já havia alugado um apartamento na Cidade Maravilhosa e que ia encarar mais esse desafio na vida.

Sei que é simples, mas engrosso o coro da solidariedade ao povo de Chapecó e às famílias enlutadas.

E aos que nos deixaram, a grande convicção de que nada termina com a morte física.

A matéria perece, mas a nossa essência cósmica ( a nossa consciência ) é extrafísica.  Essa é imortal.

Por isso reforço meus pedidos aos Amigos de Cima para que acolham esses irmãos que acabam de perder o corpo físico.
E já estão sendo amparados, COM TODA A CERTEZA.

Mesmo com essa compreensão é claro que a dor é grande pela separação física das pessoas queridas.
É legítimo sentir as dores das perdas, mas é importante também confiarmos na grandiosidade da Inteligência Maior.





















segunda-feira, 28 de novembro de 2016

O FUTEBOL EM SEU DEVIDO LUGAR.

Tem maior imbecilidade alguém cometer violência por causa de futebol?

Continuo me indignando com o desequilíbrio das pessoas em relação a questões futebolísticas.

Quanta falta de equilíbrio, discernimento, respeito e conhecimento do verdadeiro valor da vida.

Esporte é lazer.
É também competitivo, mas na sua essência ele existe para distrair, descontrair, espairecer, estabelecer um bem estar interior.

Perder ou vencer é consequência do embate técnico.

Nada mais do que isso.

Precisamos cada vez mais valorizar as nossas vidas e as vidas de nossos circunstantes, seja família, rol de amigos, ambiente de trabalho e etc.

É uma grande estupidez perder amizades, rivalizar com familiares e tudo mais, por causa de uma partida de futebol.

Quantos relacionamentos e vidas já foram perdidos por causa dessa grande bobagem.

Não consigo digerir o fato de pessoas abraçarem o futebol como a coisa mais importante.
Agir assim é desprezar bens muito mais valiosos, como a saúde, a família, o trabalho, a educação e a cultura.

Não é proibido gostar desse esporte e de uma agremiação.
É claro que não.

O que assusta é a prioridade total que se dá ao futebol e o quanto algumas pessoas se perdem no comportamento social.

Sei também o quanto é inócua e ineficaz essa abordagem nessa publicação, mas é quase impossível ficarmos calados diante de tantas atrocidades que assistimos cotidianamente.

Confesso que já desestimulei muita gente em relação a priorizarem o futebol em suas vidas.
Não é inteligente agir assim.

E é bom dizer que nas imbecilidades da violência em virtude do futebol todas as classes sociais são incluídas.
Com estudos ou sem estudos, com diplomas ou sem diplomas, o desequilibrio acontece.

O que posso dizer é que nos distanciemos daqueles que ofereçam perigo à nossa inteligência e à nossa integridade física.


















sexta-feira, 25 de novembro de 2016

ROGÉRIO CENI VAI DAR CERTO ?

A pergunta que mais acontece:  Rogério Ceni vai dar certo como técnico?

A resposta mais equilibrada:  Ninguém pode saber.

Futebol é a modalidade onde menos se pode cravar resultados.
Não basta conhecer a fundo as táticas do jogo e nem ter jogado muito.
A integração de ex-jogadores à carreira de técnico não é tão simples.

Manda a cartilha que todo ex-jogador deva estudar e fazer estágios antes de assumir equipe profissional.
Diz também que o ideal(?) é ele se iniciar nas categorias de base.

Se recorrermos a exemplos já vivenciados, teremos inúmeros casos de ex-atletas que deram certo como treinadores sem qualquer preparação na base e haverá os que estudaram, fizeram estágios e não obtiveram exito.

Aqui no Brasil sabemos da inquietude de torcida, imprensa e dirigentes, quando os resultados não ocorrem.
Pedimos por "tempo de trabalho" aos técnicos, mas a realidade sempre se impõe e com a pressão geral, nenhum treinador resiste.

Na Europa já foi diferente, mas também eles têm sucumbido às pressões e têm demitido treinadores com pouco tempo de trabalho.

Portanto, o caso de Rogério Ceni requer cautela na análise de projeção.
Ter prudência ao analisar o seu inicio de carreira é ser sensato.

Se a diretoria tricolor agiu por questões políticas ou não - haverá eleições em março - a verdade é que nem ela sabe se agiu acertadamente contratando o grande ídolo do clube.

Os cartolas do São Paulo fazem uma aposta.   E o próprio Rogério Ceni sabe disso.

Às vezes, e principalmente no futebol, ficar em cima do muro ( como se diz ) é ser prudente e respeitar as nuanças desse esporte imprevisível.

Estou aqui em cima do meu murinho só observando e preferindo aguardar a bola rolar para o Tricolor sob o comando de Ceni.

E isto não quer dizer que estou contrário à contratação.  Absolutamente.
Por natureza sempre torço para o sucesso de todos.
Todos tendo sucesso a paz se instaura.
E dela, a Paz, estamos todos precisando muito.







quinta-feira, 24 de novembro de 2016

FIM DE SEMANA.

Penúltima rodada do Brasileirão, momentos decisivos do campeonato, quanto ao título, vagas na Libertadores, Sul-Americana, rebaixamento e tudo mais.

Por mais que falem sobre a pobreza técnica do futebol brasileiro não há como negar que o campeonato está empolgante.

E entendo que é isso que vale para o torcedor.

Futebol bonito todos queremos, mas até nos badalados torneios europeus não vejo 100% de espetáculos.
Há jogos medianos tecnicamente lá também.
Aqui não seria diferente.

Paralelamente à Série A temos também as atenções voltadas para os momentos decisivos da B.
Duas vagas serão preenchidas no acesso.
Bahia, Náutico, Vasco, quem irá preenche-las?

No interior paulista teremos a decisão da Copa Paulista, uma competição de pouco brilho, mas que dá ao campeão vaga na Copa do Brasil de 2017.
A belíssima Arena Fonte Luminosa de Araraquara será palco da grande final.
Ferroviária e XV de Piracicaba frente a frente.

No primeiro jogo o alvinegro piracicabano aplicou 2 a 0 na Ferrinha.

Não tenho escala neste final de semana.





sexta-feira, 18 de novembro de 2016

CORINTHIANS x INTER, SEGUNDA-FEIRA.

O campeonato pode até ser decidido no final de semana, mas minha escala é para o último jogo da rodada, Corinthians x Internacional na segunda-feira.

O jogo é em Itaquera às 8 da noite.

Timão ainda com alguma chance de chegar entre os 6 primeiros e vaga na Libertadores, enquanto o Colorado se debate para permanecer na série A.

Jogo delicadíssimo para a agremiação gaúcha.

Estarei ao vivo no Sportv e Premiére e com os companheiros William Machado, André Hernan, Filipe Cury e grande equipe.




quarta-feira, 16 de novembro de 2016

ENCONTRO DE TRICOLORES.

Nesta quinta-feira vou ao Morumbi.

São Paulo x Grêmio pelo Brasileirão.

O jogo vai começar às 19:30 e terá transmissão do Premiére.

Estarei com William Machado comentando e as reportagens de Alessandro Jodar e Thiago Crespo.

Reta de chegada do campeonato.


segunda-feira, 14 de novembro de 2016

CHILE x URUGUAI, AO VIVO!

Rodada cheia das Eliminatórias nesta terça-feira.

Brasil em campo diante do Peru, mas o meu trabalho estará em Chile x Uruguai.

O jogo é no estádio Nacional de Santiago do Chile.

Vai começar às 21:30 e terá transmissão ao vivo pelo Sportv-2.

No primeiro turno foi 3 a 0 para os uruguaios.

Estarei na transmissão com os comentários de Raphael Rezende.

O Uruguai é o vice-líder e os chilenos começam a rodada na quinta posição.


sexta-feira, 11 de novembro de 2016

HOLANDA EM CAMPO NO DOMINGO.

Domingo tenho transmissão pelas Eliminatórias européias.

Luxemburgo x Holanda, quarta rodada.

O jogo é em Luxemburgo e num estádio acanhado que cabem apenas 9 mil pessoas.

Os holandeses, que não se classificaram para a Euro recente, tentam chegar a mais um Mundial.

Luxemburgo tem seleção fraca, limitada e que sabe serem reduzidíssimas as chances de chegar à uma Copa do Mundo.

O jogo terá início as 15 horas ( horário de Brasília ) e transmissão pelo SPORTV.

Estarei com Raphael Rezende nos comentários e a jornada será feita dos estúdios da Globosat/Rio de Janeiro.

No grupo temos Holanda, Luxemburgo, França, Suécia, Bulgária, Belarús.
As duas primeiras se classificam para a próxima fase.







SUPERLIGA NESTE SÁBADO.

Neste sábado às 21:30 transmito Superliga feminina pelo Sportv-2.

Jogo da terceira rodada.

Ginásio Marcelo de Castro Leite, na Vila Leopoldina, SP.

SESI enfrenta Osasco.

Grandes nomes em quadra, como Dani Lins, Camila Brait, Gabí, Bia, Tandara, Paula, Lorenne, Mayara e muitas outras.

Os treinadores, super competentes, Luizomar de Moura e Juba.

O time da casa ainda não venceu na competição: dois jogos, duas derrotas.
Já Osasco fez 3 partidas ( uma da quarta rodada ) e ganhou todas.

Estarei nessa com os comentários de Nalbert e as reportagens de Fabíola Andrade.





quarta-feira, 9 de novembro de 2016

BRASIL x ARGENTINA, E OS 7 A 1.

Acho que pouco escrevi sobre a goleada de 7 a 1 sofrida na Copa.
Já tivemos espaço de tempo superior a 2 anos da tragédia em Belo Horizonte.

Nesta quinta teremos a Seleção de volta ao Mineirão, porém com outros jogadores e alguns remanescentes daquela goleada para a Alemanha.

É claro que aquela derrota foi trágica para o futebol brasileiro e consequentemente para toda a torcida.

Mas é daqueles jogos que jamais se repetirão, assim como aquela derrota para a Itália em 82 na Copa da Espanha, onde o Brasil podia empatar e acabou perdendo, e onde tinha muito mais técnica e talento que os italianos.

Jogos totalmente atípicos.

Joguem novamente Brasil x Alemanha e com as mesmas formações, quantas vezes quiserem, que nenhuma goleada será registrada.

Goleadas previstas e dentro de alguma lógica ocorrem quando há um desnível técnico muito acentuado entre as equipes.

E entre Brasil e Alemanha jamais haverá uma grande supremacia técnica de alguém quando se enfrentarem.

Goleadas entre grandes equipes e grandes seleções são fortuitas.   Ocasionais.   Não acontecem a todo instante.

Os holandeses golearam a Espanha no Mundial e depois ficaram fora da recente Eurocopa.

São resultados esporádicos no contexto futebolístico.

Por tudo isso eu entendo que ser repetitivo nos 7 a 1 com a volta da Seleção ao Mineirão nesta quinta-feira para enfrentar os argentinos é bater numa tecla passada, superada e desnecessária.

Outro jogo, outra competição, adversário diferente e tudo mais.

Isso tudo não invalida a possibilidade de uma derrota para a Argentina agora, o que seria aceitável pela qualidade das duas seleções.
Eles nos vencerem aqui e nós vencermos em Buenos Aires ou qualquer outro local de lá, tudo absolutamente normal e natural.

Vale, sim, a indicação de um grande jogo e da grande expectativa pelo confronto.
Vale a forte rivalidade.
Teremos Messi e Neymar em campo.
O jogo tem de ser valorizado por esses ingredientes.

Os 7 a 1 já ficaram para trás.
Foi triste, decepcionante, impactante, sim foi.
Mas uma extrema obra da raridade no futebol quando duas seleções do porte de Brasil e Alemanha se defrontam.

















DUAS ESCALAS

Duas escalas de trabalho pro fim de semana.

Sábado Superliga feminina no ginásio Marcelo de Castro Leite, em SP.
SESI x Osasco pela terceira rodada.
Ao vivo no Sportv-2.
Estarei nessa com Nalbert e Fabíola Andrade.
8 e meia da noite.

Domingo Luxemburgo x Holanda pelas Eliminatórias da Copa do Mundo.
3 da tarde.
4a rodada.
Transmissão dos estúdios no Rio de Janeiro.
Carlos Eduardo Lino nos comentários.


segunda-feira, 7 de novembro de 2016

A IMPLACÁVEL LEI DO RETORNO.

O destempero mundial nas relações está intenso.

Sempre houve desentendimentos, desta ou daquela natureza entre pessoas, povos e nações, e eles são positivos quando respeitosos, pois levam a conclusões boas para o progresso e em todos os níveis.

Quanta coisa melhorou no planeta depois de discussões, controvérsias, divergências e etc.

Não estou falando de guerras e muito menos de vandalismo, violência e matéria desse gênero.
Falo de embates inteligentes, técnicos e é claro cheios de boas intenções.

Transfiro isso tudo para o esporte, mais especificamente para o futebol.

A capacidade que esse esporte tem de mexer com as pessoas é algo notável.
Não sei qual o percentual, mas há os que entendem que é apenas uma modalidade esportiva e portanto sujeita a vitórias e derrotas.  É do jogo.
E há os que encarnam o futebol como a coisa mais importante de suas vidas.
Grande equívoco nesse caso.

Fico perplexo quando presencio atitudes irracionais em relação ao futebol.
Entendo que são vítimas da paixão, porém penso também que não é difícil discernir sobre o que representa uma partida de futebol em nossas vidas.
NADA.
Absolutamente NADA.

Seu time ganhando ou perdendo em nada irá interferir no seu dia a dia, quanto à responsabilidade de família, estudos, trabalho, saúde e tudo mais.

Gostar do jogo da bola é absolutamente legítimo.
Torcer ou ser apenas simpatizante desse ou daquele clube, também legítimo.
Vibrar com as conquistas, ótimo.
Entristecer nas derrotas, normal.

O que não se concebe é passar dos limites do bom comportamento.
Agredir, incitar, premeditar violência, compor grupos para embates físicos, tudo completamente condenável.

Nada é mais importante do que respeitar o semelhante, em seus gostos, preferências, opções.
Assim como gostamos de ser respeitados em nossas escolhas.

Mas sabemos que o mundo está povoado por mentes desequilibradas.
O planeta passa por transição e esses transeuntes do mal aqui estão por razões maiores que a nossa compreensão.
Nada passa despercebido pelos comandantes do Universo Inteligente.
Se temos dificuldades para encontrar aqui uma Justiça Plena a quem exerce atividades maléficas às comunidades, fica a certeza de que impunidade não tem vez no Plano Acima.
Todos somos responsáveis pelas nossas atitudes.

Nada escapa às "câmeras vigilantes" do Cosmo.
Imprimimos em nossas ações e atitudes a BOA ou a MÁ energia e isso fica impregnado no Universo.
E aí entra a implacável Lei do Retorno.
O que se produz, o que se dá, é o que se recebe.

Seja aqui, neste momento, ou DEPOIS.






domingo, 6 de novembro de 2016

PALMEIRAS x INTER, HOJE.

Hoje, domingo, Palmeiras x Inter, 5 da tarde, pela rodada 34 do Brasileiro.

Transmissão do Premiére à partir de 16:40

Jota, Noriega, Filipe Cury, Alessandro Jodar e grande equipe de trabalho.

Bom domingo a todos!!!!

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

O VÔLEI E O BOM ASTRAL.

Sempre vou para as transmissões do vôlei com o coração feliz.

O astral nos ginásios é espetacular.

As pessoas entram sorrindo, acompanham os jogos vibrando mas com total respeito aos adversários e às adversidades técnicas, e no final aplaudem os atletas seja qual for o resultado.

Isso é viver o esporte com inteligência, sabedoria e desfrutar dele com intensidade.

Quem perde não gosta, evidentemente, mas respeita o resultado e muitas vezes enaltece os méritos de quem ganhou.

Os vencedores comemoram efusivamente e muitas vezes ressaltam os valores do adversário que perdeu.

Não há brigas nas arquibancadas, ofensas verbais, nada.
Os torcedores entoam apenas cânticos de incentivo ao seu time.

A energia de um jogo de vôlei é fantástica.

Por tudo isso é gostoso trabalhar nessa modalidade.

Saímos das transmissões com a alma leve e com a consciência do dever cumprido.

Está começando mais uma Superliga e felizmente sigo sendo escalado nela.


terça-feira, 1 de novembro de 2016

VOLEI E FUTEBOL.

Se na sexta-feira volto ao trabalho narrando a Superliga em Osasco, no domingo estarei na partida Palmeiras x Internacional pelo Brasileirão.

Osasco e Pinheiros há poucos dias decidiram o título do Campeonato Paulista - deu Osasco - e agora se enfrentam pela 2a rodada da Superliga feminina.

Já no futebol, com todos os ingressos já comprados pela torcida, o líder do Brasileirão vai tentar se reabilitar diante do preocupado Inter com o risco de cair.

Nessa partida o Palmeiras cumprirá a última fase da punição sofrida, não podendo vender ingressos para o Setor Norte da Arena onde normalmente ficam as organizadas.

Sexta o jogo da Superliga é no ginásio José Liberatti, em Osasco, começando as 9 e meia da noite e ao vivo no Sportv-2.

Estarei narrando o vôlei com os comentários do grande campeão Carlão e as reportagens de Alexandre Oliveira.

Domingo em Palmeiras x Colorado a transmissão é do Premiére.
Vai começar a jornada às 16:40, ou seja, 20 minutos antes do início da partida.
Ao meu lado estará Mauricio Noriega e no gramado os repórteres Alessandro Jodar e Filipe Cury.


SUPERLIGA NA SEXTA.

Sexta-feira volto às transmissões do Sportv.

Estarei em Osasco com Carlão, Alexandre Oliveira e grande equipe para uma partida da Superliga feminina.

Jogo da segunda rodada.

Osasco e Pinheiros farão a reedição das finais do Campeonato Paulista deste ano.

Ginásio José Liberatti, 21:30, ao vivo pelo Sportv-2.

Adoro o vôlei e seu ambiente.
Ginásios lotados e com todas as pessoas se respeitando mutuamente.
Vemos crianças, idosos, jovens, enfim, famílias reunidas e se divertindo muito.

Uma boa.


segunda-feira, 31 de outubro de 2016

20 ANOS DA TRAGÉDIA.

20 anos do acidente com o Fokker-100 da TAM em São Paulo.

Eu estava em Uberlândia naquele dia cedo aguardando um voo para a capital paulista, depois de ter feito uma transmissão na cidade mineira pela Band.

O amigo Juares Soares antecipou o voo e foi mais cedo pra casa.

Chegou em Congonhas antes da fatídica decolagem do Fokker com destino ao Rio de Janeiro.
* com ele viajou um médico famoso de Uberlândia que iria ao Rio participar de um importante Congresso naquele dia.

O médico estava no voo que decolou e logo depois sofreu a queda.

Alguns amigos da TV Globo estavam em Congonhas naquele dia cedo e pegariam um avião logo depois do fatídico voo rumo ao Rio.

Um dos acidentes mais graves da aviação.

Quantas vidas foram ceifadas.

Soube recentemente que o brilhante levantador William, do vôlei Cruzeiro, perdeu o pai naquele acidente.

Nosso mestre da narração esportiva, Flávio Araújo, tinha um de seus filhos no voo da TAM.

Alguns colegas e amigos de rádio e televisão sofreram um trauma muito grande com a tragédia e por um bom tempo evitaram viajar de avião.

Já se foram 20 anos e a dor das famílias é incurável.
Os moradores nos arredores de Congonhas jamais esqueceram e vivem constantemente em suspense nos pousos e decolagens das aeronaves.

Nunca é tarde para que preces sejam emitidas a todas as vítimas.
Muitas delas ainda necessitando dessa energia.
Duas décadas, que para nós aqui na Terra é um tempo razoável, pouco ou nada representam na esfera da espiritualidade.
O tempo daqui não é o mesmo de lá.

Vibremos positivamente por todos eles.

Cada um com sua fé e religião.









domingo, 30 de outubro de 2016

VOLTA AO TRABALHO

Volto às transmissões Sportv/Premiére e PFC Internacional nesta semana que começa.

Na sexta-feira estarei em Osasco com a Superliga de vôlei.
Jogo da segunda rodada entre Osasco e Pinheiros.
Será ao vivo no Sportv-2 às 21:30 no ginásio José Liberatti.

Estarei com Carlão nos comentários e Alexandre Oliveira nas reportagens.

Domingo, dia 6, vou de futebol.
Palmeiras x Internacional, 5 da tarde, pelo Premiére.
Com Mauricio Noriega comentando e as reportagens de Alessandro Jodar e Filipe Cury.

Uma excelente semana a todos.


quinta-feira, 27 de outubro de 2016

O SUCESSO DO SHOW DO ESPORTE

O projeto Show do Esporte comandado por Luciano do Valle acabou há pelo menos 18 anos e impressiona até nos dias de hoje o quanto ele foi marcante, importante.

Quantas pessoas quando me encontram ainda se referem àqueles tempos de Bandeirantes e com um saudosismo notável e é claro, prazeroso a nós que integramos aquela equipe.

Luciano, Quico, Paulo Roberto e todo o time da Promoação, depois Luqui, foram brilhantes na montagem do projeto e mais ainda na execução de todo o programa.

O saudoso amigo vinha da TV Record, depois de ter saído da Globo ao final de 1982, com tudo na mente e nas planilhas.

Apostava no vôlei brasileiro, futebol feminino, boxe, sinuca, basquete, tênis, automobilismo, futebol internacional(campeonato italiano, por exemplo), e principalmente em preencher todo o domingo do brasileiro com atrações especiais.

Visava os Jogos Olímpicos de Los Angeles-84 e bancou o evento através de sua empresa para que a Bandeirantes pudesse mostrar.  Por extensão ganhava também os direitos de transmissão da Copa do Mundo do México 1986.

Queria, e conseguiu, preencher o domingo inteiro do telespectador brasileiro com eventos, entrevistas, sorteios de prêmios, numa interatividade espetacular.

E fez mais.

Resgatou dezenas de profissionais da área de jornalismo e de outras áreas para o projeto, que estavam desempregados ou em outros veículos e mal remunerados.

Pinçou ex-atletas de muitos esportes para integrarem a equipe nos programas e transmissões.
Deu oportunidade a muitos deles e nem sempre foi correspondido com lealdade.
Mas mesmo levando algumas rasteiras nunca deixou de preservar o aspecto profissional honrando todos os contratos.

Por acreditar na seriedade do amigo Luciano e equipe, deixei o rádio e agarrei a oportunidade sem pestanejar.
Fui com ele até o final, dezembro de 1998.

Foram anos e anos de cobertura em inúmeras modalidades.

E muito mais que o relacionamento profissional nos tornamos leais amigos, parceiros, confidentes, irmãos de alma.

Não me canso de lembrar e de homenagear Luciano do Valle, falecido em abril de 2014.

E ele estava tão certo em apostar no sucesso do Show do Esporte que o programa ainda está vivo na mente de milhões de brasileiros telespectadores quase 20 anos depois.








terça-feira, 25 de outubro de 2016

OBRIGADO, GRANDE CAPITÃO!

Carlos Alberto Torres.

Jogou muita bola, teve carreira de treinador no País e fora dele, e vinha participando do canal Sportv com sua larga experiência.

Dotado de forte personalidade, muitas vezes incomodava as pessoas com suas colocações diretas e contundentes.
Porém sempre atuou com lealdade e respeito a quem criticasse.

Eu o admirei como jogador de futebol, torci pelo seu sucesso como técnico e o respeitava muito como colega de emissora.

O capitão de 70 merece todas as homenagens neste momento. E sempre.

Na nossa ignorância do que seja a vida sempre lamentamos as perdas e principalmente quando os amigos, parentes e conhecidos se vão muito cedo.

Torres tinha 72 anos de idade e gostaríamos que continuasse entre nós.

Mas só quem sabe dos desígnios do Universo é o próprio Universo.

Carlos Alberto Torres escreveu uma linda história no futebol brasileiro e mundial.

Deixa a família, amigos, colegas de trabalho e admiradores.

Só podemos dizer:  OBRIGADO, GRANDE CAPITÃO!











segunda-feira, 24 de outubro de 2016

AS ARBITRAGENS

Volto ao assunto.

Está dando nojo a onda de reclamações pelas arbitragens no Brasil.
Joga-se tudo nas costas dos árbitros.

Valoriza-se em demasia o erro do árbitro para justificar derrotas e tropeços.

Os cartolas, treinadores, jogadores, todos estão agindo oportunisticamente e na maioria das vezes injustamente com os apitadores.

A pressão em cima dos árbitros está cruel, desumana.

Os apitadores, que já não têm um bom nível de preparo, entram em campo com um elefante nas costas por tudo o que se falou e se escreveu no pré-jogo.

Invocam-se conspirações, idoneidade dos árbitros, esquemas para favorecer esse ou aquele, uma enxurrada de bobagens que não tem tamanho.

São os jogadores visando mais ludibriar os árbitros do que jogar bola, são os técnicos à beira do campo atuando como torcedores fanáticos, os dirigentes nas tribunas dando declarações tendenciosas e levianas, além dos diversos ângulos da televisão para esclarecer os lances.

Duvido que se trouxéssemos apitadores europeus para os nossos jogos eles obteriam sucesso.
No passado a Federação Paulista trouxe juízes alemães, italianos, argentinos, e todos se deram mal.
* me lembro de um apitador alemão certa vez em Presidente Prudente que se recusava a voltar para o segundo tempo, espantado com a malandragem e a pressão externa, com a total falta de respeito a ele.

E se deram mal pela malandragem do futebol brasileiro através dos jogadores, treinadores e dirigentes.

É dificílimo apitar aqui no Brasil.

E levianamente os dirigentes omitem qualquer comentário sobre erros de arbitragem em que foram favorecidos, preocupando-se apenas em ressaltar as falhas que os prejudicaram.
Isso não é esportividade.
É oportunismo e que não contribui para que o esporte seja limpo, saudável, honesto.

Os árbitros erram, como todos os envolvidos numa partida de futebol erram.
E como os juízes também são humanos, por que somente atribuir a eles as falhas cometidas?

O zagueiro falha, o goleiro engole um franco, o atacante perde gols feitos, o treinador escala e substitui mal, por que o árbitro não pode errar?

Em suma, até que se prove má-fé dos apitadores, sempre defenderei o direito de eles errarem.

E sempre condenarei atletas, treinadores e dirigentes que covardemente jogarem nas costas dos juízes as suas próprias falhas, seja jogando, treinando ou dirigindo.

É preciso humanizar a arbitragem brasileira.
E todos colaborarem, em suas atividades individuais.

* acrescento que profissionalizar os árbitros não irá melhorar as suas atuações, se o comportamento dos envolvidos no jogo não mudar.  Basta ver os jogos europeus onde os apitadores têm o respeito que merecem.  As reclamações existem, mas com respeito à autoridade máxima do evento, que é do árbitro.

Sei que estou jogando água na chuva, mas fico indignado com o mau comportamento dos nossos atletas e treinadores, sempre amparados pelos cartolas dos clubes.

Em tempo:  não tenho nenhuma ligação e nem procuração das arbitragens para defendê-las, apenas analiso pelo lado humano e honesto da questão.

Sei também que o comportamento estérico das pessoas quanto às arbitragens é fruto do fanatismo, mas também é reflexo do que ocorre no País, onde tudo é suspeito.









domingo, 23 de outubro de 2016

O REI DO FUTEBOL

76 anos de Edson Arantes do Nascimento.
Mais ou menos 60 anos de Pelé.

Do Edson nada a dizer pois é algo pessoal.
De Pelé, MUITO A ESCREVER.

Ele foi fantástico e isso é indiscutível.

Gênio do futebol.

O menino apareceu na Vila Belmiro e de pronto encantou a todos.

Sua chegada à Seleção foi rapidíssima.
E o Brasil agradece, porque não tivesse ido ele à Copa da Suécia em 1958 a história seria bem diferente e talvez não muito gloriosa para o nosso futebol.

Na época falava-se que Pelé era muito novo, imaturo e que tremeria diante dos adversários.

Mas o nascido em Três Corações estava muito além do que se imaginava, já era adulto para as peripécias do futebol.
Entrou no Mundial de 58 e arrasou, encantou o Planeta.

Pelé nasceu para jogar bola.
Todos os atributos foram colocados nele para a prática do futebol.
Preparo físico, talento, improviso, personalidade, muita técnica.

Falar de Pelé jogando bola não é ser do time dos saudosistas e valorizar em demasia o passado.
Falar de Pelé é ser justo com a história que ele escreveu com a bola nos pés, na cabeça, no peito.

Orgulho do Brasil.

Até hoje, e sempre, lembrado como o Rei do Futebol.


terça-feira, 18 de outubro de 2016

PAUSA

Pausa nas minhas transmissões até o final de outubro.

Volto em novembro aos canais Sportv/Premiere e PFC Internacional.


sexta-feira, 14 de outubro de 2016

CORREÇÃO

Uma correção no horário de Corinthians x América domingo em Itaquera.

O jogo vai começar às 18:30 no horário de verão.

Desculpem a falha.

TIMÃO x COELHO, DOMINGO.

Escala de domingo em Itaquera.

Corinthians x América Mineiro, 5 da tarde ( já no horário de verão ) pelo Brasileiro.

Transmissão do Premiére.

Lá estarei com William Machado e Tiago Maranhão.

Rodada 31.

Bom final de semana a todos.

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

PALMEIRAS x CRUZEIRO, EM ARARAQUARA.

Quinta-feira vou até Araraquara transmitir Palmeiras x Cruzeiro pelo Brasileirão.
Rodada 30.

Arena da Fonte Luminosa.

O jogo está marcado para as 19:30 e terá transmissão do Premiére.

Estarei na jornada com os amigos Juliano Belletti, Filipe Cury e Gláucia Santiago.
Na coordenação, Vitor Coutinho e Alê Zaparoli.

É um jogo clássico do nosso futebol.

O encontro do líder do campeonato com a Raposa, que vive momento delicado na competição.

* o jogo é em Araraquara pelo fato do Palmeiras não poder utilizar a sua Arena em virtude de um show.


quinta-feira, 6 de outubro de 2016

O LÍDER E O LANTERNA.

Domingo estarei em Londrina.

América Mineiro x Palmeiras, pelo Brasileiro, às 5 da tarde.

Transmissão do Premiére FC.

Comentários de Sérgio Xavier, reportagens de Anderson Luiz e Thiago Crespo.

Encontro do líder com o lanterna do campeonato.


terça-feira, 4 de outubro de 2016

DESRESPEITO CÍVICO

Temos visto nos estádios paulistas um grande desrespeito cívico.

Quando o Hino Nacional é apresentado antes dos jogos, algumas torcidas substituem a letra por gritos do hino do clube.

Isso parece nada, porém é um retrato do que estamos vivendo atualmente no País.
Estamos desrespeitando os nossos símbolos, a nossa Bandeira.

Não estamos respeitando a Nação, o País.

Não podemos confundir a ação nefasta dos políticos com a importância maior do País.
O Brasil é onde vivemos.  É onde vivem nossos parentes e amigos.  É onde ainda virão nossos descendentes, futuros habitantes dessa terra.

Devemos sempre criticar e protestar junto aos governantes e legisladores, mas JAMAIS colocar o Brasil nesse pacote pesado e sujo.

Respeitar os símbolos da Pátria é ter respeito e declarar amor a ela.

Faço a colocação crítica mas faço a ressalva necessária:  não são todos os presentes nos estádios que cometem esse desatino cívico.
O desrespeito parte sempre do local destinado às torcidas organizadas.

Triste e lamentável mais esse episódio que temos de registrar.







segunda-feira, 3 de outubro de 2016

A MISSÃO DE QUARTA.

Quarta estou escalado para Sport x São Paulo no Recife.

Rodada 29 do Brasileirão.

Duas equipes que não podem vacilar no campeonato dada à má colocação na tabela.

Ilha do Retiro, 21:45 e ao vivo pelo Sportv e Premiére.

No Sportv, menos Pernambuco, e no Premiére para todo o Brasil, inclusive PE.

Lá estarei com Wagner Vilaron, Sabrina Rocha, Fabíola Andrade e grande equipe no local e na retaguarda.

Uma excelente semana pra todos!!!

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

TRICOLOR versus MENGÃO NO MORUMBI.

Missão de trabalho neste sábado é no Morumbi.

Jogo às 4 da tarde pelo Brasileiro.
São Paulo x Flamengo.
Rodada 28.

Jota, Mauricio Noriega, Alexandre Oliveira, André Hernan e mais dezenas de profissionais no local e na retaguarda.

Transmissão do Premiére e do PFC Internacional.

Além de um velho clássico do futebol temos também o Mengo perseguindo o líder Palmeiras e o Tricolor pressionado pelos 4 pontos que o separam da zona de rebaixamento.

Espera-se um grande público para que o Morumbi possa reviver grandes momentos da sua história.

No primeiro turno em Brasília foi 2 a 2.
Calleri fez os dois gols do São Paulo e depois foi expulso.
Rodrigo Caio contra e William Arão nos gols do Flamengo.

Bom final de semana a todos!!!

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

PAIXÃO E FANATISMO.

Escrevi em um post anterior sobre a PAIXÃO.

A paixão leva ao fanatismo e este é irracional.

Análises e conclusões feitas através do fanático são normalmente parciais e tendenciosas.

No meu caso e dos colegas jornalistas que atuam no futebol é muito comum sermos rotulados de corintianos, atleticanos, gremistas, palmeirenses, santistas e por aí vai, dependendo dos resultados dos jogos.

Particularmente já fui chamado de torcedor de várias agremiações ao longo da carreira.
Um dia me chamam de corintiano, outro dia me chamam de santista, palmeirense e etc.

Evidentemente que a gente entende o fanatismo de algumas pessoas, porque o futebol leva a isso.

Mas seria importante que todos entendessem o nosso papel.

Por mais que tenhamos um clube simpático aos nossos sentimentos, e por isso estamos trabalhando com o futebol, na hora do trabalho fazemos prevalecer a fidelidade à ética e o respeito a todos que nos assistem.

Se as pessoas soubessem dos cuidados extremos que temos numa jornada de trabalho para que tudo corra bem, para que o produto seja "bem entregue" ao telespectador...

Se as pessoas avaliassem do quanto procuramos ser fiéis às imagens nas observações e nas conclusões sobre determinados lances e resultados...

Mas como o choque de opiniões é inevitável, pois o futebol proporciona divergência nas interpretações, o saldo é sempre jogado nas costas dos comunicadores.
E entendemos isso.

O mundo não teria evoluído se não houvesse o contraditório.

Mas o ponto crucial é referente aos excessos dos apaixonados/fanáticos em relação a nós, jornalistas em atividade.

Não podemos ser crucificados em nossa honra.
Por errarmos - e erramos bastante - não devemos ser tachados de irresponsáveis, de tendenciosos, facciosos e outras coisas.

Ninguém gosta de ser injustamente ridicularizado ou depreciado em sua atividade profissional.
* os que nos atacam também não gostam de ser criticados injustamente em seus trabalhos.

Críticas serão sempre aceitas.
Observações contribuitivas, idem.

Mas agressões, ameaças, xingamentos e outros tipos de comportamento, jamais serão aceitos.

Tudo pode ser feito nos limites da boa educação e do respeito.

No meu caso específico, passei da idade de me deixar levar por sentimentos clubísticos ou regionais, pois priorizo o espetáculo que estamos mostrando e também primo pela minha reputação pessoal e de profissão.
Não tenho o futebol como elemento principal na minha vida.
Priorizo minha família, a saúde e o trabalho.
( essas são as minhas prioridades ).

Devo confessar que o que sempre me ajudou na profissão em termos de imparcialidade foi a frieza e o equilíbrio em relação ao esporte.
Vibro com bons jogos, bons campeonatos, com as conquistas dessa ou aquela agremiação, mas sempre sem excessos pois assim é o meu jeito de ser.

Defendo que as imagens da televisão é que são as portadoras da emoção.
Elas é que vão determinar o grau de emoção do telespectador.
O locutor apenas ressalta, realça, dá um tom ao que as pessoas estão assistindo.

Mas voltando ao tema inicial do post, o condenável é o comportamento de torcedores apaixonados/fanáticos que se sentem no direito de vilipendiar a honra e a índole dos jornalistas por conta de um esporte que apenas tem a missão de divertir, espairecer, dar prazer e lazer às pessoas.

O futebol precisa ser compreendido como algo para relaxar.
E muitos compreendem isso e curtem esse esporte com alto nível de prazer.

Aos que agem diferentemente, fica a decepção por não terem ainda entendido como o esporte é lindo e como tem parcela valiosa em nossas vidas como norte de educação, disciplina e respeito.

























terça-feira, 27 de setembro de 2016

SÃO PAULO x FLAMENGO, SÁBADO NO MORUMBI.

Sábado irei ao Morumbi.

Tem jogo do Brasileirão, rodada 28.
É as 4 horas da tarde.
São Paulo x Flamengo.

Transmissão Premiére e PFC Internacional.

Uma certa preocupação da torcida tricolor e o flamenguista esfregando as mãos e pensando no título nacional.

Jogo que promete ser muito interessante.


segunda-feira, 26 de setembro de 2016

PAIXÃO, SEMPRE UM PERIGO!

Toda e qualquer paixão é condenável.
Torna-se um perigo.

Vemos isso na religião, política, futebol, e é claro nos relacionamentos amorosos.

Paixão é descontrole.
É não estar equilibrado para agir com bom senso, justiça e inteligência.

No caso do futebol, que é uma das minhas áreas de trabalho, a paixão já desfez amizades, separou membros da família, acabou com casamentos, e o pior, matou pessoas.

Há pessoas que colocam o amor pelo seu clube acima de tudo.
Invertem a ordem.
O esporte deve sempre vir depois da família, saúde, educação e do trabalho.

Acompanhar o futebol é para ser um desligamento dos problemas cotidianos, aliviar as tensões, arejar a mente, confraternizar e tudo mais.

Vibrar com os gols, as vitórias, as conquistas, é tudo muito natural.
Entristecer nas derrotas mas sem exagero, também é normal.

Fazer gozações e promover piadas leves e saudáveis com os "adversários" também é plausível, aceitável.

O que não pode é passar dos limites da racionalidade.

Quando se parte para as agressões verbais e físicas em razão do futebol, passa a ser caso de desequilibrio e, portanto, passível de preocupação e muitas vezes com a necessidade até de tratamento psicológico.

Na minha profissão somos sempre alvos de críticas e acho muito natural.
Aparecem também os elogios.
Mas o que assusta é quando as críticas são pessoais e sem respeito.

Há apaixonados por esse ou aquele clube que desandam nos impropérios e nos ataques à honestidade e à honra de profissionais.
Não medem limites para expor sua raivosidade, rancores, extrapolando na total falta de boa educação.

Na verdade já estamos até acostumados com esses acontecimentos de baixaria, mas passamos a pensar e a refletir sobre como essas pessoas agem na sociedade, no dia a dia.

Como devem agir no ambiente familiar e no trabalho.

Respeito ao próximo e boa educação são componentes importantíssimos na possível mudança do nosso Mundo.
Se gerarmos conflitos com destemperos verbais jamais contribuiremos para melhorar o Planeta e deixá-lo melhor para os filhos e netos.

Gostar de uma determinada agremiação, vibrar com ela, sofrer com ela, é perfeitamente aceitável.   Afinal, o futebol é envolvente.

O bom profissional de comunicação gosta de receber observações de ordem crítica, pois assim se corrigem rotas e rumos no trabalho.
Mas é claro, desde que as críticas sejam justas, cabíveis, e principalmente RESPEITOSAS.

Chego a ter pena daqueles que se perdem pela paixão do futebol.
E quando posso, digo que vale a pena exercitar um certo desligamento desse forte sentimento de amor ao clube.
Vale a pena ser mais racional.
Melhor pra todos.

Mas o principal nesse meu enfoque é o aspecto EDUCAÇÃO e RESPEITO ao próximo.

Assim, com a prática desses elementos, poderemos ter uma leve esperança de melhorar o relacionamento social.











sexta-feira, 23 de setembro de 2016

PALMEIRAS x COXA

Missão profissional neste sábado.

Palmeiras x Coritiba, 4 da tarde, Campeonato Brasileiro, rodada 27.

Transmissão do Premiére e também PFC Internacional.

Estarei com Wagner Vilaron nos comentários e as reportagens de André Hernan.

Um ótimo final de semana pra todos!!!

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

MEIO DE SEMANA - ESCALAS

Quarta-feira trabalho em Itaquera.
Copa do Brasil.
Oitavas de final, jogo de volta ( foi 1 a 1 no primeiro ).
Corinthians x Fluminense.

Sportv ao vivo.

21:45

Estarei com Wagner Vilaron comentando e os repórteres Alexandre Oliveira e Joanna de Assis.

--

Quinta vou a Caxias do Sul.
Copa do Brasil, jogo de volta.
Juventude x São Paulo, 21:30, ao vivo Sportv.
Oitavas de final.

Trabalho nessa com Mauricio Noriega e André Hernan.

Boa semana a todos !!!

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

DUAS ESCALAS

Tenho duas escalas nesse final de semana.

Sábado em Itaquera com Corinthians x Palmeiras às 16 horas.
Ao vivo pelo Premiére e também pelo PFC Internacional.
Rodada 26 do Brasileirão.

99 anos desse clássico paulista.

Nosso time na jornada:  Maurício Noriega, Fabíola Andrade, Thiago Crespo.

Dezenas de profissionais atuando no local e na retaguarda.

--

No domingo vou ao Pacaembu.
Santos x Santa Cruz, 18:30, também no Premiére.
Peixe de olho no título, o Santinha querendo permanecer na elite.

Time escalado: Jota, Ivan Andrade, Fabíola Andrade, Thiago Crespo.

Bom final de semana pra todos!!!



quinta-feira, 15 de setembro de 2016

DOMINGO NO PACAEMBU.

Escala de trabalho me coloca no Pacaembu, domingo.

Santos sai da Vila e pega o Santa Cruz no Paulo Machado de Carvalho.

Rodada 26 do Brasileiro.

Jogo marcado para as 18:30 e terá transmissão ao vivo do Premiére e PFC Internacional.

Peixe vem de duas vitórias consecutivas, já o Santinha quebrou um jejum de 9 rodadas sem vitória ao derrotar o Atlético Paranaense.

A transmissão tem inicio 20 minutos antes da partida.

Comentários de Ivan Andrade, reportagens de Fabíola Andrade e Thiago Crespo.


terça-feira, 13 de setembro de 2016

MORREU RAUL QUADROS

O jornalismo esportivo está de luto.

Morreu RAUL QUADROS.

Enfrentava o câncer há cerca de 2 anos.

Raul foi um dos primeiros repórteres do esporte da TV Globo.
Fez grandes matérias do futebol e era fera no "ao vivo".
Ultimamente pertencia ao quadro de comentaristas do canal SPORTV.
Meu colega, portanto.

Ele morava no Rio de Janeiro e quando nos encontrávamos fazíamos boas resenhas sobre o futebol e a nossa classe.

Seu filho, Bruno Quadros, foi zagueiro do Flamengo e de outras equipes.
Atua como treinador agora e estava fora do País em atividade profissional.

Raul deixa amigos, esposa, filhos e netos, e uma história importante na televisão.

Que sua passagem seja muito bem amparada pela Divina Providência.


segunda-feira, 12 de setembro de 2016

PONTE x GRÊMIO, AO VIVO!!!

Escala de transmissão quarta-feira em Campinas.

Brasileirão.
Rodada 25.
Ponte x Grêmio.

21 horas.

Ao vivo no Premiére.

Comentários de William Machado, reportagens de Caio Maciel e Lívia Laranjeira.

Duas equipes que vêm de empates no campeonato.


quinta-feira, 8 de setembro de 2016

SANTOS x CORINTHIANS DOMINGO NA VILA

Escala de trabalho me coloca em Santos x Corinthians domingo na Vila Belmiro.

O jogo é às 4 da tarde pela rodada 24 do Brasileirão.
Quinta do returno.

Transmissão ao vivo pelo Premiére e PFC Internacional.

Briga direta pelo G-4.

Nossa equipe escalada.   Estarei com Juliano Belletti nos comentários, Alexandre Oliveira e Fabíola Andrade nas reportagens.

Os dois alvinegros frente a frente em Urbano Caldeira que está comemorando Cem Anos de existência.




quarta-feira, 7 de setembro de 2016

CLÁSSICO HOJE AO VIVO

Hoje, quarta, estarei na transmissão de Palmeiras x São Paulo.

Ao vivo pelo Premiére.

Vai começar as 21:45 o jogo.

Rodada que começa hoje e termina amanhã, quinta-feira.

Estou nessa com Wagner Vilaron nos comentários, Anselmo Caparica e Filipe Cury nas reportagens e grande equipe no local e na retaguarda.

Bom feriado a todos!!!

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

SERGINHO - CAMPEÃO EM TUDO.

Há atletas que se consagram através da sua modalidade e suas conquistas, porém há outros que aliam o sucesso ao carisma,  à simpatia.

Estou me referindo ao líbero SERGINHO - Sérgio Dutra Santos.
40 anos de idade.
3 filhos.

Bi-olímpico, bi-mundial, 7 Ligas Mundiais conquistadas, duas pratas olímpicas, inúmeros troféus nacionais.
Um campeão super consagrado.

Construiu sua caminhada no vôlei sempre com extrema competência e ótima relação pessoal com todos, desde companheiros de equipe até o público em geral.

Infelizmente esse tipo de comportamento não faz parte da maioria dos ídolos do esporte.

Serginho se diferencia e isto é altamente positivo, pois cada vez mais as "referências" precisam ser positivas.

Exemplos negativos acontecem a todo instante com ídolos dessa ou daquela atividade, impactando de maneira ruim junto aos fãs e admiradores.

Serginho deixa um bom exemplo.

Sua imagem de simplicidade marca e deixa a certeza de que os grandes vencedores, seja no esporte ou em outra atividade, não precisam se colocar num pedestal inatingível.

Um campeão da simplicidade mas também de muita personalidade.

Parabéns ao nosso quarentão-campeão!!!



PALMEIRAS x SÃO PAULO, QUARTA AO VIVO!

Depois de trabalhar numa festa bonita em Brasília com a despedida do líbero Serginho da Seleção Brasileira, quarta-feira estarei em Palmeiras x São Paulo.

Rodada 23 do Brasileirão.

É o encontro do líder com o décimo-segundo colocado.

Jogo marcado para as 21:45 e com transmissão do Premiére e PFC Internacional.

Arena cheia mais uma vez e agora para o clássico de grande tradição.

Estarei com Belletti nos comentários e as reportagens de Anselmo Caparica e Filipe Cury.


sexta-feira, 2 de setembro de 2016

FELIPE MASSA

Felipe Massa anunciou que vai parar neste ano.

Afora a nossa errônea cultura de somente evidenciar os campeões em qualquer modalidade, é preciso enaltecer a carreira de Massa.

15 anos no circo da Fórmula-1 não é para qualquer corredor.
Vice-campeão mundial também não é algo fácil.
Ter o comportamento que Massa sempre teve é diferente e raro.
Não tenho lembrança de qualquer deslize dele no trato com a imprensa, por exemplo.

Particularmente sempre reconheço positivamente os personagens do esporte, tenham sido vencedores ou não. 
Cada um deles, à sua característica, teve participação importante na carreira.
Não se vive apenas de protagonistas em qualquer atividade.
Os figurantes merecem ser reconhecidos.

Sou também avesso a comparativos e portanto jamais faria relação entre Massa, Senna, Fittipaldi, Piquet.
Não comparo exatamente porque entendo os papéis na cena de protagonistas e figurantes.

Todos são importantes em seus papéis.

Ele e Barrichelo injustamente foram alvo de chacotas, piadas.
Digo injustamente porque nenhum profissional merece ser desrespeitado na sua atividade.
É a visão que tenho.

Sempre fui contrário às vaias, embora elas sejam livres é óbvio.
Vaia, da minha visão, é desrespeitar o profissional, o atleta.
Quem vaia jamais gostaria de ser vaiado em sua atividade.

Mas mudar o mundo é apenas um sonho.

Felipe Massa não merece nenhum apupo.
Só elogios.
Caminhada correta, honesta, profissional, a dele.

Nunca estive frente a frente com ele, mas se um dia isto ocorrer irei parabenizá-lo pelo que representou para o esporte nacional e mundial.








quarta-feira, 31 de agosto de 2016

DOMINGO EM BRASILIA VÔLEI NO MANÉ

No domingo estarei em Brasília.

Não, nada a ver com a situação política do País, evidentemente.

Vou a trabalho para a transmissão de um espetáculo diferente nos dias atuais.

Teremos vôlei no estádio Mané Garrincha, a nova Arena da capital federal.

Brasil, campeão olímpico, enfrentará a seleção de Portugal às 10 horas da manhã.

Jogo festivo contra os irmãos portugueses, que por sinal o time é comandado por um brasileiro, o técnico Chico Santos.

Portugal vai disputar as eliminatórias européias no final do mês.

Já a seleção brasileira receberá muitas homenagens pelo OURO olímpico e o líbero Serginho se despedirá da camisa nacional.

O Sportv transmitirá o jogo ao vivo.

Um dia antes, no sábado, a Seleção atuará na Arena da Baixada as 4 da tarde também diante de Portugal com o Sportv presente.

Em Brasília estarei com Carlão, Marina Izidro e grande equipe.


terça-feira, 30 de agosto de 2016

SAUDADE OLÍMPICA.

Volto às Olimpíadas do Rio de Janeiro.

Lá trabalhando vira e mexe vinha à minha mente as outras Olimpíadas em que trabalhei e batia a saudade de alguns queridos amigos.

Me lembrei de Los Angeles-84, minha primeira participação nos Jogos, e da convivência com Luciano do Valle e Osmar de Oliveira naquela cobertura.
Também de Paulinho Matiussi e Mário Marcos Girelo, o Maraco.
Amigos que já nos deixaram, lamentavelmente.

E como fizeram falta nesses Jogos Rio-2016.

Não só pelas pessoas que foram no Planeta mas é claro pela competência profissional de cada um deles.

Luciano "bancou" aquela Olimpíada junto à Bandeirantes, que não iria transmitir por questões de acertos com as autoridades esportivas da época, pois você tinha também de "comprar" um pacote que incluía a Copa do México de 1986.

Luciano com sua empresa arrojou e bateu o martelo para a aquisição dos dois eventos.

E a partir dali a Band decolou para se firmar no esporte televisivo com o "Show do Esporte" marcando época na história.

Luciano do Valle sempre fará falta nos grandes eventos.
Sua voz e autoridade esportiva não ecoaram no Rio, infelizmente.
Cada vez que eu me dirigia a uma Arena para trabalhar eu visualizava o sorriso amigo do seu Bolacha.
E intimamente eu prestava uma homenagem a ele nas minhas transmissões dando o melhor do que sou capaz.



ALCINDO, O BUGRE.

Morreu um dos maiores artilheiros do futebol brasileiro.

Alcindo, o Bugre.

Consagrou-se com a camisa do Grêmio e até hoje é o maior goleador do clube.
Jogou também no Santos FC.

Defendeu aquela conturbada Seleção Brasileira na Copa de 1966 na Inglaterra.

Nos tempos dos Masters da TV Bandeirantes, certa vez, Alcindo estava no grupo de Luciano do Valle e numa viagem contou sobre esse Mundial.
Ele estava machucado e teve que jogar recebendo as famigeradas "infiltrações" num dos joelhos lesionados.
E falou é claro sobre a bagunça daquele selecionado para o Mundial de 66.

Alcindo tinha o faro do gol.
Sabia se colocar, sair da marcação, finalizava muito bem.

Deixa seu nome na história do futebol.

O futebol agradece pela sua marcante passagem nos gramados.











quarta-feira, 24 de agosto de 2016

PONTE x CORINTHIANS, AO VIVO.

Sábado vou a Campinas.

Ponte x Corinthians pela 22a rodada do Brasileiro.

O jogo é às 4 da tarde e terá transmissão Premiére e PFC Internacional.

Corinthians o terceiro colocado e a Macaca na sétima posição.

Essa partida abre mais uma rodada, jogo isolado do sábado.

Nossa equipe terá Mauricio Noriega comentando, Fabiola Andrade e Filipe Cury nas reportagens.




sábado, 20 de agosto de 2016

O JOGO DA SEGUNDA FEIRA

Terminada a missão na Olimpíada volto ao futebol do Brasileiro.

Nesta segunda-feira vou a Itaquera para Corinthians x Vitória.
20 horas.
Ao vivo Sportv e PFC Internacional.

Estarei com Belletti nos comentários, Alessandro Jodar e Pedro Rocha nas reportagens.

Segunda rodada do returno.


quinta-feira, 18 de agosto de 2016

BRASIL x CANADÁ VALENDO O BRONZE.

Nesta sexta faço minha última narração na Olimpíada Rio 2016.

Definição do terceiro lugar, o bronze do futebol feminino.

Brasil x Canadá, as 13 horas.

Os dois países nunca se enfrentaram numa Olimpíada.

Em 18 jogos no confronto o Brasil leva vantagem: 7 vitórias contra 5 das canadenses. Seis empates.

Terceira vez que o Brasil decide o bronze em Olimpíada.  Aconteceu em 96 e 2000.  E acabou na quarta colocação.

Na transmissão pelo Sportv-1 estarei com Raphael Rezende e Leda Maria, ex-jogadora da Seleção brasileira.




terça-feira, 16 de agosto de 2016

FUTEBOL AO VIVO

Nesta quarta vou narrar futebol masculino, Nigéria x Alemanha.

Vale passagem para a final olímpica.

Transmissão começa às 15:30 e o jogo se inicia as 4 horas.

Arena de Itaquera.

Carlos Eduardo Lino estará comigo na jornada.

Sportv-1.


CHICO BARRETO NA FIXA

Hoje, terça, sigo narrando a Ginástica Artística em seu último dia de finais.

Duas da tarde, Arena Olimpica, tem brasileiro entre os finalistas: Francisco Barreto.

Ele vai competir na barra fixa.

Comigo na transmissão os professores Andréa João e Henrique Mota, mais Anselmo Caparica nas reportagens.

Nossa transmissão tem inicio por volta de 13:20h.

Boa sorte pro Chico Barreto, paulista de Ribeirão Preto.




segunda-feira, 15 de agosto de 2016

SEGUNDA FEIRA OLIMPICA

Hoje, segunda feira, mais uma transmissão da Ginástica Artística, finais, da Arena Olimpica.

Começa pouco antes das 2 da tarde no Sportv-1.

Presenças brasileiras de Arthur Zanetti nas argolas tentando o bicampeonato olimpico e de Flavinha Saraiva se apresentando na Trave de Equilibrio.

Hoje teremos as finais nas argolas, na trave e no salto masculino.

A extraordinária menina americana, Simone Byles, estará na Trave buscando mais um ouro nessa Olimpíada.
Ela só tem 19 anos de idade e já é um fenomeno.

Nosso time: Jota, Andréa João, Henrique Mota, Anselmo Caparica e grande equipe de apoio e sustentação.



domingo, 14 de agosto de 2016

GINÁSTICA AO VIVO NESTE DOMINGO

Hoje, domingo, volto às transmissões da Ginástica Artística.

Finais individuais em quatro aparelhos: salto, solo masculino, assimétricas e cavalo com alças.

Duas presenças brasileiras, Diego Hipólito e Arthur Nory Mariano no solo.

Começa as 14 horas e é ao vivo no Sportv-1.

Estou na jornada com Andréa João e Mosiah Rodrigues nos comentários, mais Anselmo Caparica nas reportagens.

Parabéns aos papais pelo dia especial de hoje!!!


sábado, 13 de agosto de 2016

BRASIL x ITÁLIA - VOLEI MASCULINO

Hoje, sábado, estarei no Maracanãzinho para Brasil x Itália no vôlei masculino.

Penúltima rodada da primeira fase de classificação.

Até aqui o Brasil venceu duas e perdeu para os Estados Unidos.

Depois na segunda-feira pega a França pra ver em que posição fica para as quartas-de-final.

Estarei na jornada com Marco Freitas e Carlão.

A partida vai começar as 10:35 da noite.

Sportv-3 ao vivo.




quinta-feira, 11 de agosto de 2016

FINAL FEMININA DA GINÁSTICA

Hoje, quinta feira, mais uma final da Ginástica Artística.

Final individual feminina e com duas brasileiras em ação: Rebeca Andrade e Jade Barbosa.

Começa as 4 da tarde e será ao vivo no Sportv-2.

Jornada com os comentários de Andréa João e Henrique Mota.

Reportagens de Anselmo Caparica.


quarta-feira, 10 de agosto de 2016

TEM BRASIL NA FINAL DA GINÁSTICA

Com dois ginastas brasileiros hoje teremos as finais individuais na Arena Olimpica.

Vai começar as 4 da tarde.

Os paulistas Sérgio Sazaki e Artur Nory Mariano estarão brigando por pódio com gigantes britânicos, alemães, chineses, americanos, russos, japoneses...

Difícil para os brasileiros, mas eles estão muito centrados na responsabilidade e acreditando em fazer bonito.

Transmissão do Sportv-1 à partir de 15:30.

Estarei nessa com Andréa João e Henrique Mota nos comentários técnicos, mais Anselmo Caparica nas reportagens.


terça-feira, 9 de agosto de 2016

MENINAS BRASILEIRAS NAS FINAIS

Sigo nas transmissões do Sportv pela Olimpíada.

Nesta terça, 4 da tarde, as ginastas brasileiras ( já entre as 8 melhores do mundo ) vão batalhar por medalhas.

Tarefa difícil mas o momento das nossas meninas é muito bom.

Jade Barbosa, Daniele Hipólito, Rebeca Andrade, Flávia Saraiva, sob a orientação técnica de Kelly Kitaúra, fizeram uma excelente fase de classificação.

Hoje elas disputam com USA, China, Rússia, Grã Bretanha, Japão, Holanda e Alemanha.

Mesmo que não dê medalha já podemos dizer que a participação brasileira na Ginástica Artística nessa Olimpíada agradou muito.

Estarei na transmissão com os professores Henrique Motta e Andréa João.

Boa sorte para as atletas brasileiras !!!

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

PRIMEIRAS ESCALAS DA OLIMPÍADA

Estou no Rio de Janeiro já vivendo o clima olímpico.

Minhas primeiras escalas apontam para a Ginástica Artística.
Será no Arena Olímpica Rio.

Sábado à partir das 10:30 da manhã estarei com Andréa João e Henrique Mota com as primeiras provas classificatórias.

Um dos esportes mais tradicionais das Olimpíadas, a ginástica estreou em 1896.
120 anos de espetáculos memoráveis, de ginastas sensacionais, escrevendo a história.

O Brasil deposita as maiores esperanças em Arthur Zanetti nas argolas.
Temos Diego Hipólito, Jade Barbosa, Flávia Saraiva, Artur Nory, Chico Barreto, Lorrane dos Santos, Rebeca Andrade.

Estarei de sábado a segunda-feira trabalhando com a ginástica.

Na jornada de sábado estarei no canal Sportv-3.
Domingo à partir de 09:45 da manhã no Sportv-2.
E segunda-feira no Sportv-1 as 4 da tarde.


segunda-feira, 1 de agosto de 2016

OLIMPÍADA RIO DE JANEIRO

Começo a semana no Rio de Janeiro.

Fico até o dia 22, logo após o encerramento da Olimpíada.

Aguardo as minhas escalas de transmissão.

Sportv terá 16 canais e 40 sinais na web.

Uma cobertura que envolve um número grande de profissionais.

Olimpíada é trabalho pesado, mas vale a pena pela grandeza do evento.

Espera-se sucesso dos Jogos em mais uma edição da sua história.

Irei atualizando aqui as minhas participações e as minhas impressões sobre o desenrolar dos acontecimentos.

Boa semana pra todos!!!

quinta-feira, 28 de julho de 2016

DOMINGO PELA MANHÃ

Domingo as 11 da manhã tenho jornada de trabalho pelo Brasileirão.

Morumbi com São Paulo x Chapecoense.

Transmissão do Premiére e do PFC Internacional.

Estarei com Juliano Belletti e Filipe Cury, mais dezenas de profissionais envolvidos na jornada.

Antepenúltima rodada do primeiro turno do campeonato.




quarta-feira, 27 de julho de 2016

PONTE x FIGUEIRENSE PELA COPA DO BRASIL.

Mudança na minha escala para esta quarta-feira.

Vou a Campinas para Ponte Preta x Figueirense pela Copa do Brasil.

O jogo começa às 19:30 e a nossa transmissão se inicia 15 minutos antes pelo Sportv-2.

Jogo de volta.   Na primeira partida foi 0 a 0 em Florianópolis.

Vale classificação para as Oitavas-de-Final.

Na jornada, Luiz Ademar, Caio Maciel, Filipe Cury e grande equipe.




segunda-feira, 25 de julho de 2016

ARBITRAGEM BRASILEIRA -- ESCLARECIMENTO

Na transmissão de Vitória x Santos pelo Sportv fiz uma observação sobre o comportamento de treinadores e jogadores brasileiros quanto às arbitragens.

Para quem não entendeu, explico.

Enfoquei principalmente a falta de respeito à autoridade do árbitro no Brasil.
Ele é autoridade máxima num jogo de futebol.
Isso é incontestável.

Seja ele bom ou ruim tecnicamente, pouco interessa, o que vale é a sua importância e autoridade que lhe é delegada.

Os treinadores, por exemplo, agem na área técnica durante as partidas como se fossem um torcedor da arquibancada.
Não são ponderados, comportados, equilibrados.
Contestam todas as marcações do juiz e bandeiras.  Todas.
Perturbam o quarto árbitro durante os 90 minutos.

Não contribuem com o espetáculo entendendo que o árbitro irá errar em algum momento, como jogadores e eles, treinadores, também erram.

Falta compreensão por parte deles.

Como comandantes de grupo deveriam ter uma postura mais equilibrada, sensata.

Quanto aos jogadores, invariavelmente procuram confundir as arbitragens falseando lances e tentando cavar faltas.
Invocam descaradamente a "malandragem" cultural brasileira no futebol.
Não é preciso ser "malandro" para ganhar as competições.

O público merece ser respeitado e se treinadores e jogadores contribuírem, as arbitragens vão melhorar pois terão mais tranquilidade e segurança para atuar.

Quanto aos árbitros, não os defendo e me junto às críticas de suas falhas.
Mas invoco o lado humano deles, o mesmo lado humano dos treinadores e atletas, que erram muito nos 90 minutos de partida.

É evidente que não me refiro a dolo, má-fé, nada disso.
Atos premeditados, criminosos, sempre merecerão punições.

Parto do principio de que eles, os juizes, são bem intencionados, e erram por uma série de razões.
Pressão geral em cima deles, provável falta de competência, malandragem dos jogadores nos lances confundindo as decisões e outras razões.

Some-se também a dificuldade de se arbitrar futebol no Brasil, onde todos querem tumultuar os espetáculos.

E como a maioria gosta de enaltecer o futebol europeu, basta verificar o respeito que treinadores e jogadores têm pelos árbitros por lá.
E é claro que fica mais fácil para os mediadores acertarem e trabalharem com mais tranquilidade.

Espero ter sido claro.





SANTOS x GAMA, COPA DO BRASIL.

Quarta-feira estarei na Vila Belmiro.

Copa do Brasil, jogo de volta.
Na primeira partida foi 0 a 0 no Distrito Federal.

Começa às 21:45 e terá transmissão ao vivo do Sportv-2.

Vale passagem para as oitavas-de-final.

Estarei com William Machado, Anselmo Caparica, Alessandro Jodar.

Santos x Gama.


quarta-feira, 20 de julho de 2016

VITÓRIA x SANTOS, EM SALVADOR DOMINGO.

Escala de transmissão para domingo.

Salvador, estádio Manoel Barradas, o Barradão.

O jogo é entre Vitória e Santos, 6 e meia da tarde, começo da noite.

Ao vivo no Sportv(menos Bahia), Premiére e PFC Internacional.

Décima sexta rodada do Brasileirão.

Estaremos com William Machado nos comentários, mais Daniela Leone e Alessandro Jodar nas reportagens.

O jogo promete ser muito bom.

segunda-feira, 18 de julho de 2016

OLIMPÍADA CHEGANDO...

Semana onde toda a equipe do Sportv se movimenta mais fortemente visando a cobertura da Olimpíada no Rio de Janeiro.

Reuniões e mais reuniões, os últimos acertos.

Cada um sabendo o que terá de fazer antes, durante e logo após os Jogos.

É um trabalho minucioso, difícil, de grande responsabilidade.

O telespectador merece todos os cuidados da equipe para ele receber um produto de qualidade
Olimpíada é o maior evento do esporte mundial.

Será a primeira aqui no Brasil.

Enquanto os atletas se preparam, nós os comunicadores seguimos estudando as modalidades, sua história, estatísticas, probabilidades e tudo mais.

O aparato técnico é monstruoso.

De minha parte fica a expectativa para que tudo corra muito bem em todos os sentidos.

Nosso time é muito competente e isto nos deixa mais confiantes em bons resultados.

Fiz minha primeira Olimpíada em 1984, Los Angeles, pela Bandeirantes.

Depois trabalhei em 88 e 92 nos Jogos mas ficando no Brasil e atuando em transmissões dos estúdios.

Em 1996 estive em Atlanta também pela TV Bandeirantes.

Começando meus trabalhos no Sportv, na Olimpíada de 2000 não pude viajar.

Nas demais, em 2004, 2008 e 2012, trabalhei dos estúdios Globosat/Rio de Janeiro nas narrações dos eventos.

Olimpíada é um trabalho intenso para os jornalistas e todos os envolvidos.
São muitas modalidades acontecendo ao mesmo tempo.
São recordes, índices, números, história, requerendo muitos estudos e conhecimento.

Mas vamos lá.

Está chegando a hora.
5 de agosto a festa de abertura.
* mas já no dia 3 o futebol bota a bola pra rolar.

Que tenhamos uma Olimpíada limpa e que o astral do esporte iniba a energia ruim e negativa dos desequilibrados.




quarta-feira, 13 de julho de 2016

CLÁSSICO DOMINGO EM ITAQUERA

Depois de transmitir o clássico Palmeiras x Santos, agora a escala me manda pra Itaquera no domingo.

Outro clássico paulista dentro do Brasileiro.

Corinthians x São Paulo, 4 da tarde, transmissão ao vivo pelo Premiére e PFC Internacional.

Estarei na jornada profissional com Mauricio Noriega, Tiago Maranhão, Alessandro Jodar e dezenas de companheiros envolvidos no trabalho.

Timão de olho na liderança do campeonato e o Tricolor voltando da Colômbia.




segunda-feira, 11 de julho de 2016

OLIMPÍADA - A FORÇA DO ESPORTE!

Pontos indiscutíveis para mim.

Nosso País não devia ter encarado os desafios de realizar Copa do Mundo e Olimpíada.

Fui contrário desde quando os governantes bateram no peito e populisticamente aceitaram abrigar os dois grandes eventos.

Entendo também que se não tivéssemos aceitado realizar Copa e Olimpíada, nenhum dos nossos problemas sociais seria favorecido com a grana que economizaríamos nas obras e nos "desvios". 

É sonho pensar que fugindo de investimentos em eventos do esporte o País dirigiria a grana para a saúde, educação e tudo mais.
Nossos políticos continuam irresponsáveis quanto a favorecer a sociedade em tudo o que ela necessita.

Mas o que não dá para fugir é da magnânima importância dos dois eventos: Copa e Olimpíada.

Agora com a chegada dos Jogos Olímpicos, com todos os percalços registrados na construção das obras e da violência que impera no Rio de Janeiro, é inegável o nível técnico das competições e o poder conciliatório do esporte.

Por mais que se registrem desistências de atletas internacionais, ainda assim teremos os maiores nomes do esporte mundial disputando medalhas.

Olimpíada é uma festa marcante.
Todos os que assistiram aos Jogos, em qualquer tempo, jamais esqueceram as imagens e a emoção vivida nas competições e no ambiente olímpico.

Por tudo isso nestes dias que antecedem o Rio-2016 é preciso passar a vivenciar o clima olímpico com plenitude.

O que está feito, está feito, as más ações dos administradores e atravessadores ficam por conta de suas consciências, embora o prejuízo financeiro seja exclusivamente nosso, e o foco agora é nos Jogos em si.

Vamos desfrutar da beleza das competições, torcer para que tudo corra bem dentro e fora das arenas dos Jogos, pois o esporte merece a nossa especial atenção e carinho.

Façamos isto pelo esporte, num momento turbulento do País em todos os segmentos.











quinta-feira, 7 de julho de 2016

PALMEIRAS x SANTOS -- AO VIVO.

Minha próxima escala de trabalho será na terça-feira, dia 12.

Transmissão do PREMIÉRE e PFC INTERNACIONAL às 20:30 de Palmeiras x Santos pelo Brasileirão.

Jogo da 14a rodada.

Na jornada comigo os amigos Maurício Noriega, Fabíola Andrade e Anselmo Caparica.

O jogo é na casa do Palmeiras.

Por conta da ocupação da Arena alviverde com um evento evangélico no final de semana o clássico passou para a terça, dia 12.

Essa partida vai fechar mais uma rodada do campeonato.

Nos últimos anos por conta de vários confrontos decisivos a rivalidade Palmeiras-Santos cresceu bastante.

Previsão de bom jogo.




quarta-feira, 6 de julho de 2016

MÊS DE JULHO - SAUDADE

Mês de julho marca as minhas perdas de pai e mãe.

Seu Juca nos deixou fisicamente em julho de 1996, dona Aquilina em 2012.

O casamento deles durou 22 anos por causa de uma separação, mas até o final de suas vidas conversavam e se respeitavam muito.

Pai e mãe são referências e pude colher de cada um deles suas virtudes especiais.

Aquilo que sempre lemos e ouvimos sobre valorizar os pais enquanto vivos aqui no Planeta, é muito verdadeiro.   Todos deveriam atentar para esse item da vida.

Vemos no cotidiano que muitos filhos só vêm a dar valor aos pais depois que eles partem para o outro Plano.
É preciso se desvencilhar de barreiras absurdas e abraçar e beijar nossos pais todos os dias.

É preciso também compreender os erros de alguns deles no comportamento pessoal, pois quem não erra?
Não estou me referindo a casos extremos, obviamente, mas de maneira geral urge compreender as falhas dos pais e perdoá-los.    
Sabe aquela máxima cristã do "atire a primeira pedra?

Portanto, deixo minhas homenagens e agradecimentos a eles por tudo o que se empenharam em fazer pelos filhos, netos e noras.











quinta-feira, 30 de junho de 2016

DUAS ESCALAS PELA FRENTE

Minhas duas próximas escalas.

Domingo em Itaquera para Corinthians x Flamengo, 4 da tarde, ao vivo pelo Premiére e PFC Internacional, com William nos comentários, Fabíola Andrade e Anselmo Caparica nas reportagens.

Segunda no Recife com Sport x Palmeiras às 8 da noite, transmissão ao vivo pelo Sportv, Premiére e PFC Internacional, com William, Fabíola Andrade e Vitor Bastos nas reportagens.

Os dois jogos pela 13a rodada do Brasileirão.
Já atingindo 1/3 do campeonato.

Ótimo final de semana pra todos!!!!

segunda-feira, 27 de junho de 2016

RODADA -12-

Meio de semana com rodada completa do Brasileirão.

Décima-segunda.

Começa na quarta com Flamengo x Inter, dois times que vêm de derrotas.

Tem ainda Vitória x Sport, clássico nordestino, no Barradão.

Chapecoense x Cruzeiro na Arena Condá.  Time mineiro subindo, o catarinense caindo.

Teremos o Atle-tiba no Couto Pereira.  Se agita a torcida paranaense com o histórico clássico.

O lanterna América Mineiro receberá o Corinthians.

Choque de tricolores no Morumbi:  São Paulo x Fluminense.

Tem também Grêmio x Santos em Porto Alegre.   O tricolor vem de duas derrotas, o Peixe vem de duas vitórias.

Na quinta-feira mais 3 jogos.
Santa Cruz x Ponte no Recife.  O Santinha está na zona de rebaixamento.
Líder Palmeiras joga em casa com o Figueirense.
Galo x Botafogo em Belo Horizonte.

Boa rodada a todos !!!