quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

VIVENDO E APRENDENDO

Vivendo e aprendendo.

Fiz a transmissão em Itu nesta semana do jogo Ituano x Santos.

Num determinado momento da partida um atleta do time local errou o chute e a bola saiu muito longe do gol.

Para descontrair eu disse que a bola teria ido parar em SALTO DE ITU ( cidade vizinha ).

Recebi uma observação educada e simpática do amigo Joelson Cabral dizendo que desde 1917 Salto é conhecida como SALTO, e não "Salto de Itu" como havia citado.

Isso tem ocorrido muito.
Cidades ficam consagradas por alcunhas e na verdade seus cidadãos não aprovam e buscam fazer a correção.     Normal, diga-se.

Fiz certa vez uma transmissão de vôlei em APARECIDA DO NORTE.
E ao falar APARECIDA DO NORTE, como é conhecida nacionalmente, me corrigiram dizendo que era apenas APARECIDA.

Certa vez em São Carlos, interior paulista, para esclarecer geograficamente ao público de todo o Brasil, citei a cidade como ficar na região de Araraquara.

Fui advertido.   Os são-carlenses, até pela rivalidade entre as duas cidades, não gostam de assim serem identificados.

Entendo perfeitamente tudo isso, mas justifico pelo que nacional e popularmente o povo consagra.

Mas o lado positivo é que a gente aprende.

Nunca mais vou me referir a Salto como "Salto de Itu"....nunca mais chamarei APARECIDA como "Aparecida do Norte" e nem São Carlos pertencer à região de Araraquara.

Isso em respeito aos cidadãos dessas importantes comunidades.




segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

ITUANO x SANTOS, AO VIVO!

Nesta terça, dia 21, vou a Itu.
Paulistão, 5a rodada.

Ituano x Santos é ao vivo pelo SPORTV.

Vai começar às 21:30 no estádio Novelli Jr, que vai completar 70 anos em maio.

Jornada de tentativa de reabilitação das duas equipes: o Ituano perdeu para o Grêmio Novorizontino e o Peixe vem de duas derrotas na Vila Belmiro.

Estarei na transmissão com William Machado, Filipe Cury, Anselmo Caparica, Estevão Nunes e Juliana Mattos, além de dezenas de profissionais no local e na retaguarda/Rio de Janeiro.

Uma boa semana a todos!!!

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

MORUMBI AO VIVO.

Missão de trabalho neste sábado no Morumbi.

Jogo do campeonato paulista, quarta rodada.

São Paulo x Mirassol às 19:30 e ao vivo Premiére e PFC Internacional.

Tricolor vem de duas vitórias bem robustas e o Mirassol com 3 jogos e 100% de aproveitamento.

Mais uma promoção da diretoria do SP nos ingressos e certamente outro grande público no Cícero Pompeu de Toledo.

Estarei na cobertura jornalística com os amigos William e André Hernan.


segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

PALMEIRAS EM CAMPO NA QUINTA.

Na próxima quinta-feira vou transmitir Palmeiras x S.Bernardo pelo Paulistão.

Jogo da terceira rodada.

Transmissão à partir de 19:10 pelo Premiére.

Estarei nessa com os amigos Luiz Ademar comentando e os repórteres Pedro Motta mais Jason Mathias.

Trabalhos de coordenação local com Estevão Nunes e na Globosat/Rio o Gustavo Vilella.




A CULPA É DE QUEM PRATICA O CRIME.

De uma forma bem simplista de ver, é inconcebível que pessoas matem em virtude de um esporte.

Matar um semelhante já é algo assustador, por qualquer motivação, mas brigar por causa de um time, jogo de futebol ou sei lá o que, e assassinar, é chocante.

E as mortes vão acontecendo no Brasil antes e depois de uma partida de futebol.

Temos muitas vezes a mania de culpar a polícia porque não garantiu a segurança de todos, o que em parte é admissível, mas o cerne do problema é a índole assassina de que assim age.

O problema não está exclusivamente nos policiamentos e na segurança pública, a questão é direta: os assassinos são os culpados.

Se entrarmos nas questões político-sociais do País é claro que levantaremos os itens EDUCAÇÃO, mais escolas, melhor padrão de ensino, tudo isso, porém não dá para deixarmos de apontar o dedo para QUEM PRATICA OS CRIMES.

E quando falamos em educação, boa escola, a cartilha dos pais e etc, a gente se volta para os maiores ladrões/assassinos do País -  empresários e políticos corruptos - que tiveram ótimas escolas, diplomas e tudo mais.
Eles tiveram "boa educação" e nos roubaram, e nos roubam, na mão grande.

É índole, amigos.
É da natureza implícita de cada um.
Viemos de outras jornadas e de lá trazemos uma herança.
Cabe a cada um vir e melhorar.
Aqui nessa passagem é a grande oportunidade de evoluir, buscar aprimoramento moral para seguir depois em melhores ambientes.

Mas se pensarmos uma única existência, então o negócio é jogar tudo para o alto e salve-se quem puder.

A responsabilidade é de cada um.

Não busquemos explicações e justificativas técnicas e simplistas.










sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

13 ANOS SEM ELE.

Não dá pra esquecer aquele FEVEREIRO de 2004.

Num domingo chuvoso pelo interior de São Paulo, final de tarde/começo de noite, um acidente de carro tirava a vida de um dos maiores comunicadores do rádio e televisão.

Ele voltava pra casa depois de um trabalho pela REDE VIDA e de visitar a família na cidade de Barretos, sua cidade de nascimento.

Naquele domingo chuvoso a transmissão que ele faria pela Rede Vida de uma partida de futebol só teve o início, a abertura dos trabalhos, pois o jogo foi adiado.

Abriu a jornada, mostrou como estava o gramado do estádio e encerrou desejando a todos um ótimo domingo, dizendo que voltaria pra casa para DESCANSAR.

Me lembro claramente da sua imagem na cabine do estádio de Barretos se despedindo dos telespectadores, e da VIDA.

MARCO ANTONIO MATTOS foi um gênio da comunicação.
Narrava tanto pelo rádio como pela televisão com extrema maestria.
Voz forte, marcante, cultura, linguagem expressiva, idioma sempre respeitado e uma narrativa perfeita.

Brilhou por onde passou.
Começou no rádio na sua Barretos, depois Ribeirão Preto, Campinas, fixando-se em São Paulo posteriormente.

Empunhou microfones importantes do rádio e ao receber um convite de seu amigo Luciano do Valle em meados dos anos 80 ele foi trabalhar na TV Bandeirantes, no Show do Esporte.

Com a Band abraçando todas as temporadas da Liga Mundial de Vôlei, Marcão foi escalado para acompanhar a Seleção Brasileira em andanças pelo planeta.
Especializou-se na modalidade e sempre ao lado do professor Paulo Russo.
Viajou muito e criou uma linguagem diferente para as transmissões do voleibol.

Até hoje seus jargões são muito lembrados pela galera do vôlei.

Mas acima do estupendo profissional que foi, Marco era uma pessoa ética, educada, respeitadora de todos os colegas, chefe de família, esposo, pai.

13 anos de sua ida para o Plano Acima.

Irá merecer sempre as nossas homenagens e a nossa saudosa lembrança.


quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

MAIS ESCALAS.

Mais escalas de transmissão.

Sexta Superliga feminina, 9 e meia da noite, ao vivo Sportv-2.
Osasco x Brasília pela quinta rodada do segundo turno.

Ginásio José Liberatti, em Osasco.

Estarei com Nalbert e Lívia Laranjeira.

Sábado tem Corinthians x Santo André.
Itaquera.
Paulistão.
9 da noite.
Transmissão do Premiére.
Jota, Vilaron, Thiago Crespo.