segunda-feira, 11 de junho de 2018

FUTEBOL AO VIVO NA TERÇA.

Nesta terça-feira tenho transmissão no Morumbi.

Abertura da última rodada do Brasileirão na parada pra Copa do Mundo.

São Paulo x Vitória, 21:30, ao vivo Sportv(menos SP) e Premiére.

Narro com os comentários de Wagner Vilaron, reportagens de Alessandro Jodar, Marco Aurélio Souza.
Coordenadores Paulinho Predella e Marcelo Raed.

Dezenas de profissionais envolvidos na jornada.

Boa semana a todos!

sexta-feira, 8 de junho de 2018

PEIXE x COLORADO, AO VIVO.

Neste domingo, dia 10/6, vou a Santos.

Brasileirão, penúltima rodada antes da parada para a Copa.

Santos x Internacional à partir das 19 horas.

Peixe perto da zona de rebaixamento ( mas com um jogo a menos ) e o Colorado em oitavo lugar porém a 1 ponto do G4.

Transmissão Sportv(menos SP e Santos), Premiére e PFC Internacional.

Estarei na jornada com Wagner Vilaron, Gláucia Santiago, Thiago Crespo e grande equipe envolvida no local e na retaguarda/Rio.

Um ótimo final de semana a todos!

quarta-feira, 6 de junho de 2018

CLÁSSICO HOJE EM ITAQUERA.

Hoje, quarta, tem Corinthians x Santos em Itaquera às 9 da noite.

Penúltima rodada até a parada pra Copa do Mundo.
É a décima.

Corinthians é o oitavo colocado, o Peixe está em 15o ( um jogo a menos).

Transmissão Premiére à partir de 20:40.

Estarei com os amigos Wagner Vilaron, Edgar Alencar, Filipe Cury, Estevão Nunes, Pedro Moreno e mais dezenas de profissionais envolvidos na jornada.

Bom futebol pra todos!!!

segunda-feira, 4 de junho de 2018

DE 58 A 2018. AS COPAS.

Mais alguns dias e abre-se a fase final da Copa do Mundo.

A Fifa entende que a Copa começa desde a fase de classificação, então o que vai acontecer a partir do dia 14 na Rússia é o fecho de todas as etapas.

A primeira vez que tomei conhecimento de uma Copa do Mundo foi há 60 anos.
Com meus 9 anos de idade ouvi pelo rádio o Mundial da Suécia.
Vibrei com toda a família à cada vitória da Seleção.

Nomes como os de Didi, Pelé, Garrincha, Vavá, Gilmar, Zagallo, Djalma Santos, De Sordi, Belline, Orlando, Nilton Santos, Dino Sani, Dida, Moacir, Pepe, começaram a povoar a minha mente despertando o interesse pelo futebol.

Me lembro que em 1962 (Chile)esperava ansiosamente a exibição do video-tape no final da noite ou no dia seguinte.
As fitas eram colocadas no avião e vinham até São Paulo para a apresentação.
Emocionante.

Na Copa da Inglaterra, 1966, o rádio ainda imperava e as televisões improvisavam durante as partidas do Brasil colocando a foto do jogador que estava com a bola.
Um pequeno e modesto ensaio do que viria pela frente com transmissões ao vivo.

Veio o Mundial do México/70 e aí sim pudemos acompanhar ao vivo às partidas.
Momento super especial para todos nós.
Ainda em preto e branco para o nosso País, mas as imagens chegavam aos nossos olhos e corações maravilhosamente.
E ainda com aquela Seleção fantástica.

74, Alemanha.
Cantava-se o tetra por aqui.
Imagens já em cores estiveram à disposição do povo brasileiro, embora muita gente ainda estivesse com aparelhos preto-e-branco, pois as "coloridas" custavam muito caro.

Argentina, 1978.
Minha primeira participação numa Copa à trabalho.
Fui à Argentina com a equipe da Rádio/TV Gazeta/SP.
Emoção indescritível.

Espanha, 1982.
Estive presente pela Rádio Bandeirantes.
Vivi alí a tremenda decepção com a eliminação do Brasil em Sarriá.

México/1986.
Minha primeira Copa trabalhando pela televisão.
Bandeirantes, equipe de Luciano do Valle.
Experiência fantástica.
Pelé era o comentarista especial do time, com Clodoaldo e Roberto Rivellino.

Itália, 1990.
Mais uma vez com a equipe Show do Esporte de Luciano do Valle.
O programa de final de noite, APITO FINAL, era um sucesso imenso.
Toquinho, o mestre da música, fez parte da equipe e deu um show.
Galinho Zico também na equipe e sensacional como sempre.
Saudoso Mário Sérgio estava com a gente.

USA, 1994.
Outra cobertura da Copa na equipe da Band.
Tostão fazia parte da equipe de comentaristas, ao lado de Rivellino e Mário Sérgio.

França, 1998.
Minha última Copa no time de Luciano.
Gerson(Canhota), Bobô, Rivellino e uma grande equipe em ação.

2002.
Não estive nesse Mundial.

2006, Alemanha.
Trabalhei pelo Sportv ficando na retaguarda/SP.
Maurício Noriega e eu fizemos um programa no final da noite tendo convidados especiais como o técnico Tite, Cláudio Carsughi, Ana Paula Oliveira, num retrospecto do dia da Copa.

2010, África do Sul.
Da mesma forma fiquei no Rio de Janeiro (retaguarda) fazendo transmissões dos estúdios.

2014, mais uma Copa pelo Sportv.
Girei estádios nas transmissões com William Machado comentando e outros valiosos companheiros.

E agora, 2018, farei algumas poucas transmissões de jogos via estúdio/Rio.

Tomei a liberdade de escrever sobre esses 60 anos da primeira Copa que conheci em 1958 coladinho no rádio e sem saber que esse veículo seria uma das minhas ferramentas de trabalho por longos anos, até me mudar para a televisão.

Boa Copa a todos!!!






DUAS TRANSMISSÕES

Duas escalas para o meio-de-semana.

Terça narro Ponte x Goiás em Campinas às 21:30 pelo Sportv(menos Campinas) e Premiére.
Estarei nessa com os amigos Wagner Vilaron, Renato Cury, Thiago Crespo e grande equipe.

Quarta estarei em Itaquera.
Corinthians x Santos às 9 da noite.
Premiére e PFC Internacional.
Nessa com Vilaron, Filipe Cury, Edgar Alencar e dezenas de companheiros envolvidos.

Boa semana a todos!

terça-feira, 22 de maio de 2018

BRASIL NA COPA.

Vem aí mais uma Copa do Mundo.

É apenas mais um evento esportivo importante e evidentemente com todo o envolvimento comercial que tem.
Nada que se faça hoje deixa de ter o foco lucrativo.

Porém quero dizer que devemos evitar aquela coisa de tempos recentes onde "se o Brasil não ganhar a Copa, acaba o futebol no País".

Ouvi muito isso em outros Mundiais.
Na verdade, uma grande bobagem.

Ganhar ou não ganhar uma Copa é contingência do jogo em si.
Frase antiga:  nem sempre vence o melhor.
Se perdermos a Copa, por exemplo, é bom lembrar que Itália e Holanda nem estão disputando.

É do jogo seu time ou sua seleção perder uma disputa.

Os fatores são os mais variados.    

Vejamos.
Jogar mal numa partida eliminatória, perder por expulsão ou contusão um atleta importante, má sorte num determinado lance e que determina o resultado, erros de arbitragem em lances decisivos, superioridade do adversário, enfim, vários fatores.

Ainda sou da célebre frase do Barão, O IMPORTANTE É COMPETIR.

Ninguém irá ficar feliz se o Brasil deixar de ser o campeão, logicamente, mas o espírito esportivo deve sempre preponderar.

O treinador e comissão técnica têm seu valor, o elenco da mesma forma, todos estão investidos do melhor propósito, que é o de VENCER.
Mas se o título não vier o Mundo não acaba.

Quanto aos que dizem "torcer contra" a Seleção por questões políticas e posições da CBF, eu respeito.
Mas prefiro ficar no futebol com a BOLA ROLANDO, com o papel social que tem esse esporte.
A imensa maioria se liga na Seleção quando de uma Copa do Mundo.
Fato comprovado.

E se o futebol é o "circo" que se dá ao povo, convenhamos que é também necessário.
E que o povo precisa de divertimento, ah está precisando, sim.
De mágoas e tristezas já chega o que os nossos políticos aprontam com a sociedade.

Aliás, à par da nossa responsabilidade na política como eleitores e pagadores de impostos exorbitantes, precisamos e muito espairecer diante de tantas decepções com quem elegemos para nos defender e proteger.

Que saibamos dividir, separar o que é responsabilidade social e o que é entretenimento.

Cobrar, exigir dos que nos governam, e ao mesmo tempo desfrutar dos momentos de lazer e de diversão.

E o futebol tem papel importantíssimo na hora de nos desligarmos das amarguras do cotidiano com tudo o que os homens públicos tem aprontado.

Se a Seleção for campeã, FESTA.
Se não for, VIDA QUE SEGUE.

É para a frente que se anda.







segunda-feira, 21 de maio de 2018

PEIXE NA LIBERTADORES.

Próxima transmissão pelo SPORTV é na quinta-feira em Santos.

Libertadores da América, última rodada, grupo 5.

Santos x Real Garcilazo(Peru) às 19:15 na Vila Belmiro.

O outro jogo do grupo é entre Estudiantes(ARG) e Nacional(URU) no mesmo horário.

Para consolidar o primeiro lugar do grupo o Peixe precisa vencer para não depender do jogo de Buenos Aires.

Santos lidera com 9 pontos, o Nacional tem 8, Estudiantes e Garcilazo somam 5 pontos cada.

Estarei com Wagner Vilaron, Renato Cury, Alessandro Jodar e grande equipe.