segunda-feira, 17 de julho de 2017

MORUMBI NA QUARTA.

Quarta-feira tenho transmissão pelo Premiére.

Morumbi.
Décima quinta rodada do Brasileiro.
21:45

São Paulo x Vasco é o jogo que mostraremos.

Estarei na jornada com Wagner Vilaron, André Hernan, Pedro Mota e grande equipe.

Uma boa semana a todos.

terça-feira, 11 de julho de 2017

EDUARDO LUIZ, O LIGEIRINHO.

Por mais que queiramos entender que a MORTE é apenas da matéria, pois esta é perecível, quando surge a notícia da partida de um amigo dói o coração.

Eduardo Luiz, o Ligeirinho, deixa o mundo terreno depois de 71 anos de caminhada.

Conheci Ligeirinho ainda na rádio Gazeta de São Paulo quando lá cheguei em 1976.
Ele se revezava no plantão informativo e nas reportagens ainda se iniciando.

Simples de coração, porém sempre empenhadíssimo como repórter, apurador de fatos.

Ganhou o apelido de "ligeirinho" pois era só um jogador se machucar que lá estava ele em desabalada carreira para saber o que se passava.
* naqueles tempos o repórter tinha essa liberdade nas laterais do gramado.

Chegava sempre antes que os outros.  Rápido, ligeiro, priorizando a informação.

Vim depois a trabalhar com ele na rádio Bandeirantes, inicio dos anos 80.

Dileto amigo, companheiro, batalhador incansável na carreira.

Fez seu nome do rádio e constituiu família linda.
Seu filho, Marcos Luís, é brilhante repórter também, atuando hoje na Bandeirantes/Campinas, tendo passado por vários prefixos da Capital.

Ligeirinho, apelido carinhoso dado por Fiori Gigliote nos tempos de Band, deixa legado valioso para o rádio esportivo e principalmente para a sua família, rica em honestidade, ética e amor ao próximo.




quarta-feira, 5 de julho de 2017

SARRIÁ 82

35 anos da eliminação do Brasil na Copa da Espanha.

Uma das maiores decepções do torcedor brasileiro na história.
E foi decepção também para os admiradores do futebol-arte em todo o mundo.

Naquele Mundial eu estava na Espanha trabalhando pela rádio Bandeirantes/SP.
E naquele dia em que Brasil e Itália se enfrentaram acompanhei o jogo no saguão do hotel em Madri juntamente com dezenas de jornalistas estrangeiros.

Quando a Itália fez o terceiro gol ( nos 3 a 2 ) e decidiu a classificação, foi marcante a reação dos colegas estrangeiros.   Parecia que todos eram  brasileiros e fanáticos.
Vibrando a cada lance do time brasileiro na partida, os jornalistas gringos não se conformaram com a derrota canarinho.

Encerrada a partida ouviam-se deles as seguintes colocações:  "acabou a Copa"...."o Mundial não terá mais graça"...."Morreu o futebol-arte".......e por aí muito mais.

Para mim foi a maior constatação de que realmente naquela Copa o Brasil encantou todo o planeta amante do futebol.

Particularmente, encerrada a partida peguei o rumo da famosa Gran Via em Madri e andei, andei, andei, por cerca de 2 horas.
Sem destino.
Ainda sob o impacto da tristeza e da frustração.

Voltando ao hotel o saguão ainda fervia e o assunto não podia ser outro.

Nosso colega comunicador da Bandeirantes, o incrível Ney Costa, tão desiludido ficou que partiu para o aeroporto e embarcou no primeiro voo para o Brasil, ainda sem concluir seu trabalho diário de programa na emissora.

Ruiu todo o encanto de uma cobertura de Copa do Mundo ali naquele momento.

Seguimos o nosso trabalho, é claro, mas o clima de velório imperou na sequencia.

Grandes seleções brasileiras encantaram o mundo, como as de 1958, 1962 e 1970, mas aquela de Telê Santana de 1982 nada ficou devendo em termos de espetáculo, técnica, brilho.

Para muitos, faltou TUDO, faltou o título.
Mas até a eliminação deu demonstração clara do quanto esse esporte é lindo e pode ser praticado com classe e primor.






SANTOS x SÃO PAULO, DOMINGO.

Volto a cumprir escala no final de semana.

Domingo, 7 da noite, Santos x São Paulo na Vila Belmiro.
Rodada 12 do Brasileiro.

Transmissão pelo Premiére.

Estarei com Wagner Vilaron, André Hernan, Pedro Mota, Serginho Mourad e Conrado Santana, mais dezenas de profissionais envolvidos na jornada.

Um dos mais importantes clássicos do futebol paulista/brasileiro.

terça-feira, 4 de julho de 2017

LUCIANO - 70 ANOS.

Fiz a lembrança em meu facebook que neste 4 de julho de 2017 o sempre querido amigo LUCIANO DO VALLE estaria completando 70 anos de vida terrena.

Além de ter sido o responsável por me colocar em definitivo na narração pela TV - pois até então eu era da rádio Bandeirantes e apenas fazia algumas coisas pela televisão - Luciano foi um dos comunicadores que nasceram no rádio de Campinas.

Minha passagem pelo rádio campineiro foi entre 1974 e meados de 1976.

Trabalhei na Brasil, "a Campeoníssima", como era chamada a emissora da família Pedroso.

Sérgio José Salvucci era narrador e o diretor da equipe, um nome consagrado na cidade.
Geraldo Carrera era outro narrador de peso do time Brasil.
E eu, garoto, aprendi muito com todos eles.

Ali convivi com grandes profissionais e companheiros, como José Lamanna, Cláudio Grillo, Sérgio Jorge, Renato Silva, Valdenê Amorim, Durval Biondi, Jaime "Tiririca"Ginez, Edmo Aleixo, Branchina ( o italiano ) e tantos outros.  
Certamente a memória me trai quanto a nomes e colegas da época aqui não citados.

Depois José Sidney, o Bolão, foi contratado para reforçar o time de narradores.

Conto isso para dizer que o rádio campineiro sempre promoveu grandes profissionais e que depois muitos deles foram brilhar na capital paulista.

Luciano do Valle é um deles.
Alfredo Orlando, um locutor de primeiríssima qualidade.
Oliveira Andrade, Renato Otranto, Osvaldo Luís, Alberto César, Carlos Batista, e muito mais.

E mais tarde outra lista enorme de profissionais que saíram do rádio campineiro, em gerações mais recentes.

O interior paulista sempre abriu espaços para comunicadores, que se destacaram e despertaram o interesse de importantes emissoras de São Paulo, capital.

Luciano, que completaria 70 anos neste 4 de julho de 2017, nos deixou em abril de 2014.

Além do profissional consagrado, renomado, além do grande empreendedor que foi, tinha um coração GIGANTE quando era chamado a estender a mão a alguém do meio.

Fui testemunha do quanto ele ajudou pessoas no tempo em que esteve à frente da Band.
Profissionais que estavam desempregados foram recolhidos por ele e integrados ao time do Show do Esporte.
Incluam-se nessa acolhida profissionais que estavam sem emprego, alguns até considerados seus desafetos, mas que seu coração gigante apagou, esqueceu, e os integrou à sua equipe.

Sempre vejo nas pessoas primeiramente o seu lado íntimo, sua integridade, antes do que representaram nessa ou naquela carreira.

Luciano como ser humano mais acertou do que errou.
Ninguém sai dessa jornada terrena com 100% de acertos.    Ninguém.
Que atire a primeira pedra quem está isento de falhas, erros e desatinos.
Mas ele tinha um lado humano muito forte.

Mesmo que alguns possam me rotular como suspeito, por ter sido um grande amigo dele, sempre que puder renderei homenagens a ele.








sexta-feira, 30 de junho de 2017

15 ANOS E A IMPORTÂNCIA DO FUTEBOL.

Fazendo 15 anos da conquista da Copa do Mundo pela Seleção brasileira.

Não viajei para esse evento e também não trabalhei na retaguarda.

E foi nesse Mundial que percebi que meu enfoque-futebol estava mudando e que somente a minha atividade profissional é que se mantinha inalterada na sua finalidade.

Minha família é testemunha que nessa Copa de 2002 eu somente assisti à final.

Os jogos sendo na madrugada, e sendo eu um preservador da minha saúde e de precisar dormir as 8 horas normais em período condizente com meu relógio biológico, os demais jogos do Brasil eu não vi.

No dia seguinte acompanhava os lances, os gols, os comentários dos colegas, mas "ao vivo" só vi a decisão contra a Alemanha.  * E ainda porque aconteceu às 8 da manhã ( se não me engano ).

Faço esse comentário para alertar às pessoas que priorizam o futebol em detrimento das demais atividades sociais.
Há quem troque a grande responsabilidade da família unida por paixões a clubes de futebol.

Há quem coloque o futebol à frente do trabalho, da educação e tudo mais.

E o resultado disso é sempre ruim.
Famílias com rompimentos por causa de times de futebol, amizades desfeitas e até o pior, mortes.

É evidente que devemos respeitar os amores e as paixões das pessoas, mas o alerta precisa ser dado quando detetamos fatos ruins que envolvam relacionamentos mais sérios e compromissados.

O futebol é um esporte maravilhoso, legal de ser visto, acompanhado, diverte, entretém, mas é APENAS um esporte.
Ele é profissional para quem é profissional e vive dele.

Sem falarmos dos bastidores, que geralmente são perniciosos, aéticos, perversos.

Não vale a pena sofrer por algo que é apenas uma diversão.

Vista a camisa do seu time, acompanhe-o, vá aos estádios, ouça o rádio, veja pela TV, brinque com os familiares e amigos, MAS conscientize-se da relativa importância que ele tem em nossas vidas.

Nada é mais importante que a saúde, o núcleo familiar, o trabalho, a escola, e tudo mais.

Não comprometa tudo isso por causa do futebol.













segunda-feira, 26 de junho de 2017

COPA DO BRASIL - PALMEIRAS x CRUZEIRO.

Minha próxima transmissão é na quarta, dia 28.

Copa do Brasil, quartas-de-final, primeira rodada.
Palmeiras x Cruzeiro, 21:30 em São Paulo.

Sportv e PFC Internacional, ao vivo.

Estarei nessa com Wagner Vilaron, André Hernan, Júlia Guimarães e grande time de suporte técnico e jornalístico.

O jogo de volta acontecerá em Belo Horizonte no dia 26 de julho.

Casa cheia com certeza nas duas partidas.