quarta-feira, 27 de julho de 2016

PONTE x FIGUEIRENSE PELA COPA DO BRASIL.

Mudança na minha escala para esta quarta-feira.

Vou a Campinas para Ponte Preta x Figueirense pela Copa do Brasil.

O jogo começa às 19:30 e a nossa transmissão se inicia 15 minutos antes pelo Sportv-2.

Jogo de volta.   Na primeira partida foi 0 a 0 em Florianópolis.

Vale classificação para as Oitavas-de-Final.

Na jornada, Luiz Ademar, Caio Maciel, Filipe Cury e grande equipe.




segunda-feira, 25 de julho de 2016

ARBITRAGEM BRASILEIRA -- ESCLARECIMENTO

Na transmissão de Vitória x Santos pelo Sportv fiz uma observação sobre o comportamento de treinadores e jogadores brasileiros quanto às arbitragens.

Para quem não entendeu, explico.

Enfoquei principalmente a falta de respeito à autoridade do árbitro no Brasil.
Ele é autoridade máxima num jogo de futebol.
Isso é incontestável.

Seja ele bom ou ruim tecnicamente, pouco interessa, o que vale é a sua importância e autoridade que lhe é delegada.

Os treinadores, por exemplo, agem na área técnica durante as partidas como se fossem um torcedor da arquibancada.
Não são ponderados, comportados, equilibrados.
Contestam todas as marcações do juiz e bandeiras.  Todas.
Perturbam o quarto árbitro durante os 90 minutos.

Não contribuem com o espetáculo entendendo que o árbitro irá errar em algum momento, como jogadores e eles, treinadores, também erram.

Falta compreensão por parte deles.

Como comandantes de grupo deveriam ter uma postura mais equilibrada, sensata.

Quanto aos jogadores, invariavelmente procuram confundir as arbitragens falseando lances e tentando cavar faltas.
Invocam descaradamente a "malandragem" cultural brasileira no futebol.
Não é preciso ser "malandro" para ganhar as competições.

O público merece ser respeitado e se treinadores e jogadores contribuírem, as arbitragens vão melhorar pois terão mais tranquilidade e segurança para atuar.

Quanto aos árbitros, não os defendo e me junto às críticas de suas falhas.
Mas invoco o lado humano deles, o mesmo lado humano dos treinadores e atletas, que erram muito nos 90 minutos de partida.

É evidente que não me refiro a dolo, má-fé, nada disso.
Atos premeditados, criminosos, sempre merecerão punições.

Parto do principio de que eles, os juizes, são bem intencionados, e erram por uma série de razões.
Pressão geral em cima deles, provável falta de competência, malandragem dos jogadores nos lances confundindo as decisões e outras razões.

Some-se também a dificuldade de se arbitrar futebol no Brasil, onde todos querem tumultuar os espetáculos.

E como a maioria gosta de enaltecer o futebol europeu, basta verificar o respeito que treinadores e jogadores têm pelos árbitros por lá.
E é claro que fica mais fácil para os mediadores acertarem e trabalharem com mais tranquilidade.

Espero ter sido claro.





SANTOS x GAMA, COPA DO BRASIL.

Quarta-feira estarei na Vila Belmiro.

Copa do Brasil, jogo de volta.
Na primeira partida foi 0 a 0 no Distrito Federal.

Começa às 21:45 e terá transmissão ao vivo do Sportv-2.

Vale passagem para as oitavas-de-final.

Estarei com William Machado, Anselmo Caparica, Alessandro Jodar.

Santos x Gama.


quarta-feira, 20 de julho de 2016

VITÓRIA x SANTOS, EM SALVADOR DOMINGO.

Escala de transmissão para domingo.

Salvador, estádio Manoel Barradas, o Barradão.

O jogo é entre Vitória e Santos, 6 e meia da tarde, começo da noite.

Ao vivo no Sportv(menos Bahia), Premiére e PFC Internacional.

Décima sexta rodada do Brasileirão.

Estaremos com William Machado nos comentários, mais Daniela Leone e Alessandro Jodar nas reportagens.

O jogo promete ser muito bom.

segunda-feira, 18 de julho de 2016

OLIMPÍADA CHEGANDO...

Semana onde toda a equipe do Sportv se movimenta mais fortemente visando a cobertura da Olimpíada no Rio de Janeiro.

Reuniões e mais reuniões, os últimos acertos.

Cada um sabendo o que terá de fazer antes, durante e logo após os Jogos.

É um trabalho minucioso, difícil, de grande responsabilidade.

O telespectador merece todos os cuidados da equipe para ele receber um produto de qualidade
Olimpíada é o maior evento do esporte mundial.

Será a primeira aqui no Brasil.

Enquanto os atletas se preparam, nós os comunicadores seguimos estudando as modalidades, sua história, estatísticas, probabilidades e tudo mais.

O aparato técnico é monstruoso.

De minha parte fica a expectativa para que tudo corra muito bem em todos os sentidos.

Nosso time é muito competente e isto nos deixa mais confiantes em bons resultados.

Fiz minha primeira Olimpíada em 1984, Los Angeles, pela Bandeirantes.

Depois trabalhei em 88 e 92 nos Jogos mas ficando no Brasil e atuando em transmissões dos estúdios.

Em 1996 estive em Atlanta também pela TV Bandeirantes.

Começando meus trabalhos no Sportv, na Olimpíada de 2000 não pude viajar.

Nas demais, em 2004, 2008 e 2012, trabalhei dos estúdios Globosat/Rio de Janeiro nas narrações dos eventos.

Olimpíada é um trabalho intenso para os jornalistas e todos os envolvidos.
São muitas modalidades acontecendo ao mesmo tempo.
São recordes, índices, números, história, requerendo muitos estudos e conhecimento.

Mas vamos lá.

Está chegando a hora.
5 de agosto a festa de abertura.
* mas já no dia 3 o futebol bota a bola pra rolar.

Que tenhamos uma Olimpíada limpa e que o astral do esporte iniba a energia ruim e negativa dos desequilibrados.




quarta-feira, 13 de julho de 2016

CLÁSSICO DOMINGO EM ITAQUERA

Depois de transmitir o clássico Palmeiras x Santos, agora a escala me manda pra Itaquera no domingo.

Outro clássico paulista dentro do Brasileiro.

Corinthians x São Paulo, 4 da tarde, transmissão ao vivo pelo Premiére e PFC Internacional.

Estarei na jornada profissional com Mauricio Noriega, Tiago Maranhão, Alessandro Jodar e dezenas de companheiros envolvidos no trabalho.

Timão de olho na liderança do campeonato e o Tricolor voltando da Colômbia.




segunda-feira, 11 de julho de 2016

OLIMPÍADA - A FORÇA DO ESPORTE!

Pontos indiscutíveis para mim.

Nosso País não devia ter encarado os desafios de realizar Copa do Mundo e Olimpíada.

Fui contrário desde quando os governantes bateram no peito e populisticamente aceitaram abrigar os dois grandes eventos.

Entendo também que se não tivéssemos aceitado realizar Copa e Olimpíada, nenhum dos nossos problemas sociais seria favorecido com a grana que economizaríamos nas obras e nos "desvios". 

É sonho pensar que fugindo de investimentos em eventos do esporte o País dirigiria a grana para a saúde, educação e tudo mais.
Nossos políticos continuam irresponsáveis quanto a favorecer a sociedade em tudo o que ela necessita.

Mas o que não dá para fugir é da magnânima importância dos dois eventos: Copa e Olimpíada.

Agora com a chegada dos Jogos Olímpicos, com todos os percalços registrados na construção das obras e da violência que impera no Rio de Janeiro, é inegável o nível técnico das competições e o poder conciliatório do esporte.

Por mais que se registrem desistências de atletas internacionais, ainda assim teremos os maiores nomes do esporte mundial disputando medalhas.

Olimpíada é uma festa marcante.
Todos os que assistiram aos Jogos, em qualquer tempo, jamais esqueceram as imagens e a emoção vivida nas competições e no ambiente olímpico.

Por tudo isso nestes dias que antecedem o Rio-2016 é preciso passar a vivenciar o clima olímpico com plenitude.

O que está feito, está feito, as más ações dos administradores e atravessadores ficam por conta de suas consciências, embora o prejuízo financeiro seja exclusivamente nosso, e o foco agora é nos Jogos em si.

Vamos desfrutar da beleza das competições, torcer para que tudo corra bem dentro e fora das arenas dos Jogos, pois o esporte merece a nossa especial atenção e carinho.

Façamos isto pelo esporte, num momento turbulento do País em todos os segmentos.