quarta-feira, 28 de maio de 2014

COPA, GREVES E PROTESTOS.

A Copa está chegando, a bola vai rolar, mas infelizmente a expectativa sobre o que poderá ocorrer de manifestações e greves é a pior possível.

Não se trata de pessimismo nosso ou de terrorismo antecipado, mas é a tendência diante do que já vem acontecendo no País.

O evento é uma grande vitrine para que sindicatos e associações aproveitem e mostrem a cara e suas reivindicações.
Já expusemos aqui nossa opinião sobre o Brasil aceitar fazer a Copa em 2006/2007 através do então presidente Lula.
Não era o momento.

Lula empolgado pela alta popularidade resolveu assumir a cartada e bateu no peito para gritar em alto e bom som:  A COPA DE 2014 VAI SER NO BRASIL !

E aí todos nós fomos coniventes com a "loucura" de Lula, pois não houve naquela oportunidade movimento forte para que ele desistisse da empreitada.
A maioria aplaudiu e incentivou sediar o Mundial.

Quando "caiu a ficha" e vimos que sediar a Copa era uma grande "furada" já era tarde.

E agora é tarde.

A Copa vai acontecer, é claro, mesmo com todos os incidentes que deverão pintar em dias de jogos, com as greves, protestos e manifestações.
Corre-se até o risco de os jogos começarem sem a presença de torcedores nos estádios, se a acessibilidade for comprometida pelas greves.

Por outro lado, pelo lado social e politico, triste é constatar que se não houvesse a Copa aqui no País, será que estaríamos tão mobilizados em reivindicações justas por parte dos diversos segmentos trabalhistas nacionais??

Será que as classes sociais estariam se mobilizando diante das injustiças salariais??

Precisamos refletir sobre tudo isso.

E o pior de tudo é saber que se não estivéssemos realizando a Copa, a crise nas áreas de saúde, educação e cultura continuaria, e não teria solução.
Toda a verba gasta na construção dos estádios jamais seria destinada para o bem social, pois é o nosso histórico político, infelizmente.

E se a Copa tem um viés positivo com a sua realização em nosso País é o de acordar o povo para todos os problemas que temos vivenciado.

Mas corremos o risco de a Copa acabar no dia 13 de julho e tudo voltar à calmaria de antes.

O jeito é aguardar o desfecho de tudo.








domingo, 25 de maio de 2014

TERÇA TEM SÉRIE B AO VIVO

Minha escala me leva para Bragança Paulista na terça-feira.

Série B do Brasileiro e a oitava rodada.

Bragantino recebe o Vasco às 21:50 com transmissão do Sportv ( para todo o Brasil, menos para a região de Bragança Paulista ) e no Premiére para todas as praças, sem exceção.

O Vasco na oitava colocação e o Braga com um ponto a menos que a agremiação cruzmaltina.

É bom ressaltar que o Vasco tem um jogo a cumprir.  É contra o Náutico no próximo dia 6 de junho na capital pernambucana.   

Nosso time de transmissão está escalado: Jota, Wagner Vilaron, Joanna de Assis, Felipe Brisolla, mais as coordenações de Idival Marcusso(no local) e Juliana Mattos(na Globosat-Rio).

Será uma noite de rodada completa da série B, que tem o América Mineiro na liderança.



sexta-feira, 23 de maio de 2014

FIM DE SEMANA

Escala de transmissão do final de semana me coloca sábado no Morumbi.

Às 9 da noite tem São Paulo x Grêmio pelo Brasileirão, sétima rodada.

Encontro de tricolores.

Tricolor gaúcho divide com o Cruzeiro a ponta da classificação, enquanto o paulista ainda digere a amarga goleada diante do Fluminense.

Uma transmissão do Premiére FC e do PFC Internacional.

É jogo do pay-per-view e que tanto ajuda os clubes no orçamento.

Estarei nessa empreitada com Wagner Vilaron, Fabíola Andrade e Thiago Crespo, além de dezenas de profissionais envolvidos na missão.






terça-feira, 20 de maio de 2014

OLHA A COPA CHEGANDO.......

Há pouco mais de 20 dias da abertura da Copa do Mundo, recebo as minhas escalas de transmissões.

Ainda não posso divulgá-las, mas em breve repassarei a quem se interessar, aqui pelo blog.

Jamais pensei que teria a chance de narrar jogos de uma Copa do Mundo aqui em meu País.

Comecei a trabalhar em Copas no ano de 1978 pela rádio Gazeta de São Paulo.
Minha primeira experiência em Mundiais.

Depois em 1982 fui à Espanha narrar a Copa pela rádio Bandeirantes.

Em 1986 eu já estava atuando pela TV Bandeirantes, equipe de Luciano do Valle.
Copa do México.

1990 fomos fazer a Copa da Itália também com o time da Band.

Repetimos a dose em 94 nos Estados Unidos.

E depois a Copa da França em 1998, também pela Band.

Na Copa de 2002 eu estava no canal Sportv mas um problema familiar me impediu de viajar.

Em 2006 no Mundial da Alemanha, eu e o amigo Mauricio Noriega ficamos no Brasil apresentando um programa diário noturno pelo Sportv, repercutindo os jogos da Copa.
Nesse programa tínhamos como convidados, os técnicos Tite e Geninho, Ana Paula Oliveira, Cláudio Carsughi.

Já em 2010 transmiti vários jogos da Copa aqui mesmo do Brasil.

Em resumo, foram muitos Mundiais.   É uma experiência extraordinária.

É o maior evento do futebol.
A maior audiência da televisão mundial.
Não há como discutir a importância de uma Copa do Mundo, por mais que se conteste o ar ditatorial da FIFA e tudo o que ocorreu em nosso País desde 2007 quando o Brasil ganhou o direito de sediá-la.

Protestos e greves serão inevitáveis, dado ao momento que o Brasil atravessa em seu contexto político e social.
Haverá problemas com a mobilidade urbana.
Os aeroportos deverão superlotar e ainda não preparados para um grande volume.

Mas o evento é espetacular.
Isso não tem como contestar.


segunda-feira, 19 de maio de 2014

1 MÊS SEM LUCIANO

Um mês sem Luciano do Valle.

O amigo está fazendo falta.

Vai fazer muita falta na Copa.

Tá fazendo falta para muitas pessoas.


sexta-feira, 16 de maio de 2014

VITÓRIA x PALMEIRAS, DOMINGO EM SALVADOR.

No próximo domingo vou a Salvador.

Transmissão do Sportv(menos Bahia) e do Premiére.

Vitória x Palmeiras, 18:30, no estádio de Pituaçu.

As duas equipes não se enfrentam desde 2010, quando no Barradão foi 1 a 1.

Desde 2003 que o Verdão não derrota o Vitória na capital baiana, porém nesse espaço de tempo tivemos apenas 5 jogos.

O rubro-negro baiano só conseguiu uma vitória até agora no campeonato, com dois empates e uma derrota.
Já o Palmeiras obteve duas vitórias e perdeu dois jogos.

Estarei nessa com os amigos Mauricio Noriega, André Hernan e Eduardo Oliveira.
Coordenação de Idival Marcusso e Juliana Mattos.

Quinta rodada do Brasileirão.





segunda-feira, 12 de maio de 2014

ATLÉTICO x CORINTHIANS, QUARTA NA NOVA ARENA.

Estou regressando da bonita Londrina, onde transmiti a vitória do Santos sobre o Figueirense por 2 a 0.

Na quarta vou a Curitiba.  Teremos a reinauguração da Arena da Baixada, estádio Joaquim Américo Guimarães.

Vão participar da festa, Atlético e Corinthians.

O jogo está marcado para as 19:30 e terá transmissão ao vivo do canal Sportv.

Vou nessa com os amigos Wagner Vilaron, Nadja Mauad, Felipe Diniz, Estevão Nunes, Vitor Coutinho e mais dezenas de profissionais, no estádio e na retaguarda/Rio de Janeiro.

 A nova Arena do Furacão vai receber 4 jogos da primeira fase da Copa do Mundo: Irã x Nigéria - Honduras x Equador - Espanha x Austrália e Argentina x Rússia.

Um ano e meio de reformas, mais de 5 mil trabalhadores ao longo de todo esse período.

A capacidade do estádio agora é para 43 mil espectadores.




quinta-feira, 8 de maio de 2014

DOMINGO EM LONDRINA

Domingo irei à Londrina.
Estádio do Café.

O Figueirense, ainda punido com perda de mando, vai pegar o Santos às 6 e meia da tarde, pela quarta rodada do Brasileirão.

A partida será mostrada pelo Sportv e Premiére.

Estarei nessa missão com os amigos Wagner Vilaron, Marcelo Siqueira, Felipe Brisolla e grande equipe.


segunda-feira, 5 de maio de 2014

MINHA ÚLTIMA COPA COM LUCIANO PELA BAND

Minha última Copa na equipe de Luciano do Valle foi a de 1998 na França.

Ele já estava há 14 anos no comando do esporte da Band.

Ouviam-se comentários de que o contrato de Luciano com a emissora terminaria em dezembro daquele ano e que dificilmente seria renovado.

Havia muita especulação, na verdade, mas que depois acabou se confirmando com a chegada da empresa de J. Hawilla no inicio de 1999.

Luciano seguiu como o narrador titular da equipe, mas vários profissionais deixaram a Band, casos de Armando Nogueira, Elia Jr., Simone Mello, Gérson e eu.
O narrador Marco Antonio deixou a emissora logo depois da Copa da França.

Na cobertura dessa Copa tivemos as presenças dos ex-jogadores Bobô e do campeão do mundo José Eli de Miranda, o Zito.  
Participaram também os jornalistas Paulo Henrique Amorim e Zózimo Barroso do Amaral.

Também nesse Mundial a Band tinha um avião da TAM, um jatinho, para os deslocamentos dos profissionais nas transmissões.

Foi a derradeira Copa sob o comando de Luciano do Valle, como diretor de equipe, na rede de televisão do Morumbi.

Foi a nossa despedida profissional atuando sob o mesmo teto.

Registre-se a batalha travada por ele para manter o projeto sob a sua tutela e todo o time.
Lutou, negociou, abriu mão de várias coisas para renovar o contrato de sua empresa com a Band, mas o fator financeiro predominou.

Em resumo, a proposta financeira da Trafic convenceu os diretores da Band a trocar o comando do esporte.

Menos mal para a emissora, pois Luciano do Valle seguiu como seu principal locutor.

Encerro essa série de matérias sobre o grande e querido amigo Luciano, falecido recentemente, e sobre a nossa convivência pelos lados do Morumbi.
Foram 15 anos.
Anos dourados vividos pela emissora à partir do final de 1983 com a chegada dele e com o Show do Esporte.








LISTA DE FELIPÃO - QUAL A SURPRESA???

Semana que teremos a divulgação da lista de Luiz Felipe para a Copa.

Ele acenou com a possibilidade de nos surpreendermos com uma surpresa.
Parreira no fim de semana também tocou no assunto.

Mas qual seria a surpresa?

Como não gosto de especular, prefiro aguardar pacientemente.

Da cabeça de treinador, e principalmente de técnico da Seleção, tudo pode sair.

Seja qual for a surpresa, a base é aquela que todos conhecem.
E se esta surpresa realmente acontecer, certamente não será titular da Seleção.
Será para composição do grupo.

O importante é que o grupo está definido no bolso do Felipão e que estamos há pouco mais de 1 mês da estréia com a Croácia.

A excelente participação brasileira na Copa das Confederações ainda está na mente de todos nós e isso aumenta a confiança na equipe para o Mundial.
Sem esquecer que cada competição é diferente da outra.

O Brasil deverá passar da primeira fase da Copa, creio firmemente nisso, mas depois é sempre bom lembrar que os jogos são eliminatórios.
Um vacilo, um dia ruim ou uma jornada inspirada do adversário, derrubam qualquer favorito.
Já tivemos tantas vezes esse fato acontecendo em Copas.

Mas é do jogo.
Faz parte.

Aguardemos, pois, a divulgação da lista na quarta-feira, por volta de 11:30 da manhã.

Cada vez mais passamos a respirar o clima gostoso e envolvente de Copa do Mundo.






sexta-feira, 2 de maio de 2014

A TERCEIRA COPA DE LUCIANO PELA BAND !!!

Já com 10 anos de SHOW DO ESPORTE, e de Band, Luciano do Valle comandou mais uma vez a equipe em uma Copa do Mundo: a dos Estados Unidos, em 1994.

Depois das Olimpíadas de 84, 88 e 92, e das Copas de 86 e 90, deixando a Bandeirantes em situação privilegiada, em audiência, prestígio e financeiramente, eis que o comandante arregaça as mangas e parte para mais um grande evento internacional.

Nesse Mundial dos USA a Band foi com uma novidade em sua equipe: a presença de Tostão como comentarista.
Mais um ex-campeão do mundo levado por Luciano para a televisão.
Lembrando que Tostão estava "calado" há muito tempo sobre o futebol.  Exercia as funções de professor universitário em Belo Horizonte, de Medicina, e se negava a qualquer entrevista que se relacionasse com o futebol.

Mas foi dissuadido de sua posição por Luciano do Valle e aceitou integrar a equipe Band.

Revelou-se, então, um excelente analisador das coisas da bola, despertando para o jornalismo, atividade que exerce até os dias de hoje.

Tostão em sua passagem pela Band, e pelas mãos de Do Valle, adaptou-se tão bem às análises do futebol, que recebera um convite da TV Globo em um determinado momento.
Ele não foi para a Globo, permaneceu na Band, depois de muito conversar com Luciano e com Armando Nogueira(que integrava o time do Morumbi).

Outro campeão mundial que teve grande projeção na equipe de Luciano foi Gérson, o canhotinha de ouro.
Grande conhecedor do futebol, duro nas críticas, Gérson deu um peso valioso ao teor editorial do time da Band.

No Mundial de 94 a Band foi bastante áspera nas críticas à Seleção Brasileira e chegou a ser repudiada pela CBF e comissão técnica.   Houve vários embates entre a equipe e os que comandavam a Seleção.
Tudo porque o Brasil jogava mal, não apresentava espetáculos, não se soltava taticamente.
Prova disso foi a conquista na decisão com a Itália, somente através dos pênaltis.

Mas o trabalho foi bem desenvolvido pela Band e sob a batuta de Luciano.

Outra página escrita por ele em sua trajetória pessoal e profissional, com muito brilho e competência.











SÃO PAULO x CORITIBA, AO VIVO.

Tenho escala de trabalho para o sábado.

Vou ao Pacaembu para narrar São Paulo x Coritiba, terceira rodada do Brasileirão.

Haverá show no Morumbi, por isso a partida vai acontecer no Paulo Machado de Carvalho.

O tricolor tem uma vitória e um empate no campeonato.
Já o Coxa empatou duas vezes por 0 a 0.

É o encontro do time de Muricy Ramalho com o de Celso Roth.
Dois excelentes treinadores brasileiros.

Faz 42 anos que não temos esse confronto São Paulo x Coritiba no Pacaembu.
A última vez aconteceu em 1972.

Ano passado pelo Campeonato Brasileiro deu Coxa duas vezes diante do Tricolor, no primeiro e segundo turnos.

Estarei na jornada com os amigos Rivelino Teixeira(comentários), Felipe Brisolla(reportagens), Alê Zaparoli e Eduardo Melido ( coordenação).
Geração Globosat/SP e retaguarda Globosat/Rio.

O jogo será mostrado às 18:30 pelo Premiére e PFC Internacional.

Tenham todos um excelente fim de semana.






quinta-feira, 1 de maio de 2014

1 DE MAIO DE 1994 - 58 MIL VOZES

Faço uma interrupção na série sobre as Copas de Luciano do Valle pela Band.

Hoje é Primeiro de Maio, data celebrativa do Trabalho, mas que no esporte ficou marcada pela tragédia de 1994 em Imola, Itália.

Ayrton Senna encantava o mundo da velocidade com o seu talento e arrojo.
Projetavam-se com ele recordes e mais recordes na Fórmula-1.
O piloto brasileiro seria imbatível por muitos anos seguidos.
O povo brasileiro adorava acordar cedo aos domingos e ligar a televisão na certeza de que vibraria com Senna nas pistas.

Me lembro de quando transmitia as corridas da F-1 pela rádio Bandeirantes de São Paulo, e quando um dia em Silverstone ( 1981 ) o amigo Edgar Mello Filho me apontou para um garoto que circulava pelos boxes.
Mello, profundo conhecedor de automobilismo, falou que aquele menino, Ayrton da Silva, iria se transformar num dos maiores pilotos do mundo.
Nas fórmulas inglesas Senna já papava todas as corridas e troféus.

Mas voltando ao Primeiro de Maio de 1994....
Dificilmente eu acordava para ver as corridas, mas naquele dia "algo" me despertou e me recomendou assistir à largada do GP de Imola.
Acompanhei a largada...comecei a ler o jornal do dia e momentos depois a voz de Galvão Bueno sentenciou a gravidade do acidente, com as imagens sendo repetidas e também denunciando fatalidade irreparável.

Naquele 1 de maio de 1994 eu estava escalado para um clássico no Morumbi, Palmeiras x São Paulo,  pela TV Bandeirantes ( acho que era um VT apenas, não me lembro ).

Peguei o carro, saí da minha Americana levando um dos meus filhos (Rodrigo) e um amigo dele para São Paulo.
E fomos acompanhando toda a cobertura pelo rádio daqueles momentos de angústia e expectativa sobre o estado de saúde de Senna.

Cheguei ao Morumbi e fique sentado abaixo das cabines de transmissão.
As pessoas que ali estavam permaneciam silenciosas, perplexas.
No fundo, todos já sabiam do desfecho, mas restava aquela pontinha de esperança.....

Mas não demorou muito para que o placar do Morumbi anunciasse a morte física de Senna.

58 mil pessoas compareceram naquele dia ao estádio para acompanhar Palmeiras x São Paulo.

58 mil vozes emocionadas cantando o nome de Senna.