terça-feira, 28 de agosto de 2012

JOGOS PARALÍMPICOS - E NÓS ?

Vão começar os Jogos Paralímpicos em Londres.

São as olimpíadas dos maiores atletas do planeta, portadores de deficiências físicas.

A nata dos atletas paralímpicos reunida e onde mais uma vez o espetáculo será sensacional e com
índices e mais índices quebrados, demonstrando o progresso técnico e a superação de todos.

Vejo o evento como muito atraente, mas vejo também como um puxão de orelhas em todos aqueles que diariamente reclamam DO NADA.  Dentre os quais, me incluo.

O brilho nos olhos dos atletas paralímpicos é algo de comovente e ao mesmo tempo estimulador aos que são considerados "normais"(?), como eu por exemplo me julgo ser.

Mas onde realmente eu quero chegar sobre esses Jogos é no quanto ignoramos o evento.

E isso é reflexo do dia a dia, da nossa falta de amor ao próximo.

Em nosso cotidiano também ignoramos os irmãos que necessitam de cuidados especiais.
Fazemos o possível para não nos preocuparmos com eles.

As leis melhoraram, a fiscalização aumentou, a mídia dá mais atenção ao assunto, porém falta muito.

Em resumo, desprezamos os Jogos Paralímpicos ( que estão começando em Londres ) da mesma forma que  minimizamos na nossa avaliação as dificuldades dos necessitados especiais à nossa volta.

Reflitamos sobre isso.










segunda-feira, 27 de agosto de 2012

O FUTEBOL E A VIDA

Enquanto continuo indignado com algumas consequências que o futebol produz, como por exemplo morte de torcedores, perdas de amizades que existiam há tempos, e brigas em família, anuncio minha escala para o  meio da semana.

Quarta estarei no Canindé para Portuguesa x Palmeiras.

O jogo é às oito e meia da noite, válido pela primeira rodada do returno.

Transmissão exclusiva do Premiére FC.

Lá estarei na missão com os amigos Wagner Vilaron, Daniel Moreira Dias e Felipe Diniz.

Mas voltando ao topo da coluna, é preciso que as pessoas amadureçam e não levem o futebol tão a sério.
Curtam, torçam, divirtam-se, mas preservem a convivência social e familiar.

Vivam, se possível, apenas os 90 minutos de bola rolando e alguns desdobramentos pós-jogo em comentários e considerações, mas jamais provocando desavenças e atos mais violentos.

Vidas são perdidas, amizades se rompem, famílias sofrem turbulências nas discussões sobre um jogo de futebol, isso não é racional.

Quando se invoca que o futebol é coisa séria pois envolve milhões e milhões de reais, empregos e tudo mais, entendam que essa é a parte do profissionalismo desse esporte, mas o torcedor não ganha nada dessa parcela financeira.

O futebol é profissional para que os espetáculos sejam oferecidos, divertindo, provocando lazer e entretenimento, mas quem está nas arquibancadas ou no sofá de casa não pode priorizar esse esporte em sua vida.
Não pode tumultuar a sua vida social por causa de um jogo de futebol.

As prioridades são bem outras, sabemos disso.

Sejamos inteligentes.

Chega de perder sono, amizades e oportunidades de bom relacionamento, vamos olhar o futebol como uma diversão apenas.  Nada mais.

Exercitando, dá.

Fiz isso e consegui, há muitos anos atrás.





quinta-feira, 23 de agosto de 2012

CORINTHIANS x SÃO PAULO NO PACAEMBU

Domingo trabalho na transmissão de Corinthians x São Paulo.

Quatro da tarde, Pacaembu.

Última rodada do primeiro turno do Brasileirão.

Ao vivo pelo Premiére FC.


segunda-feira, 20 de agosto de 2012

ARENA SPORTV - HOJE E AMANHA

Segunda e terça apresento o programa ARENA SPORTV.

Duas da tarde, ao vivo pelo Sportv.

Balanço da penúltima rodada do Brasileirão em seu primeiro turno.

O Galo vai fechar o turno com a melhor campanha.  Torcedor atleticano esfrega as mãos, afinal o Galo foi campeão brasileiro somente em 1971.  Faz tempo.

O programa terá gols, debates, entrevistas, estatísticas e muito mais.


sexta-feira, 17 de agosto de 2012

CLASSICO NA VILA BELMIRO

A escala me manda para a Vila Belmiro neste domingo.

Tem Santos x Corinthians, quatro da tarde, em transmissão pelo Premiére FC e PFC Internacional.

O comentarista, Wagner Vilaron, tendo nas reportagens Ivan Andrade e André Hernan.

O peixe agora com as reintegrações de Neymar, Ganso e Rafael.
Já o Corinthians com suas novidades estrangeiras, Martinez e Guerrero.

Nos bancos, Tite e Muricy.


quarta-feira, 15 de agosto de 2012

FIGUEIRA X SANTOS NESTA QUINTA

Meu destino nesta quinta-feira é Florianópolis.

À partir das oito e meia da noite transmitiremos Figueirense x Santos, ao vivo pelo Sportv em HD e também pelo Premiére FC.

Os dois times estão precisando reagir no campeonato, urgentemente.

O estádio Orlando Scarpelli é muito bom para o trabalho da nossa equipe.
Cabine espaçosa, fácil acesso, boa visão do gramado, tudo beleza.

Estarei com os amigos Mauricio Noriega, Alisson Francisco, Felipe Brisola, mais os coordenadores Walter Repsold, Yuri Magalhães, além de toda a equipe de geração, apoio e produção.








segunda-feira, 13 de agosto de 2012

BRASIL x SUÉCIA - QUE SAUDADE!

Nesta quarta-feira teremos Brasil x Suécia em Estocolmo.

O estádio Rasunda será demolido e dará lugar a uma arena moderna, algo muito comum na atualidade.  As velhas praças esportivas dão lugar a novas edificações, atendendo ao conforto do mundo presente.

Foi nesse estádio, na capital sueca, que o Brasil deu show na Copa de 1958.  Jogou duas vezes alí e aplicou duas goleadas pelo mesmo placar: 5 a 2.  As vítimas foram as seleções da França e Suécia.

Me lembro claramente da final de 58.
Eu tinha pouco mais de 9 anos de idade e minha família se reuniu em torno de um rádio gigante - como eram todos da época - na sala de jantar da casa de meus avós paternos.

Um de meus tios, o fogueteiro da turma, preparava os rojões enquanto os demais palpitavam sobre o que aconteceria naquela final contra os suecos, enquanto as mulheres se esmeravam na cozinha preparando o almoço.

Meu avô Antonio não acreditava que o Brasil se tornasse campeão.
Ele ainda não tinha se convencido de que a seleção estivesse credenciada a vencer uma Copa.
Os demais botavam fé e afirmavam categoricamente que o adversário não daria nem pro cheiro.

Eu, ali, uma criança, mas já se encantando com a magia do futebol, ouvia a todos e imaginava como seria o palco da decisão, o estádio Rasunda.
Rasunda soava para mim como um nome forte, porém meio esquisito.
Minha mente viajava até Estocolmo e projetava imagens de como seria aquele lugar.
Pelé tinha 17 anos de idade, oito a mais do que eu, apenas.  Pensei nisso também.

O jogo começou por volta de 11 da manhã em nosso horário.

Vendo e sentindo o nervosismo de todos os adultos, fiquei um tanto quanto assustado e pensando o que aconteceria caso o Brasil não fosse o campeão.
E não faltavam os comentários negativos de que se o Brasil perdesse, o futebol "acabaria" por aqui.

O jogo começou e logo nos primeiros minutos saiu o gol da Suécia.
Que frustração.
Os pessimistas já decretavam derrota para o Brasil.
Os cautelosos e esperançosos diziam que Pelé e cia. iriam virar o jogo.
Eu ouvia os comentários e concluía que era só o começo da decisão e que tudo poderia mudar.

Pouco depois saiu o gol de empate.
Fogos, rojões, muita festa no bairro onde morávamos.

E o restante da jornada nem é preciso contar.....

Foi um momento marcante da minha iniciação no esporte.   Lembro de vários detalhes daquele dia ensolarado e frio de junho.

E agora em 2012 o Brasil volta a pisar naquele gramado, no velho Rasunda, inaugurado em 1937.
Alí o mundo delirou ao ver Pelé, Didi, Garrincha, Vavá, Zagallo e o timaço brasileiro.
Foi na capital sueca que o futebol verde-amarelo abriu caminhos para chegar ao Penta.

Nesta quarta acontece o jogo de despedida do Rasunda.
54 anos se passaram da épica conquista brasileira.
Muitos daqueles heróis já deixaram o Mundo Físico, outros ainda por aqui permanecem e certamente guardam vivas e preciosas lembranças daquela decisão.

Ah como eu gostaria de ter conhecido o Rasunda, que tanto me marcou na infância.

Nesta quarta quando estiver vendo o jogo pela televisão, certamente voltarei àquele junho de 58 e me transformarei mesmo que por alguns instantes naquela criança de 9 anos, que assustada ouvia pelo rádio a solene conquista brasileira.
Foi minha primeira grande alegria com o futebol.

Que saudade!









sexta-feira, 10 de agosto de 2012

SÃO PAULO X GRÊMIO, DOMINGO NO MORUMBI

A escala me manda ao Morumbi domingo próximo.

São Paulo x Grêmio, quatro da tarde, transmissão pelo Premiére FC e em Alta Definição.

Jogo importante, não só pelo histórico do clássico, mas porque os dois tricolores estão próximos na classificação.
Diretoria do São Paulo aposta em público superior a 30 mil pessoas.

Lá estarei com Müller e André Hernan na jornada.




terça-feira, 7 de agosto de 2012

ESCALAS - QUARTA E QUINTA

Faço na quarta Corinthians x Atlético Goianiense pelo Premiére ao vivo do Pacaembu.

E na quinta vou ao Rio de Janeiro com os amigos Mauricio Noriega e Ivan Andrade para Fluminense x São Paulo, nove da noite, em São Januário.

O jogo da quinta é ao vivo pelo Sportv e PFC Internacional, e também pelo Premiére.


segunda-feira, 6 de agosto de 2012

CORINTHIANS X ATLÉTICO, QUARTA FEIRA.

Quarta-feira estarei no Pacaembu.

Corinthians x Atlético Goianiense, oito e meia da noite.

Transmissão pelo Premiére FC e PFC Internacional.

Décima-quinta rodada do Brasileirão.  Faltam cinco rodadas para o encerramento do primeiro turno.

O Atlético se debate para sair do rebaixamento, enquanto o Corinthians vai cumprindo tabela no campeonato e conta os dias para o Mundial de dezembro.

Estarei nessa escala com Muller e Carlos Cereto.


quinta-feira, 2 de agosto de 2012

PALMEIRAS x INTERNACIONAL, EM BARUERI.

Neste sábado estarei em Barueri.

Seis e meia da tarde, Brasileirão, Palmeiras x Internacional.
Décima quarta rodada.
Transmissão Premiére FC e PFC Internacional.

É encontro do 18o colocado e o sexto.

Palmeiras nesse Brasileirão, nas últimas seis partidas, teve apenas uma vitória. É preocupante.

Inter não perdeu nos últimos três jogos e em todo o campeonato perdeu apenas duas vezes.