quarta-feira, 30 de maio de 2012

ATLÉTICO X BARUERI, EM CURITIBA. SEXTA FEIRA.

Nesta sexta-feira transmito série B.

Atlético x Barueri, quarta rodada, no estádio Durival de Britto, Curitiba.

O jogo é às nove da noite.  À partir das 19:30 participaremos do TÁ NA ÁREA.

Lá estarei com Luiz Ademar, Roberson Januzzi e Ivan Andrade, mais dezenas de profissionais atuando no estádio e na retaguarda/Rio de Janeiro.

O jogo não será mostrado ao Paraná pelo Sportv, conforme contrato, mas poderá ser visto no Premiére FC pelos torcedores paranaenses.

terça-feira, 29 de maio de 2012

SELEÇÃO EM CAMPO. CLUBES PARADOS.

Semana de calmaria no futebol brasileiro com a paralisação da série A.

Seleção de Mano Menezes em campo para pegar os americanos na quarta.
Mano não perde há 9 jogos.
Preparação da seleção olimpica para Londres.
O time americano não é fraco.  E já faz tempo.
O amistoso deve ser bem interessante.

Já os clubes brasileiros seguem treinando, algo que muitos técnicos sempre pedem.
A terceira rodada, somente no dia 6 de junho.

Haverá quem reclame, principalmente os que largaram bem no campeonato, alegando quebra de ritmo.
É assim que sempre ocorre.
Reclama-se porque os jogos são contínuos, reclama-se porque o campeonato parou, e por aí vamos.

Já os torcedores de Corinthians, Santos, Palmeiras, São Paulo, Coritiba e Grêmio, contam as horas visando as rodadas dos dias 13 e 14 de junho.
Libertadores e Copa do Brasil no afunilamento.
Semifinais.
É a hora da verdade, da sorte, do azar.   Sei lá.
Mas que os jogos vão mexer com os batimentos cardiacos de muita gente, vão sim.

Eu, particularmente, me preparo para a viagem à Europa.
Vou cobrir a Eurocopa pelos canais Sportv.
Dezenas de profissionais na Polônia e Ucrânia na busca da melhor cobertura aos telespectadores.
Mais na frente darei maiores detalhes sobre a EURO no Sportv.


quinta-feira, 24 de maio de 2012

GRÊMIO X PALMEIRAS, NO OLIMPICO.

Domingo estarei em Porto Alegre transmitindo Grêmio x Palmeiras.

Jornada do Sportv e Premiére.
Sportv para toda a rede, menos Rio Grande do Sul, conforme contrato com os clubes.
Premiére para todo o País e, é claro, para os adquirentes através do pay-per-view.

Segunda rodada do Brasileirão.
Palmeiras e Grêmio tropeçaram na primeira.
Verdão empatou com a Lusa, o Tricolor gaúcho perdeu do Vasco no Rio de Janeiro.

Lá estarei com Mauricio Noriega nos comentários, Fernando Becker e Carlos Cereto nas reportagens.

O jogo vai começar às 18:30 e a transmissão terá inicio meia-hora antes.

domingo, 20 de maio de 2012

PALMEIRAS X ATLÉTICO-PR -- VALENDO VAGA

Quarta-feira vou a Barueri transmitir pelo Sportv, Palmeiras x Atlético Paranaense, valendo vaga nas semifinais da Copa do Brasil.

O jogo será às 7 e meia da noite, horário de Brasilia.

Na primeira partida, em Curitiba, foi 2 a 2.
Palmeiras joga com a vantagem de ter feito dois gols fora de casa.
Já o Furacão terá de vencer ou empatar com resultados partindo de 3 a 3 (inclusive) .
Repetindo-se o placar de dois a dois, haverá a decisão nos pênaltis.

Lá estarei com os companheiros Muller, Ivan Andrade e André Hernan. Além de todo o time de geração, apoio, produção, coordenação e engenharia técnica.



sexta-feira, 18 de maio de 2012

PARANÁ X GUARANI, AO VIVO.

Neste sábado transmito pelo Sportv a série B do Brasileiro.

Quatro e vinte da tarde tem Paraná x Guarani, ao vivo da Vila Capanema, para todo o País, menos estado do Paraná, conforme contrato estabelecido com os clubes.

Estarei nessa com Muller, Lucas Rocha, Ivan Andrade, André Camargo e grande equipe.

À partir das 15horas estaremos participando do programa TÁ NA ÁREA.

GOSTO DO BRASILEIRÃO !!!!

Gosto do Brasileirão, séries A e B.

Gosto de jogos interessantes, atraentes, nem precisam ser modelos de ordem técnica.
Gosto de jogos corridos, disputados de verdade.
Na verdade, jogos tecnicamente brilhantes a gente vê apenas em exibições de masters, ou atualmente do Barcelona, e do Santos em alguns momentos.

Série B, por exemplo, não tem monotonia.  São jogos dinamicos, pegados, altamente velozes.
Gosto disso.

Série A é onde a gente pode colocar vários clubes como indicados a levantar o caneco.

Sem falar da rivalidade doméstica, a alma do futebol.

O público só não comparece mais aos estádios brasileiros pelas dificuldades imensas que ocorrem.
Despesas e mais despesas, além dos riscos pessoais.

Tem ainda o fato das televisões mostrarem praticamente todo o campeonato, através do modelo pay-per-view e canais fechados.
Além da tevê aberta, obviamente.
O que faz com que muita gente fique em casa, protegida e unida à familia.

Em resumo, gosto dos Brasileiros.
Me sinto bem trabalhando nas transmissões dos campeonatos nacionais.   Copa do Brasil e estaduais são outros exemplos das minhas preferências.








segunda-feira, 14 de maio de 2012

CURITIBA DUAS VEZES

Nesta semana vou duas vezes à Curitiba.

Quarta para transmitir Atlético x Palmeiras, sete e meia da noite, ao vivo do Durival de Britto, jogo da Copa do Brasil, quartas-de-final.

Sábado para a abertura da Série B do Brasileiro, Paraná x Guarani.
O jogo vai começar às 16:20h com transmissão Sportv/Premiére.

Duas jornadas na capital paranaense, uma das mais belas e organizadas cidades que conheço.

domingo, 13 de maio de 2012

FIM DOS ESTADUAIS. PÁGINA VIRADA. ESCALAS.

Fim dos estaduais, tão desprezados por alguns, tão empolgante para outros.
Assim é o esporte, assim é o futebol.

Já escrevi aqui e reforço que gosto dos estaduais, pois sinto nos torcedores a rivalidade doméstica aflorada, proporcionando emoção na galera.

Vem aí o Brasileirão, séries A, B, C e D.
Pontos corridos.
O torcedor já assimilou o modelo.
Chega ao titulo a equipe mais regular, a que melhor soube administrar todas as rodadas.
Nas séries A e B, por exemplo, são 38 rodadas em turno e returno.

Sábado transmitirei pela série B, primeira rodada, Paraná x Guarani, ao vivo de Curitiba, 16:20h, pelo Sportv e Premiére.

Mas, antes, na quarta-feira, também em Curitiba, narro Atlético x Palmeiras, Copa do Brasil, quartas-de-final, vivo no Sportv.

Boa semana para todos nós !!!!

sábado, 12 de maio de 2012

SANTOS GOLEADO PELO BUGRE

Pensando na decisão de amanhã entre Santos e Guarani, e o Bugre precisando do quase impossível, ou seja, inverter a vantagem santista da primeira partida, me lembrei de um jogo acontecido nos anos 60 em Campinas, e que eu estive presente.

O peixe voltava de uma viagem ao exterior, daquelas excursões longas - 40 dias às vezes - descia no aeroporto de Viracopos, ia para o hotel descansar algumas horas apenas, e depois ao Brinco de Ouro para enfrentar o Guarani.

Morando em Americana - 35 kms de Campinas, peguei o trem e fui ver o jogo.

O estádio do Bugre ainda tinha alambrados e me postei atrás do gol "à direita".

Aconteceu naquele dia uma das maiores goleadas do Guarani num grande, e que grande, o Santos de Pelé.

O ataque alviverde tinha Joãozinho, Nelsinho, Babá, Américo Murolo e Carlinhos.
O goleiro era Dimas, tendo na suplência Sidney, que depois foi titular, e ainda defendeu Corinthians, Flamengo e tantos clubes do País.

Foi 5 a 1 para o Guarani, fora o baile, como o torcedor costuma dizer.

Conto essa passagem como registro histórico, evidentemente, mas também me colocando no lugar do torcedor esmeraldino, que espera a repetição dessa partida dos anos 60, em Campinas, para ficar com o titulo.

Naquela época o Peixe tinha Pelé, hoje o Santos tem Neymar.

Quase 50 anos depois......



sexta-feira, 11 de maio de 2012

FINAL DE SEMANA

Hoje, sexta, apresento novamente o programa ARENA SPORTV, duas da tarde, ao vivo.

Repercurssão da quinta, com Libertadores, Copa do Brasil, e a projeção para o final de semana com
as decisões dos estaduais.

Sábado transmito Mogi Mirim x Bragantino na decisão do troféu do Interior paulista.
Jogo às seis e meia, ao vivo de Mogi.



terça-feira, 8 de maio de 2012

O BOLIVAR MERECE TROCO ?

O futebol continua rancoroso e depõe contra a natureza de origem do esporte.

Continuamos acompanhando cenas como aquelas do jogo em La Paz pela Libertadores, onde os policiais precisam compor um escudo para tentar conter os objetos atirados das arquibancadas para o gramado.

Continuamos vendo que clubes negam suas dependências de treinamentos aos adversários estrangeiros, como foi o caso do Vasco agora na Argentina. E em tantas outras oportunidades.

Ouço pessoas esperando "revanche" santista na Vila quinta-feira diante do Bolivar, só porque na primeira partida a delegação peixeira foi hostilizada em La Paz.

Gente, precisamos insistir em modificar esse estado de coisas.
Isso não é civilidade.
Isso não é esporte.
Não é inteligente.

O esporte foi feito para reunir pessoas, confraternizar, unir os povos, além é claro da competição em si, mas que deve se restringir ao aspecto técnico apenas.

Seguimos agindo como irracionais, quando somos os únicos seres viventes no Planeta que raciocinam.  Somos dotados de inteligência e deveriamos aplicá-la em todos os momentos.  Também no esporte.

É horroroso ver cenas de violência, vandalismo, falta de educação nos estádios.
E ainda com muita gente achando normal, invocando tal competição, no caso a Libertadores, dizendo que "é assim mesmo" e que "faz parte do espirito" do evento.

Nada pode justificar a falta de esportividade, de respeito ao próximo.
Nada.

E quando a mídia bate nesse assunto e condena atitudes irracionais de algumas pessoas, clubes, torcidas, aparecem aqueles que se rebelam dizendo que a imprensa quer dar "lições de moral".
Não se trata de lição de moral, mas de repulsa a algo que está totalmente errado.
Se os órgãos de comunicação não abrirem a boca, cometerão a indesejável omissão e também a conivência com a balbúrdia.

Por isso, continuo, sempre que posso aqui do meu simples e modesto espaço, a levantar a minha fraca voz no sentido de não concordar com ações irracionais no esporte.

Dar o troco nos bolivianos, por exemplo, quinta-feira na Vila Belmiro, seria descer ao nível dos desequilibrados que provocaram aquelas cenas deploráveis no jogo de ida.
A melhor resposta é ser educado e receber bem o Bolivar.
Isso é atitude inteligente, coerente com a boa educação e cultura.





segunda-feira, 7 de maio de 2012

PALMEIRAS X PARANÁ - COPA DO BRASIL

Quarta-feira vou a Barueri.

Palmeiras x Paraná, 9 e 50 da noite, transmissão ao vivo pelo Sportv.
Na primeira partida o Verdão ganhou do Tricolor paranaense por dois a um.

Estarei com os companheiros Muller, André Hernan, Felipe Brisola, André Camargo e grande equipe.

Por volta das oito e quinze da noite, intervalo de Botafogo e Vitória, participaremos ao vivo da Arena de Barueri.

Será uma quarta de Copa do Brasil nos canais Sportv.

sábado, 5 de maio de 2012

RÁDIO BANDEIRANTES, PARABÉNS!!!!!

Rádio Bandeirantes de São Paulo comemora 75 anos de existência.

Durante três anos e meio pude empunhar o microfone famoso da emissora.

Cheguei em janeiro de 1980, levado pelos amigos Osvaldo dos Santos e Flávio Adauto, então os diretores da rádio.

Quando criança e começando a me encantar pelo rádio, sonhava um dia trabalhar na Bandeirantes, o famoso Escrete do Rádio ( Scratch do Rádio ).

Inenarrável a emoção ao entrar no prédio Radiantes, no bairro do Morumbi, a casa da Band.

E logo de cara fui escalado para uma transmissão da Fórmula-1 na África do Sul, circuito de Kyalami, com o amigo Edgar Mello Filho.

Foram muitas as emoções na casa da familia Saad.
Juntando-se rádio e televisão, foram quase 19 anos de Band.

Gostaria de contar uma das muitas passagens que vivi na emissora.  Marcante.

Quando cheguei à rádio, havia uma série de reformulações em curso.
Uma delas, a saída do brilhante narrador Flávio Araújo, um dos comunicadores mais cultos que conheci.
Pouco depois da minha contratação e ainda antes da minha estréia, me encontrei com Flávio pelos corredores da Bandeirantes.
Ele me cumprimentou, desejou muita sorte e me fez um convite muito especial.

Flávio faria a sua transmissão de despedida no Morumbi naquele final de semana.
E para a minha surpresa, ele me convidou para acompanhá-lo na jornada, afim de me familiarizar com o esquema de trabalho e tudo mais.
Uma atitude cordial, elegante, fraterna, humilde, de alguém que estava deixando a emissora, exatamente com um profissional que o estava substituindo.
Incrivel.
Foi marcante para mim.  Um exemplo de altivez e companheirismo.

Tenho várias passagens da convivência nos tempos de Bandeirantes/rádio.
Contarei em breve.

Fiz muitos amigos.
Me fiz profissionalmente.
Cresci pessoalmente.

Parabéns à Rádio Bandeirantes pelos 75 anos de VIDA!






sexta-feira, 4 de maio de 2012

BRAGANTINO X MOGI, AO VIVO!

Neste sábado transmito pelo Sportv Bragantino x Mogi Mirim.

O jogo é às seis e meia da tarde em Bragança Paulista, válido pelas finais do Torneio do Interior.

Lá estarei com Muller comentando, os repórteres André Hernan e Tiago Maranhão.

quarta-feira, 2 de maio de 2012

FALTOU SÃO PAULO X PONTE

Outro jogo desta quarta que muito promete é Ponte x São Paulo, em Campinas.

Duas equipes que foram eliminadas no domingo das finais do Paulistão.

É hora de esquecer e dar tudo na Copa do Brasil.

É a primeira partida do confronto, para depois haver o jogo de volta no Morumbi.

Teremos Luis Fabiano em campo contra a Macaca, clube que o revelou.

Na chave da Copa, o classificado desse pega irá enfrentar o classificado de Atlético Mineiro e Goiás nas quartas-de-final.

Jogo quente esta noite em Moisés Lucarelli.

QUARTA CHEIA DE GRAÇA

Depois do feriado, uma quarta cheia de bola rolando.

Tem para todos os gostos e preferências.  Para muitas torcidas.

Pela Libertadores, Vasco e Corinthians em campo e defendendo o prestigio do nosso futebol.

Timão em Guaiaquil diante de um enigmático Emelec.  O quanto este time equatoriano deverá endurecer para o Corinthians hoje?  Time por time, o Alvinegro brasileiro é melhor, mas todos conhecemos a dureza que é a Libertadores. 

Vasco em São Januário pegando o Lanús.  É time argentino.  Na cabeça do torcedor cruzmaltino, ainda quente pela derrota pro Botafogo, só uma coisa vale:  VENCER.

Na Copa do Brasil teremos o Grêmio de Luxemburgo pegando o Fortaleza na capital cearense.
O tricolor gaúcho também vem de eliminação no estadual, assim como o Vasco, Ponte, São Paulo.

Em Salvador o Vítória recebe o campeão da Taça Rio e finalista do Cariocão, o Fogão.
Jogão no Barradão.

Em um nivel tecnicamente bem mais baixo que Copa do Brasil e Libertadores, mas de muito interesse doméstico, teremos uma rodada quente da série A3 do Paulista.
Internacional e Rio Branco se enfrentam em Limeira, valendo o acesso, ou quase ele.
Se a Inter vencer, seguirá na briga por uma vaga na série A2.
Caso o clube de Americana vença, fará a festa de subir.
Previsão de 6 mil torcedores hoje no Limeirão.

Outra equipe que está "quase lá" é o Capivariano, que hoje enfrenta o Batatais, último colocado da chave.
O jogo é em Capivari, terra do ex-goleiro Zetti, onde o time da casa é lider.

Será a penúltima rodada dessa fase de definições na série A3, a terceira divisão paulista.


terça-feira, 1 de maio de 2012

PRIMEIRO DE MAIO DE 94

Primeiro de maio de 1994.

A escala da Tv Bandeirantes me mandava para o Morumbi transmitir São Paulo x Palmeiras, com os amigos Juarez Soares, Ely Coimbra e Tatá Muniz.

Naquele dia fiz algo que dificilmente fazia.  Acordei para dar uma espiada na Fórmula-1.
Algo parecia me atrair para a frente da televisão e acompanhar um pouco da corrida.

E então vi tudo o que aconteceu, assim como milhões de pessoas em todo o Planeta naquele domingo.

E naquele domingo, além da missão de trabalhar no Morumbi, tinha também a responsabilidade de levar meu filho Rodrigo e um amigo dele para São Paulo, onde fariam um trabalho de faculdade.

No percurso de 130 quilômetros entre Americana e a capital fomos ouvindo todas as rádios, sempre com a esperança de que Ayrton Senna sobrevivesse, mesmo com a constatada gravidade do acidente.

Chegando à capital deixei os garotos em Moema e fui para o estádio.

Me sentei nas cadeiras abaixo das cabines e fiquei olhando para o vazio gramado do Morumbi, com uma forte pressão no peito, quase tendo a certeza da noticia conclusiva e oficial.

De repente as rádios noticiavam a morte de Senna.

Prontamente o placar eletrônico do estádio estampava a confirmação.

As rádios repercutiam, os torcedores chegavam ao Morumbi com o semblante fechado, contristado.

O jogo começou sem o "minuto de silêncio" mas com a torcida gritando SENNA, SENNA, SENNA!!!

Uma enorme bandeira com a imagem de Senna foi escancarada no anel superior.

E com o jogo em andamento, antes de Zetti bater um tiro de meta, o árbitro ( um paraguaio ) paralizou o jogo e então tivemos a homenagem ao piloto morto na Itália.

Faz 18 anos.