quarta-feira, 30 de março de 2011

RUMO A PORTUGAL

Viajo sexta-feira para Portugal, ao lado dos amigos Lédio Carmona e Eduarda Streb. Domingo transmitiremos pelo Sportv um jogo que poderá definir o campeão da temporada. Benfica x Porto, quatro e meia da tarde, horário de Brasilia. Clássico português de grande rivalidade. São os dois maiores ganhadores de Portugal. Porto tem vantagem de 13 pontos sobre o rival e restam seis rodadas. Incrivel a campanha do FCP: 22 vitórias e dois empates. Invicto. Benfica tem muitos brasileiros, como Luisão, Allan Kardec, Weldon, Jardel, Airton, Sidney e o goleiro Júlio César. Nem todos são titulares, diga-se. Porto tem alguns brasileiros, como o goleiro Elton, atacante Hulk e o menino Walter, revelado pelo Internacional, mas que também atuou nas bases do Nacional de SP. O jogo de domingo será no lendário estádio da Luz, a casa do Benfica, em Lisboa. Na história, o Benfica tem 32 titulos nacionais, contra 24 do Porto.

segunda-feira, 28 de março de 2011

ROGÉRIO CENI É CEM...SACIONAL !

Independentemente de torcidas, rixas, rivalidades, a marca de Rogério Ceni chegando a 100 gols tem de ser enaltecida por todos os que registram com isenção a história do futebol. Um goleiro - que na origem foi criado para evitar gols - atingir a marca centenária, é algo notável. Não é comum. Não é rotina no futebol. É raro. O futebol vive de rivalidades, é óbvio, e compreende-se perfeitamente o comportamento das torcidas antagonicas ao Tricolor, mas quem age e pensa friamente jamais poderá se recusar a enaltecer os 100 gols de Rogério. Não sou amigo de Ceni, jamais tive qualquer contato pessoal com ele, quando torcedor eu não era sãopaulino, por isso fico bem à vontade para elogiá-lo neste humilde espaço. O que fez Rogério é digno de registro histórico mundial. Ninguém está forçando barra alguma. Bacana nesse feito, também, é que o futebol brasileiro é dono desse recorde. Nós que já temos tantas conquistas gloriosas. Parabéns ao goleiro do São Paulo. Parabéns ao futebol do Brasil. Que bom que Rogério Ceni tenha nascido em nosso País.

BANANA DO PRIMEIRO MUNDO

Aquela casca de banana jogada no gramado onde o Brasil enfrentava a Escócia, demonstra que ignorantes continuam a existir em todas as partes do planeta. É evidente que foi uma provocação aos jogadores negros da seleção brasileira. É claro que foi uma manifestação racista, preconceituosa. Pessoas que insistem em desrespeitar o próximo continuam a despejar toda a sua ignorância pelo mundo afora. E que não se invoquem aqui problemas educacionais ou culturais, porque falta de respeito ao semelhante não merece complascência ou compreensão. Preconceito, racismo, discriminação, são ingredientes próprios de quem é do mal. Independe de escola, diploma ou coisas assim. Achar que é melhor que o outro por causa da cor da pele, do que estudou, da religião que professa, local de nascimento e etc., é declarar soberba, ódio, falta de amor. Escoceses ou ingleses, quem atirou a banana no gramado, deram demonstração negativa de não saber nada da vida. Pobres pessoas do "Primeiro Mundo" (?).

quinta-feira, 24 de março de 2011

VOLEI NO FIM DE SEMANA

Meu fim de semana será de muito voleibol.

Sexta, Pinheiros x Cruzeiro, quartas-de-final da Superliga, nove da noite em São Paulo.
Ao vivo no Sportv-2.
Lá estarei com Marco Freitas e Alexandre Oliveira.

Sábado, São Bernardo x Rio de Janeiro, 11 e meia da manhã, vivo no Sportv.
Quartas-de-final da Superliga Feminina.

Domingo, Osasco x Praia Clube, duas e quinze da tarde, ao vivo no Sportv-2.

É a reta de chegada das duas Superligas.

HOJE EM CAMPINAS - VOLEI

Hoje, quinta, estarei na transmissão da Superliga Masculina de vôlei.

Sete da noite, Campinas x SESI, ao vivo no Sportv.

Segundo jogo da série "melhor de três". Na primeira partida deu SESI, 3 a 1.

Fase, quartas-de-final.

Se o time da capital vencer novamente, estará nas semifinais contra Minas ou Montes Claros.

Campinas precisa ganhar no ginásio do Taquaral para provocar o terceiro jogo ( em SP ).

Comigo na jornada, o grande campeão Carlão e Alexandre Oliveira.

Faz tempo que não vou ao Taquaral. Anos e anos.

quarta-feira, 23 de março de 2011

HOJE, PALMEIRAS X LINENSE, AO VIVO

Hoje transmito em Barueri às sete e meia da noite, Palmeiras x Linense, ao vivo no PFC e em HD.

Estarei com Vagner Villaron, André Hernan e toda a equipe SP/Rio de geração e produção.

Participaremos do programa TÁ NA ÁREA do Sportv à partir das 18 horas.

Palmeiras não perde há 10 jogos. O Linense continua candidato ao rebaixamento.

Os dois clubes voltam a se enfrentar depois de 46 anos. O último confronto aconteceu em 1965.

Verdão é a equipe que menos toma gols no Paulistão.
Será a primeira partida do Palmeiras em Barueri neste 2011.

terça-feira, 22 de março de 2011

A HORA DE PARAR

O trauma de encerrar a carreira é realmente preocupante, especialmente as pessoas públicas, de grande visibilidade na mídia.

Muitas vezes reclama-se da fama, dos fãs, do assédio, dos autógrafos pedidos e tudo mais.
Mas quando o artista - de qualquer atividade - sai de cena e é praticamente esquecido, o resultado nem sempre é positivo para ele.

Vemos isso a todo instante no mundo do esporte, principalmente o futebol.

Estando em Presidente Prudente no fim de semana, falei ao telefone com o ex-atacante Sinval, que tantos gols fez por onde passou.

Sinval está com 39 anos de idade e parou de jogar há duas temporadas.

Hoje ele mora em Andradina e cuida de negócios, sem poder reclamar dos resultados financeiros.
Mas a saudade dos gramados ainda cala no coracão de Sinval.

Me confidenciou que ainda não consegue ir aos estádios sem sentir angústia e um certo panico.

Outro dia ele esteve no Canindé com amigos para Portuguesa x São Paulo, e aos 25 minutos de jogo foi embora, tal a ansiedade e o desconforto de estar "apenas" assistindo.

Revelo esse relato de Sinval para abordar exatamente o tema "fim de carreira".

Ontem à noite transmiti a Superliga de Vôlei e o ex-jogador Carlão trabalhou na jornada.
Perguntei a ele como foi a saída de cena.
Carlão parou em 2003 e disse que nos primeiros dois anos sofreu demais.
Hoje está muito bem de cabeça e não sente mais reflexos da parada.

O ex-atleta, se não for bem assistido por parentes e verdadeiros amigos, realmente entra em parafuso.
Há inúmeros casos de ex-jogadores que enveredaram pelos sombrios caminhos da bebida e acabaram destruindo a vida.

Uma ajuda psicológica funciona positivamente, é claro, mas sabe-se também que uma minoria procura por profissionais da área para um bom tratamento.

Alguém poderia perguntar como estaria a "cabeça" de Ronaldo Fenômeno neste momento?
Não sei dizer, pois não tenho acesso ao convivio intimo dele, nem tenho informações, mas o caso de Ronaldo é emblemático no tema que aqui estamos expondo.

Estamos falando de atletas, ex-atletas, mas em outras atividades a gente constata profissionais que se aposentam e sem se ocupar de algo posteriormente, também têm crises depressivas com a mudança de ritmo e rotina.

Na verdade, somos todos frágeis em todos os sentidos.
Ninguém aqui encarnado é Super-Homem.
Temos de passar por essas fragilidades, pois nossa estrutura emocional ainda é pequena e profundamente volúvel.

sexta-feira, 18 de março de 2011

DOMINGO EM PRUDENTE

Domingo, em substituição a Milton Leite, transmitirei Prudente x São Paulo.

Jogo às seis e meia, ao vivo no Sportv.

Comigo, Mauricio Noriega - Ivan Andrade - Felipe Diniz e toda equipe.

quarta-feira, 16 de março de 2011

VÔLEI DE PRIMEIRA

Nesta quinta-feira trabalho na Superliga Feminina.

Pinheiros x Rio de Janeiro, sete da noite, transmissão ao vivo pelo Sportv-2.

É o terceiro colocado pegando o líder Rio no ginásio do Pinheiros.

Alto nível do vôlei brasileiro.

Lá estarei com Marco Freitas nos comentários e Alexandre Oliveira nas reportagens.

terça-feira, 15 de março de 2011

A SAÍDA DE MURICY

Ainda repercute a saída de Muricy Ramalho.

Sinceramente, vejo o fato como algo absolutamente natural.

Em toda relação de trabalho há a possibilidade de uma das partes desistir do compromisso.
É assim na vida, em qualquer atividade produtiva ou de serviços.

Quando o profissional não está satisfeito com o vinculo, tem o democrático direito de pedir a demissão.
Quando o empregador igualmente não se satisfaz com o rendimento do trabalhador, demite.

Portanto, nada de anormal na saída de Muricy.
Talvez a bandeira de "jamais romper um contrato", desfraldada pelo treinador, é que tenha provocado a onda de criticas.
* aí talvez o treinador tenha aprendido uma lição, qual seja, a de "jamais dizer jamais".

Muricy pediu demissão, como também já foi demitido várias vezes.
Faz parte do processo, especialmente no inconstante mundo do futebol.

Respeito quem pensa diferentemente, mas é o que eu analiso, e acho.
Devemos ser práticos nos dias de hoje, principalmente com a neurose que toma conta do planeta, em todas as atividades.

Falta de ética é outra coisa.
E Muricy não feriu nenhuma conduta ética. Pediu demissão, apenas, algo legítimo em qualquer relação trabalhista.

sábado, 12 de março de 2011

PISADA NA BOLA

Outro dia assistindo a um programa de televisão fiquei estarrecido com a deselegância de um colega jornalista, que não é brasileiro, cujo nome sinceramente não guardei, ao ser perguntado sobre os nossos campeonatos estaduais.

O apresentador fez uma consulta ao cidadão se ele tinha assistido a algum jogo de estadual no final de semana, para que pudesse explorá-lo nos comentários.

A resposta foi chocante.

Disse ele: "Minha vida é muito preciosa para perder tempo com os estaduais".

Quase cai do sofá.

Quanto deselegância, quanta arrogância.
Quanto desconhecimento e respeito à história e à rivalidade dos estaduais.

Acrescentou ainda, o forasteiro, que só se ligava na Libertadores e nas copas européias, além, é claro, do campeonato nacional da terra dele, o inglês.

Estou contando o ocorrido com um jornalista estrangeiro que trabalha aqui no Brasil, mas isso tem acontecido muito com jornalistas brasileiros em relação às nossas competições.

Ficamos a enaltecer o futebol mecânico que se pratica lá fora, denegrindo o que se joga aqui.
Uma tremenda incoerência.

Ou complexo de inferioridade, talvez.

Exportamos diariamente atletas de talento, municiamos o futebol do exterior com os nossos craques, e não damos o real valor aos certames domésticos.

Se o nível daqui estivesse baixo, como dizem, os estrangeiros não continuariam a vir buscar os atletas brasileiros.

Podemos até não gostar do campeonato inglês, por exemplo, mas jamais desprezar a história e a tradição do evento, e do quanto ele representa para o seu povo.

sexta-feira, 11 de março de 2011

DOMINGO NO MORUMBI

Domingo transmito São Paulo x Santo André, quatro da tarde, Morumbi, ao vivo pelo PFC.

Terei o prazer de trabalhar ao lado de Valdir Perez, um dos maiores goleiros que vi atuar.

Valdir vem comentando pelo PFC e também para algumas afiliadas Globo quando necessário.

O amigo Marcos Peres estará nas reportagens.
Peres, que no meio do ano estará se transferindo para Nova York onde atuará como o correspondente do canal Sportv nos States.

À partir das 15 horas estaremos à disposição do programa TÁ NA ÁREA, do Sportv.

quinta-feira, 10 de março de 2011

HOJE FECHA A RODADA

Logo mais às 9 da noite transmito Paulista x Oeste, ao vivo pelo Sportv-2.

O tricolor de Jundiai, vencendo, entrará no grupo dos oito melhores, tirando a sétima posição do Oeste.
Se o Paulista entrar no G8 o Americana é quem sairá da lista dos prováveis classificados.

Transmitirei a partida ao lado de Vagner Vilaron, Felipe Diniz, André Hernan e toda a equipe.

No outro jogo da noite pelo Paulistão, o São Paulo pega o Ituano no Morumbi, e se vencer será o novo líder do campeonato.

O jogo do Tricolor começa mais tarde, às 9 e 50 e terá transmissão do PFC ( também em HD ) com a narração de Odinei Ribeiro.

Duas partidas que fecharão a rodada 11 do Paulistão.

quarta-feira, 9 de março de 2011

MARCOS, UM BELO EXEMPLO

Concedi uma entrevista aos alunos de uma faculdade de Sorocaba, onde o assunto era o goleiro Marcos, do Palmeiras, e sua importância para o futebol.

Respondi a diversas perguntas sobre o Marcos/goleiro.
Mas respondi também sobre Marcos/cidadão.

Fiz questão de ressaltar o "lado humano" de Marcos, que salta aos olhos.
Como um ídolo de muita gente, o profissional famoso precisa exteriorizar coisas boas, sem ser hipócrita, para poder influenciar novas gerações e até quem já passou da idade de se consertar.

Marcos, famoso, sempre passou ser uma entidade DO BEM.
Simples, autêntico, expontâneo, despojado, Marcão ao longo desses anos distribuiu simpatia, bons exemplos.

Em outras palavras, toda pessoa pública, famosa, rica, de influência na sociedade, precisa se cuidar no comportamento - sem ser hipócrita - e contagiar o meio.

Quantas crianças e jovens já se espelharam no goleiro Marcos através de suas corretas atitudes, dentro e fora do campo.

É evidente que ele não é perfeito.
* ninguém aqui na face da Terra atinge a perfeição. Nem os santos foram santos.

Mas, quanto mais o rico e famoso se aproximar do aceitável, em comportamento e atitudes, será altamente benéfico para todo o meio.

Todos precisamos de bons exemplos.

O bom exemplo tem força.

Marcos dá bons exemplos e merece ser destacado no tema.

Particularmente, procuro sempre ressaltar mais o "homem" do que o profissional ( seja ele jogador, treinador, dirigente e etc. ).

Afinal, o mundo não se restringe apenas ao mundo da bola.
O mundo tem coisas mais importantes e relevantes do que o futebol.

Concluo com a informação de que NUNCA conversei com o goleiro. Nunca tive a oportunidade de trocar um simples cumprimento com ele. Portanto, fico bem à vontade para escrever e externar meus pensamentos.

segunda-feira, 7 de março de 2011

QUINTA EM JUNDIAI

Quinta-feira vou a Jundiai.

Vão jogar Paulista e Oeste de Itápolis.

Nove da noite.

Transmissão do Sportv-2.

Lá estarei com Vagner Villaron, Sandro Zeppi e Ivan Andrade.

Um jogo que somente interessa às duas torcidas e aos que são apaixonados pelo futebol e vêem tudo o que aparece na telinha.

quinta-feira, 3 de março de 2011

SÁBADO DE CARNAVAL.....E DE FUTEBOL

Carnaval chegando, mas teremos bola rolando aqui no Brasil.

Particularmente, irei trabalhar em São Caetano x São Paulo, sábado, seis e meia, com transmissão ao vivo do canal Sportv.

Galera são-paulina deverá tomar conta do Anacleto Campanella.

Estarei com Mauricio Noriega, Marcos Peres, Felipe Diniz e grande equipe.

Participaremos à partir das 17:30 do programa TÁ NA ÁREA do Sportv.

Logo depois de São Caetano x São Paulo o Sportv emendará com outro jogo ao vivo do Paulistão.
Oeste x Santos é a atração, ao vivo de Itápolis, com o amigo Odinei Ribeiro narrando.

quarta-feira, 2 de março de 2011

HOJE NÃO VAI DAR

Amigos, infelizmente hoje não poderei transmitir Palmeiras e Comercial-PI.

O grande profissional Odinei Ribeiro estará na jornada, ao vivo do Pacaembu.

Minha garganta não está nada confiável hoje.