segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

PALMEIRAS X COMERCIAL, QUARTA-FEIRA

Quarta-feira vou narrar Palmeiras x Comercial-PI, nove e cinquenta da noite, ao vivo em canal alternativo das operadoras Net e Sky.

Palmeiras joga pelo empate e pode até perder por um a zero.
Comercial precisa vencer por dois gols de diferença pra ficar com a vaga.
Se o time do Piaui vencer por 2 a 1 aí teremos os pênaltis.

Estarei no Pacaembu com Vagner Vilaron, Ivan Andrade e André Hernan.

A transmissão irá também para o PFC Internacional.

O Comercial é da cidade de Campo Maior e tem como mascote o "Bode".

É o atual campeão do Piaui.

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

FIM DE SEMANA = TRABALHO

Acabo de receber as escalas do final de semana.

Amanhã, sexta-feira, transmito vôlei da Superliga, ao vivo do ginásio do Osasco.

O jogo é Osasco x Vôlei Futuro(Araçatuba) às 9 da noite, pelo Sportv.

Lá estarei com Marco Freitas, Joanna de Assis, tendo na coordenação Juliana Mattos e Paulo Predella, mais todo o time de geração e produção.

-------------

Sábado vou ao Rio transmitir Santos x São Bernardo, seis e meia da tarde.

Comigo, no estúdio, o amigo Carlos Eduardo Lino.
Na Vila, os repórteres Edgar Alencar e Alexandre Oliveira.

À partir das cinco e meia da tarde estaremos à disposição do TÁ NA ÁREA.

-------------

Domingo?
Folga.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

HOJE VÔLEI NO PINHEIROS

Hoje transmito vôlei.

Nove e meia da noite, depois de Cruzeiro e Guarani(PAR) pela Libertadores, no Sportv.

O jogo é Pinheiros e Vôlei Futuro(Araçatuba) pela sexta rodada do returno da Superliga.

Em quadra grandes jogadoras, como Paula Pequeno, as americanas Alisha Glass e Stacy, Tandara, Joicinha, Ana Porto, Fabiana, Stéphany, Ju Costa.

Estarei na jornada com o campeão Carlão nos comentários, mais Alexandre Oliveira nas reportagens.
Manoela Ache e Paulinho Predella na coordenação.
E todo o time de geração e produção.

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

SEGUNDONA DE NOVIDADES

Uma segunda-feira onde ficamos sabendo que a abertura da temporada Fórmula-1 não será no Barhein. E nem poderia, com tudo o que está acontecendo por lá.

Ficamos sabendo também que a CBF reconhece o titulo do Flamengo como campeão brasileiro de 1987, acabando com a angústia de torcedores rubronegros de longos anos.
Por outro lado, o Sport Recife chia, mesmo sendo mantido como "também" um campeão.

Atlético Paranaense tem a volta de Geninho como treinador, depois da derrota para o velho rival Coritiba e da perda do titulo do primeiro turno paranaense.

Portuguesa contrata o técnico Jorginho depois da queda de Sérgio Guedes.
A lusa continua instável, inconstante, tumultuada.

Flamengo e Corinthians articulam para deixar o Clube dos 13.
Eles estariam ao lado da TV Globo estudando um contrato diferente para as transmissões à partir de 2012, confrontando assim com a Record e a entidade à qual ainda pertencem.
Pelos bastidores já há comentários de que seis clubes estariam se aliando aos dois grandes clubes e à emissora da familia Marinho.

O dia ainda não acabou e vem mais por aí, com toda a certeza.

domingo, 20 de fevereiro de 2011

HOJE PONTE X BOTAFOGO

Hoje vou a Campinas.

Ponte x Botafogo, seis e meia da tarde, ao vivo no Sportv.

Macaca não vence há oito jogos no Moisés Lucarelli. Incrivel.

Estarei com Mauricio Noriega, Joanna de Assis e Edgar Alencar. E todo o time de geração, produção, coordenaçao e apoio.

Nona rodada do Paulistão.

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

MORUMBI AO VIVO

Neste sábado vou ao Morumbi.

Transmissão do PFC.
São Paulo x Bragantino, sete e meia da noite.
Nona rodada do Paulistão.

Estarei com os amigos da externa e retaguarda/Rio, mais Luiz Ademar e Sandro Zeppi.

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

DIA DO REPÓRTER !

Hoje é o dia do repórter.

Afora as colocações que possamos fazer sobre o "dia disso" ou "dia daquilo", o que na verdade eu reputo como necessário, pois pelo menos em um dia a gente pára pra prestar atenção nessa ou naquela atividade, essas datas merecem apreço.

O repórter é o "povo perguntando".
Ele não pergunta para si próprio. Ele pergunta o que o povo gostaria de perguntar.
E assim como qualquer cidadão, mortal, às vezes comete equivocos, excessos.

** o erro é inerente ao ser pensante. Todos erramos em nossas atividades, em algum momento.
Não há infalíveis.

Atente-se ainda ao detalhe de que o repórter, na maioria das vezes, faz as perguntas AO VIVO, o que dá margem maior a erros e equivocos.

Na minha atividade, à propósito, que é a do esporte, e mais especificamente a do futebol, vejo que muitos dos colegas repórteres são criticados por formularem perguntas rotuladas de fracas, incabíveis, desnecessárias e por aí vai.

Não entendo assim.

Toda é pergunta é pertinente, por mais óbvia que às vezes possa ser tachada.
De uma pergunta aparentemente óbvia(?) podem surgir respostas surpreendentes, inusitadas, reveladoras.
Não vejo que haja pergunta fraca, inconsequente, desmedida.

O repórter, é evidente, tem de estar preparado, por dentro da matéria, muito bem informado para perguntar, mas suas interpelações jamais devem ser criticadas ou menosprezadas.

Temos grandes repórteres na área do esporte.
Temos repórteres ainda começando.
Há profissionais de todos os níveis, é claro.
Mas todos eles sabem da sua missão.

Em tese, repórter é o povo com o microfone nas mãos.

Por isso fico indignado quando profissionais do futebol - treinadores e dirigentes, especialmente - rebatem perguntas dos repórteres e às vezes querem até modificá-las, e para a própria conveniência, é claro.

Aprendi também que a boa pergunta é aquela que provoca o entrevistado.

Aproveito para dizer que a coluna aborda aqui neste espaço o trabalho sério de reportagem.
Aqui não incluo os programas modernos que revestem qualquer pessoa de "repórter" para invadir a privacidade de alguém e ridicularizar o semelhante.

O repórter não pode ser a peça mais importante da entrevista.
Onde o perguntador aparece como a figura preponderante, não há jornalismo confiável.

Reportagem é algo sério, importante, contextual.

Portanto, meus parabéns a todos os repórteres.

Que vocês continuem desempenhando o árduo papel de perguntadores, desenvolvedores de matérias importantes em temas, e de utilidade pública.

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

QUINTA NO PACAEMBU

Quinta-feira estarei novamente em transmissão do PFC.

O jogo é Corinthians x Mogi Mirim, ainda da quarta rodada do Paulistão.

Vai começar às 21:50h e será no Pacaembu.

Com a desclassificação na Libertadores, mais as saídas de Ronaldo e Roberto Carlos, acredita-se em público pequeno no Paulo Machado de Carvalho.

Estarei na jornada com Carlos Eduardo Lino e Carlos Cereto, e toda a equipe de geração, produção, coordenação e engenharia.

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

A ESTRÉIA DO PEIXE

Estréia do Santos na Libertadores 2011 nesta terça-feira.

Joga na Venezuela contra o Deportivo Tachira, o clube mais popular do País.
Fundado em 1974, o Tachira já disputou 16 vezes a Libertadores.

Santos e Deportivo Tachira se enfrentam pela primeira vez.

O Peixe vai para a sua 11a Libertadores.
Bicampeão na década de 60, o Alvinegro da Vila nunca mais levantou esse caneco.

Torcida peixeira está botando muita fé nesta temporada.
O time é bom, faz um Paulistão positivo e pode, sim, pensar em chegar longe na Libertadores.

Boa sorte ao Peixe.

É o inicio da caminhada, onde terá pela frente além do Tachira, o Colo Colo e o Cerro Portenho(Paraguai) no grupo.

QUE SEGUNDA !!!

Que segunda-feira!

Ronaldo anunciando que para de jogar, a tola discussão sobre quem deve ficar com a Taça das Bolinhas, e por ai vai.

Quanto a Ronaldo, todas as homenagens devem ser prestadas.
Nunca digeri chamarem-no de "Fenômeno" diante de tantos outros craques que tivemos no planeta ao longo da história, mas entendo o papel da mídia em alguns momentos.

Ronaldo Nazário fez muito com a bola nos pés.
Passou dos limites técnicos normais, sem dúvida.
Merece ser reverenciado, indiscutivelmente.

Sobre a Taça das Bolinhas, que Flamengo e São Paulo disputam politica e ideologicamente, apesar de respeitar o ponto de vista das duas agremiações, acho tudo isso uma grande bobagem.
Perda de tempo.

Não só pela "disputa" de um simples simbolo, mas também por pretenderem voltar no tempo e consertar(?) tudo de errado que foi feito naqueles tempos.

Que sabor teria um clube receber agora a famigerada taça?
Haveria carreatas, passeatas?
É claro que não.

O bom da conquista é o "aqui e agora".
Ninguém gosta de cerveja quente.

Aliás, o ano de 1987 deveria ser apagado da história do futebol nacional.
Aquela temporada foi vergonhosa em todos os sentidos, e que culminou com a indefinição sobre o verdadeiro campeão brasileiro, que perdura até os dias de hoje.

Que apaguemos 1987, temporada tremendamente negativa do futebol brasileiro.
Mas respeitando as torcidas de Flamengo e Sport, pois cada uma entende que ficou com o titulo desse ano.

sábado, 12 de fevereiro de 2011

PORTUGUESA X SÃO PAULO

Neste domingo estarei no Canindé, estádio Oswaldo Teixeira Duarte, que presidiu a Portuguesa de Desportos.

Estádio da Lusa que antes pertencia ao São Paulo Futebol Clube e era chamado de "A Ilha da Madeira".

O jogo é às cinco da tarde e terá transmissão do PFC.
Estarei com Carlos Lino e Carlos Cereto.

Me lembro que as duas equipes decidiram o Paulista de 1985, com o tricolor levantando o troféu.

O último bom Paulistão da Portuguesa foi em 1998 quando chegou às semifinais e foi eliminada pelo Corinthians naquela atuação desastrosa do árbitro argentino Javier Castrilli.

No Canindé o tricolor do Morumbi não perdeu nas últimas quatro vezes que pegou a Lusa.

HOJE NO PINHEIROS

Hoje, sábado, três da tarde, transmissão da Superliga Masculina, Pinheiros x Florianópolis.

Vivo no Sportv.

Estarei com o campeão olímpico Nalbert e o grande amigo Alexandre Oliveira.

Florianópolis líder, tetracampeão brasileiro, um timaço.
Pinheiros de Giba, Silêncio, Tuba, Murilo, Gustavo, Refatti....e do técnico Mauro Grasso.

Pra quem é do vôlei, uma atração espetacular.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

ROBERTO CARLOS AMEAÇADO DE MORTE

A covardia do anonimato é desprezível.

O lateral Roberto Carlos revela que vem sendo ameaçado de morte através de telefonemas anonimos.

Em vários outros clubes do País já tivemos esse tipo de ação, próprio dos covardes e dos infelizes consigo próprios.

Jornalistas também às vezes passam por isso.

Pessoas da sociedade e que não são públicas, e por questões de trabalho e de relacionamentos confusos, também são vítimas desse expediente sórdido.

O ser humano, um ser pensante, e que se diz inteligente, cai ao último grau de inteligência e de dignidade quando apela para tal.

E principalmente quando o assunto é futebol, algo tão menos importante do que muitas coisas das nossas vidas.

Temos a saúde, a familia, o trabalho, os estudos, e mais, bem antes da importância do futebol, que é apenas uma diversão, um entretenimento.

Quando essas coisas acontecem é que verificamos o quanto ainda estamos por evoluir.
Quão pequenos nós somos.
Quase não saimos do lugar em termos evolutivos morais.

Roberto Carlos está assustado - e com toda a razão - e deve voltar para o exterior.

Já o terrorista - e sua gang - continuará refestelado na sua ignorância e vangloriando-se de suas "conquistas" e feitos.

VÔLEI NO SÁBADO

Sábado volto a transmitir vôlei.

Em fevereiro de 1895 um americano "inventava" o voleibol.

Neste sábado no ginásio do Pinheiros terei o grande prazer de trabalhar ao lado de dois experts da modalidade, ex-jogadores, e figuras humanas espetaculares: Nalbert e Alexandre Oliveira.

Alexandre jogou e jogou bem.
Ainda pela Band tive a oportunidade de narrar jogos com o Alê em quadra.
Na frente das câmeras e aos microfones, o querido amigo é um profissional corretíssimo e muito respeitado.

Pela primeira vez estarei ao lado de Nalbert, nosso grande campeão olímpico de 2004.
Foi também campeão mundial em três categorias.
Campeão da Liga Mundial.
Uma coleção de titulos.
Nalbert Tavares Bitencourt.

O jogo é Pinheiros x Florianópolis, clássico do vôlei nacional.
Vai ser às 3 da tarde, ao vivo, no Sportv.
Sétima rodada do returno da Superliga.

Quem é do vôlei certamente não vai perder.

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

ZAGUEIROS TREINADORES

O mundo do futebol gira, e como gira.

Idolos de ontem, idolos de hoje, futuros idolos.

Na minha cidade, Americana, nos dias de hoje, por exemplo, o futebol local tem a dupla de zaga titular da Seleção Brasileira em 1986 no México.

Júlio César e Edinho, que atingiram o ápice da carreira na década 80, agora são treinadores.

Júlio está assumindo o Rio Branco em momento dificil do clube, com dívidas fora de campo e devendo muito com a bola rolando.
O Tigre é o último colocado na série A2 e hoje é candidato a rebaixamento.

Edinho veio para a cidade como treinador do Guaratinguetá, atualmente Americana FL.
Faz uma excelente campanha no Paulistão, ficando atrás apenas de Palmeiras e Santos na pontuação.

Há 25 anos, lá atrás, os dois pontificavam como brilhantes zagueiros, vigorosos jogadores.

São as voltas que o mundo dá.

A cidade, por sua vez, faz o registro do momento e insere na sua história, com orgulho.

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

FRANCESES ALGOZES

Brasil x França amanhã em Paris.

O jogo é às seis da tarde, horário de Brasilia.

Tirando aquela goleada em 1958 sobre os franceses, na Copa da Suécia, por cinco a dois, a gente andou tropeçando muito diante deles.

Fomos eliminados no Mundial de 86, nos pênaltis.
Perdemos a decisão de 98 com aquele drama de Ronaldo Fenômeno e tudo mais.
Em 2006 tomamos aquele gol de Henry e caimos fora.

A última vez que derrotamos a França foi em 1992.

Por outro lado, o Brasil não perde há 11 partidas em gramados europeus.
Perdemos em 2007 para Portugal, dois a zero, tendo Felipão como algoz.
Desde então, a nossa seleção não perdeu mais no Velho Continente.

Além de Brasil x França nesta quarta-feira, teremos outros amistosos interessantes, como Argentina x Portugal, Alemanha x Itália, Espanha x Colômbia.

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

EU SOU ASSIM...

Não estranhem a minha afirmação aqui nesta coluna, mas é exatamente o que penso.

Nunca gostei de discutir futebol.
Podem acreditar.

O futebol está nas minhas veias desde pequeninho. Joguei bola, lutei para me fixar como locutor em rádio, e depois surgiu a televisão, sempre escrevi sobre esse esporte, MAS discutir nunca foi o meu forte.

Não me sinto bem "discutindo" o jogo da bola.
Cada um pensa de um jeito, há aqueles que se julgam os maiores entendedores da matéria, enfim, são pontos de vista. Nada mais do que isso.

Normalmente concordo com a maioria das pessoas, que é para não prolongar o assunto e também para evitar atritos pessoais que possam contaminar a relação de amizade.

Sempre que tive que participar de programas onde teria de opinar, me senti muito desconfortável.
Aprecio falar sobre TEMAS que envolvem a matéria, mas o jogo em si, esquemas táticos e avaliações técnicas, não me atraem.

Talvez por isso, também, é que nas minhas narrações quase não dou pitacos táticos, deixando para o comentarista analisar. O que aliás, é o papel do companheiro ao meu lado.

Sei que tudo isso pode estar soando meio estranho, mas um dia eu teria de confessar aqui neste espaço.
Os amigos mais chegados sabem da minha aversão a discutir futebol.

Muitas vezes acho engraçado os amigos se exasperarem nas rodas, me divirto, mas participar e falar alto, batendo na mesa, não é a minha praia.

Acho engraçado também quando pretensos profundos entendedores dão aquelas afirmativas categóricas sobre isso ou aquilo.
Parecem saber de tudo, ignorando e desprezando as posições dos semelhantes.

É tudo muito engraçado, mas permitam não participar desse "jogo".

E se você gosta das rodas de discussão, deixo claro que respeito demais.
Aliás, isso faz parte da vida do futebol.
Apenas passo de que maneira eu sou, e que certamente contraria a imensa maioria dos aficionados desse fantástico esporte.

Não acho que esteja na profissão errada, se alguém pensar assim, pois amo o futebol, amo as coisas do esporte.
Vibro no estádio vendo a bola rolar.
Estou sempre ligado no noticiário.

Mas discutir.......

BOA SEMANA

Semana começando e várias atrações interessantes no futebol.

Libertadores com o Fluminense em campo diante do Argentinos Jrs.
Seleção de Mano Menezes pegando a França em Paris.
Amistosos pelo mundo, como por exemplo, Alemanha x Itália, Argentina x Portugal, Espanha x Colômbia.
Nossa seleção sub-20 na reta de chegada valendo vagas para Londres-2012 e o Mundial do meio do ano na Colômbia.

Muita coisa boa pra se ver.

Além dos estaduais com seus gostos e sabores domésticos.

sábado, 5 de fevereiro de 2011

ALTA PERICULOSIDADE NO PACAEMBU

Altamente preocupante o clássico Palmeiras x Corinthians neste domingo no Pacaembu.

A eliminação do Alvinegro na Libertadores e as manifestações da torcida corintiana sinalizam alta periculosidade para o jogo deste domingo diante do velho rival.

Somando-se a ira da massa com a má fase do Timão, mais a rixa histórica com a galera alviverde, não dá pra esperar tranquilidade e paz no Pacaembu, infelizmente.

Não se trata de terrorismo de minha parte, absolutamente, mas é que o histórico nos leva a alertar e a ficar preocupado com a jornada.

Talvez nem tenhamos problemas e incidentes dentro do estádio, mas lá fora a coisa pode se complicar.
Eu, por exemplo, não levaria filhos, sobrinhos ou netos ao Pacaembu neste domingo.
Melhor prevenir.

Os desmiolados "de sempre" adoram esses momentos para botar pra fora seus instintos animalescos. Agem irracionalmente, despejam ira às toneladas e provocam tumulto social, sem qualquer constrangimento.

Gostaria imensamente que logo após o clássico eu fosse advertido de que errei, e de que me precipitei no prognóstico, mas infelizmente penso que isto não acontecerá.

O jogo deste domingo, diante das circunstâncias, é um "prato cheio" para os baderneiros.

Enquanto isso, a turma da paz se vê ameaçada no seu direito de frequentar locais públicos e apreciar os espetáculos esportivos.
Uma pena.

Quanto ao jogo em si, tudo indica que o Palmeiras é o favorito, mas eu não entro nessa.
O futebol, nessas horas, adora aprontar.
O imponderável é fanático por aparecer nos momentos aparentemente fáceis de leitura de apostas.

Mas vamos conferir.

Estarei no PFC com os amigos Carlos Eduardo Lino, Alexandre Oliveira e Edgar Alencar.

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

MEU FIM DE SEMANA

Sábado estarei transmitindo pelo PFC, sete e meia da noite, Americana x Oeste, pelo Paulistão, direto do estádio Décio Vitta.

Ainda não vi o "novo" DV, totalmente reformado pela Prefeitura de Americana.

Eu, Carlos Lino e Daniel Dias aos microfones do PFC.

- - - - - - - - - - -

Domingo vou ao Pacaembu.

Palmeiras x Corinthians, cinco da tarde, também no PFC.

Comigo na missão, Carlos Eduardo Lino, Carlos Cereto e Alexandre Oliveira.

Será o jogo de número 1000 do Verdão no estádio Paulo Machado de Carvalho.

Palmeiras vem de cinco vitórias seguidas.

Timão em ebulição e sem vencer há cinco partidas.

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

FUTEBOL É APENAS UM ESPORTE

Seria uma maravilha se o futebol fosse visto mais como uma diversão, um entretenimento, do que propriamente como competição.

É evidente que toda competição precisa ter um fundo, um objetivo.
Na vida se busca a vitória.
Mas o acirramento das emoções é que me incomoda.

Alguém se identificar com um clube é muito natural.
Felizmente assim o é.
Porém, o envolvimento exacerbado das pessoas com os clubes e com os resultados é que precisaria ser revisto.

Há pessoas que colocam o futebol como a "coisa" mais importante de suas vidas.
E todos sabemos que isto não é verdade.
Antes do futebol há uma série de "coisas" importantes, como a saúde, a família, o trabalho, os estudos, o respeito ao semelhante.

Na lista dos entretenimentos talvez o futebol entre em primeiro, para muita gente.

Há pessoas que não se identificam com esse esporte e devemos respeitar.

Sempre procurei me policiar quanto a gostar muito de futebol.
Acho ridículo perder a razão ou amizades por causa desse esporte.
A finalidade dele existir, na verdade, não é essa.

As brincadeiras, as gozações saudáveis, as apostas, tudo é perfeitamente válido.
A rivalidade é que faz o futebol se manter.
É óbvio que sim.
Mas quando as coisas se voltam para o "irracional" ou o selvagem, é preciso buscar ajuda psicológica com bons profissionais da área.

Sei que a minha tese é fraca ou um grão de areia no deserto, mas é preciso alertar para os excessos de comportamento quando o assunto é esporte.
Que tomemos cuidados especiais com as crianças que agora tomam os primeiros contatos com o futebol.

Fomentar o fanatismo nos mais jovens é um risco grande.
Podemos estar incrementando desvios de personalidade.
É preciso incutir na cabeça das crianças que o futebol é APENAS UM ESPORTE.
Perder e ganhar fazem parte de um contexto competitivo.
Um dia se perde. Noutro, se ganha.
É a roda da vida, também.

Por isso, o papel importante e vital dos pais e tutores junto aos meninos que começam a se "apaixonar" pelo magnetismo do futebol.

Pensemos nisso tudo.

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

QUINTA EM SÃO CAETANO

Depois de alguns dias folgando após a maratoninha da Copa SP de juniores, nesta quinta-feira volto a transmitir pelo canal Sportv.

O jogo é no Anacleto Campanella, nove da noite, entre São Caetano e Grêmio Prudente.
É o encontro do penúltimo colocado(SC) com o lanterna do Paulistão.

Duas equipes que ainda não venceram no campeonato.

Estarei na jornada com Carlos Eduardo Lino, Carlos Cereto e Alexandre Oliveira.

Sexta rodada do estadual paulista.