quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

FELIZ 2011 !!!!

Amigos e amigas.

Transição de 2010 para 2011, expectativas, ansiedade, projetos, esperança renovada, tristeza por algumas perdas, reflexões gerais.

É hora de balanço interior.

Na próxima semana muita gente voltará ao batente. É o meu caso.
À partir de terça-feira, dia 4 de janeiro, já estarei ocupado na cobertura da Copa SP de futebol júnior.
Festa da garotada sub-20 e movimentação intensa de empresários e procuradores nesse rico mercado esportivo.

Novos tempos e temos que entender e aceitar a atualidade, ainda que não concordando com os rumos que o futebol tem tomado na sua base formadora.
Mas é assim que está virando...

Que todos tenham uma passagem de ano tranquila e pacífica, onde o coração esteja aberto para receber as boas energias que vêm do Universo.
Virada de ano não é apenas virada de calendário. Os mananciais cósmicos, inesgotáveis, são canalizados para o nosso gracioso planeta nessas horas.
Devemos estar abertos para recebe-los.

Boa Passagem, amigos!
Otimismo, acima de tudo.
Esperança renovada.

FELIZ 2011!!!

sábado, 25 de dezembro de 2010

ESTAMOS NUM "B B B" TERRENO

Aprendi - e tenho convicção - que nada começou por aqui e nada termina nesse nosso planeta.

O planeta Terra, assim como tantos outros, e zilhares que nem conhecemos, todos fazem parte de um Grande Contexto Cósmico.

A Terra é uma formiguinha no Universo. Importante, claro, mas apenas um pequeno grão.

Sem querermos pensar muito e acreditando em nossas parcas conclusões, ficamos a acreditar que nada mais existe além da nossa visão e da nossa limitadíssima percepção.
Assinamos um atestado de ignorância e de soberba, com essa visão.

Somos pequenos passageiros do Tempo.
Somos inquilinos do planeta.
Temos um papel importantíssimo nessa passagem, mas insistimos em achar que tudo sabemos e que tudo foi descoberto por aqui.

Há, sim, um GCC - Grande Computador Cósmico - que a tudo registra.
Estamos participando de um BBB terreno.
Há cameras por todos os lados e que não detetamos.
Pena daquele que pensa em FAZER e não ser FILMADO.

Por tudo isso é que precisamos pensar seriamente em agirmos com inteligencia, respeito ao semelhante, proteção ao planeta, educação em todos os sentidos.
Crescer nas atividades profissionais, SIM, mas principalmente progredir interiormente.
Daqui levamos os conhecimentos adquiridos, mas ESPECIALMENTE o progresso espiritual, aquele que é eterno, indestrutível.

Perdemos tempo com bobagens terrenas. Disputas inúteis. Teimosias absurdas.
Acabamos por esquecer o PRINCIPAL, ou seja, o crescimento interior.
Não nos preocupamos com os verdadeiros DIPLOMAS, quais sejam, os morais e espirituais.

Mas sempre é tempo de ACORDAR.

Vamos despertar para as verdadeiras necessidades?

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

BALANÇO FINAL

Amigos.

Paradinha pro final de ano.

Obrigado a todos os que pelo menos deram uma espiadinha no blog neste 2010 que está acabando.

Trata-se de um espaço despretensioso, sem compromissos maiores com temas e opiniões.

Gostaria de me dedicar mais ao blog, com ilustrações, links de tantos amigos e jornalistas importantes, mas confesso minha impotência e fico devendo.

Que os dias festivos - não muito para tantas pessoas - sejam de paz, harmonia e muita reflexão.

Natal e Virada servem para refletirmos sobre a vida e a nossa participação nela.

Hora de balanço interior. Consulta íntima. Conclusões. Aprovações e reprovações.

FELIZ NATAL!!!!!

OTIMO 2011!!!!!

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

OS NOVOS CAMPEÕES BRASILEIROS

Um dezembro agitado.

A zebraça da derrota do Internacional para o Mazembe do Congo.

O reconhecimento dos titulos nacionais entre 1959 e 1970 nos torneios que envolviam os principais clubes do País, ou quase todos.

As discussões sobre se é justo esse reconhecimento oficial por parte da CBF.

As rivalidades exarcebadas com o "novo" ranking de conquistas.

O grande e histórico tropeço do Inter no Mundial faz parte das aprontadas do futebol.
Vez ou outra um grande favorito é desbancado de seu pedestal técnico e de favoritismo.
Já tivemos tantas surpresas nesse esporte da bola.
Foi mais uma, apenas.

A CBF reconhecendo os titulos entre o periodo de 59 a 70 nas taças e torneios que aconteceram nesse espaço de tempo, é apenas um pedido atendido de muita gente que cuida da história do futebol.
Muitos clubes também queriam agregar os titulos ganhos naquela época, casos de Bahia, Palmeiras, Santos, Fluminense, Botafogo.

Na prática nada muda.
Serve para as discussões entre os torcedores.
Serve para aqueles programas de rádio e televisão onde é preciso discutir assuntos polemicos e preencher o espaço da grade.

Não dá para encher uma avenida com festa, passeata ou carreata.

Titulos são comemorados na hora quente da conquista, no calor do resultado.
As lágrimas de emoção têm de brotar no ato do evento.
Assim que é gostoso.
É assim que vira.

As estatísticas existem, são importantes, registram os números da história do futebol, apontam este ou aquele dado relevante, mas comemorar décadas depois é algo muito frio, inócuo.

Que me perdoem os mais apaixonados e que festejam - ou não - o novo ranking do futebol, mas é a minha posição.

Gosto de futebol, vivo nessa área há mais de 40 anos, mas sou frio em determinadas coisas que ocorrem nele.
Este fato atual do reconhecimento dos ganhadores entre 1959 e 1970 não me abalou.

E particularmente teria razões para comemorar o lance da CBF, pois entre Palmeiras e Santos está o time que mexia com as minha emoções até uns 20 anos atrás.
Hoje vejo o futebol diferentemente, sem paixão clubistica, porém com outro tipo de sensibilidade.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

TRISTE JORNADA EM AVELLANEDA

No último dia 8 estivemos na Argentina transmitindo - ou tentando transmitir - a final da Copa Sulamericana entre Independiente e Goiás.

Conto esse fato para que todos entendam como funciona uma transmissão de televisão fora do País.

Sempre se depende da empresa geradora do local onde acontece o evento.

Leva-se aqui do Brasil um pessoal de apoio, mas a geração das imagens e a produção do áudio são de responsabilidade da empresa contratada lá fora.

O que passamos em Avellaneda no último dia 8 é digno de registro ( registro negativo, obviamente ).

Condições básicas de áudio não nos foram oferecidas desde os primeiros momentos da jornada.
Além da incompetência dos argentinos, tivemos também o desdém e a arrogância de los hermanos para com o nosso time de trabalho.
Algo terrível e que jamais constatei em transmissões fora do País.

O grau de tensão e de descontrole foi tamanho, que todos nós nos desconcentramos por completo.

Uma transmissão se resume em tranquilidade, concentração, boas condições técnicas de áudio e vídeo, para que o melhor seja oferecido, dentro das limitações naturais de cada um, obviamente.

Fizemos um "voo cego", na linguagem das transmissões.

Não tínhamos fones de ouvidos, eram pequenas auriculares que não se fixavam em nossos ouvidos. Ruidos intermitentes, chiados, estáticas, tudo de anormal.

Resultado?
O amigo Eduardo Moreno teve que assumir a transmissão em várias oportunidades, com a competência de sempre, é claro, direto da Globosat/Rio.

E quando éramos chamados a intervir, estávamos completamente fora de ritmo, desligados da continuidade.

Nossos repórteres praticamente não participaram, por questões técnicas.
O querido Lino trocou o nome do Independiente por Estudiantes algumas vezes.
Eu cantei o terceiro gol do time argentino como se fosse o 2 a 2. E na verdade, era 3 a 1 para o Independiente.
Só para exemplificar nossa desconcentração.

E o trabalho de vestiários após a partida foi comprometido, embora Ivan Andrade e André Hernan fizéssem o impossivel para registrar as falas dos envolvidos no jogo.

Isso está sendo contado não para justificar as nossas falhas, mas para que todos saibam como é fazer uma jornada fora do Brasil.
Lá fora eles não chegam aos pés dos profissionais das operadoras e geradoras brasileiras, no campo técnico.

Fechamos 2010 em transmissões ( eu, Lino, Ivan e André ) da pior maneira possivel.
Pedido de desculpas aos queridos assinantes do Sportv é muito pouco.

Deixamos o estádio cabisbaixos e revoltados com a falta de profissionalismo dos técnicos argentinos.

Triste jornada para nós.

Além da derrota do Goiás, é claro, representante brasileiro nas finais.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

A ÚLTIMA DO ANO

Quarta-feira faço minha última transmissão neste 2010.

Eu. Lino, Ivan Andrade e André Hernan estaremos em Goiás x Independiente, decidindo o titulo da Sul-Americana.

O jogo é em Avellaneda às 9 da noite (horário argentino). Dez da noite/Brasilia.

Já no dia seguinte iniciarei meu periodo de férias, retornando em janeiro.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

FIM DE SEMANA DE FOLGA

Estou fora da escala do fim de semana.

Na quarta-feira, dia 8, transmito a decisão da Sul-Americana, Independiente x Goiás, ao lado dos amigos Carlos Lino, Ivan Andrade e André Hernan, ao vivo do estádio Libertadores da América, no municipio de Avellaneda, ao lado de Buenos Aires.

O jogo é às 10 da noite, horário de Brasilia, nove da noite na Argentina.

No dia seguinte à decisão entro em periodo de férias, voltando em janeiro.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

ARENA SPORTV

Na impossibilidade de Mauricio Noriega apresentar o ARENA SPORTV nesta sexta-feira, estarei substituindo o amigo.

O programa é às duas da tarde, ao vivo dos estúdios da TV Globo/SP.

Direção de Carlos Cereto, produção de Laura Fonseca e equipe.

Ainda não sei quais serão os convidados, mas normalmente os personagens são sempre interessantes, atraentes no conteúdo.

Até lá.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

CHOVE EM GOIÂNIA

Já estou na capital de Goiás.

Calor e chuva.

Expectativa de 30 mil pessoas no Serra Dourada à noite.

Goiás pega o Independiente de Avellaneda, sete vezes campeão da Libertadores e duas vezes campeão mundial.
Mas faz muito tempo que não decide nada. Desde 1995.

No campeonato argentino o Independiente está muito mal colocado.
A torcida "roja" ( vermelha ) anda azeda com o time, mas acredita nesse titulo da Sul-Americana diante do Goiás.

O árbitro é paraguaio, Carlos Torres.

O alviverde goiano busca a primeira conquista internacional e acredita em Rafael Moura, artilheiro da Sul-Americana, e que estaria sendo pretendido pelo Palmeiras.

O jogo de hoje é as 21:50 ao vivo no Sportv.
Eu, Carlos Eduardo Lino, Ivan Andrade e André Hernan na transmissão.