segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

PROPAGAR A VIOLÊNCIA. ATITUDE INFELIZ.

Condena-se muito declarações tidas como POLITICAMENTE CORRETAS nos dias de hoje.

Muitos de nós gostam de autenticidade nas tomadas de posição e também entendo que é o mais indicado.

Porém, atualmente, e do jeito que está o mundo com as pessoas sem qualquer tolerância, paciência e discernimento, é perigoso para a sociedade que se façam declarações autênticas em alguns casos.

Recentemente um jogador voltou para atuar no Brasil e disparou que se precisar ser violento em campo não pensará duas vezes, e que não se arrepende de quando agiu com truculência na sua atividade.

Se por um lado isto denota sua personalidade e seu temperamento, de outra maneira colabora para incitar cabecinhas despreparadas que certamente abraçarão a "filosofia" do atleta e passarão a agir destemperadamente aumentando o grau de violência em nosso ambiente.

Pessoas famosas precisam ter equilíbrio nas ações e declarações, pois são exemplos para muita gente e podem acabar contribuindo negativamente com seus arroubos de autenticidade.

O futebol é muito forte através de seus ícones e as pessoas se guiam pelos comportamentos de seus ídolos.
Tudo o que pudermos dar em contribuição ao Mundo para que contenhamos a forte onda de violência que vivemos, será importante.

As vezes se utilizar de declarações contidas, cautelosas, bem pensadas, ajuda bastante na sonhada contenção da intolerância que presenciamos a cada minuto e que no mais das vezes somos vítimas.

O tal jogador a que me refiro bem que podia ter evitado jogar mais lenha nessa fogueira que só faz vitimas e vitimas à cada dia, pois a violência é o grande atestado da incompetência em resolver as questões através do diálogo e da inteligência.






Nenhum comentário:

Postar um comentário