segunda-feira, 28 de novembro de 2016

O FUTEBOL EM SEU DEVIDO LUGAR.

Tem maior imbecilidade alguém cometer violência por causa de futebol?

Continuo me indignando com o desequilíbrio das pessoas em relação a questões futebolísticas.

Quanta falta de equilíbrio, discernimento, respeito e conhecimento do verdadeiro valor da vida.

Esporte é lazer.
É também competitivo, mas na sua essência ele existe para distrair, descontrair, espairecer, estabelecer um bem estar interior.

Perder ou vencer é consequência do embate técnico.

Nada mais do que isso.

Precisamos cada vez mais valorizar as nossas vidas e as vidas de nossos circunstantes, seja família, rol de amigos, ambiente de trabalho e etc.

É uma grande estupidez perder amizades, rivalizar com familiares e tudo mais, por causa de uma partida de futebol.

Quantos relacionamentos e vidas já foram perdidos por causa dessa grande bobagem.

Não consigo digerir o fato de pessoas abraçarem o futebol como a coisa mais importante.
Agir assim é desprezar bens muito mais valiosos, como a saúde, a família, o trabalho, a educação e a cultura.

Não é proibido gostar desse esporte e de uma agremiação.
É claro que não.

O que assusta é a prioridade total que se dá ao futebol e o quanto algumas pessoas se perdem no comportamento social.

Sei também o quanto é inócua e ineficaz essa abordagem nessa publicação, mas é quase impossível ficarmos calados diante de tantas atrocidades que assistimos cotidianamente.

Confesso que já desestimulei muita gente em relação a priorizarem o futebol em suas vidas.
Não é inteligente agir assim.

E é bom dizer que nas imbecilidades da violência em virtude do futebol todas as classes sociais são incluídas.
Com estudos ou sem estudos, com diplomas ou sem diplomas, o desequilibrio acontece.

O que posso dizer é que nos distanciemos daqueles que ofereçam perigo à nossa inteligência e à nossa integridade física.


















Nenhum comentário:

Postar um comentário