domingo, 23 de outubro de 2016

O REI DO FUTEBOL

76 anos de Edson Arantes do Nascimento.
Mais ou menos 60 anos de Pelé.

Do Edson nada a dizer pois é algo pessoal.
De Pelé, MUITO A ESCREVER.

Ele foi fantástico e isso é indiscutível.

Gênio do futebol.

O menino apareceu na Vila Belmiro e de pronto encantou a todos.

Sua chegada à Seleção foi rapidíssima.
E o Brasil agradece, porque não tivesse ido ele à Copa da Suécia em 1958 a história seria bem diferente e talvez não muito gloriosa para o nosso futebol.

Na época falava-se que Pelé era muito novo, imaturo e que tremeria diante dos adversários.

Mas o nascido em Três Corações estava muito além do que se imaginava, já era adulto para as peripécias do futebol.
Entrou no Mundial de 58 e arrasou, encantou o Planeta.

Pelé nasceu para jogar bola.
Todos os atributos foram colocados nele para a prática do futebol.
Preparo físico, talento, improviso, personalidade, muita técnica.

Falar de Pelé jogando bola não é ser do time dos saudosistas e valorizar em demasia o passado.
Falar de Pelé é ser justo com a história que ele escreveu com a bola nos pés, na cabeça, no peito.

Orgulho do Brasil.

Até hoje, e sempre, lembrado como o Rei do Futebol.


Nenhum comentário:

Postar um comentário