sexta-feira, 10 de junho de 2016

RANDAL JULIANO, UM MESTRE DA COMUNICAÇÃO.

Registrei os 10 anos da morte física de Fiori Gigliotte e quero também falar de um outro mestre da comunicação que faleceu em junho de 2006.

Dois dias depois da partida de Fiori morria em São Paulo, RANDAL JULIANO.

Randal fez de tudo no rádio e na televisão.

Era inteligente, talentoso, culto.

Tive o privilégio de conviver com Randal nos tempos de rádio.
Eu na Gazeta e ele na Jovem Pan.

Fizemos muitas viagens juntos e sempre conversávamos bastante.

Randal comentava futebol, escrevia sobre a vida e o futebol, era muito crítico em relação a tudo, pois sua cultura e inteligência eram de grande amplitude.

A comunicação deve muito a ele.
Contribuiu brilhantemente, sempre.

Fica a saudade, fica a história do mestre RANDAL.






Nenhum comentário:

Postar um comentário