sábado, 4 de junho de 2016

O GÊNIO FIORI!

Quarta-feira, dia 8, serão 10 anos da morte física de FIORI GIGLIOTTE.

Véspera da abertura da Copa do Mundo de 2006.

Doce figura, além do extraordinário comunicador.
Caipira do interior paulista, como ele mesmo se rotulava, Fiori narrava as partidas de futebol com doçura, poesia, romantismo, era mágico na formulação das frases.

Em suas palestras dava ênfase às coisas da vida, do amor ao próximo e à necessidade de todos terem muita fé, não importando em qual religião.
Ele emocionava com suas palavras, eloquência, com lições de viver.

As transmissões de Fiori eram como um mantra para os fãs e também aos jovens que sonhavam narrar futebol um dia.

Privei da amizade do mestre.
Trabalhei com ele na Rádio Bandeirantes/SP entre 1980 e 1984.
Fiori prezava muito seus admiradores e jamais negou um sorriso, um autógrafo, uma foto sequer.

Recebeu dezenas e dezenas de títulos como "Cidadão" em municípios brasileiros.
Fazia todos os esforços para comparecer aos eventos onde era convidado.
Dificilmente deixava de comparecer.
Ele tinha um compromisso de fidelidade com quem o admirava.

Falei pelo telefone com ele cerca de 20 dias antes de sua partida.

Batemos um longo papo e o velho mestre já reclamava de muitas dores nas costas.
Me informava de vários exames que faria para detetar o problema.

Foi tudo muito rápido.
A doença já estava em estado avançado e a medicina pouco pode fazer.

Ele nos deixou mas o legado moral foi grande.
Para a história do rádio esportivo, um ícone.

Recentemente sua grande companheira, dona Adelaide, também deixou o Plano Físico.
Fizeram uma rica parceria nessa passagem terrena.

Rendo todas as homenagens.
Fui amigo, seu fã, e é claro que continuarei a se-lo.

Em todas as atividades há os excelentes profissionais e há também os gênios.

Fiori foi um GÊNIO!










Nenhum comentário:

Postar um comentário