domingo, 17 de abril de 2016

2 ANOS SEM LUCIANO

Nesta terça, dia 19, vou a Porto Alegre transmitir Grêmio x Toluca pela Libertadores.

Nesse dia 19 fará 2 anos da morte física do amigo/irmão LUCIANO DO VALLE.

E nesse 19 de abril de 2014 eu estava exatamente em Porto Alegre para a primeira rodada do Brasileirão daquele ano.

Faltava pouco para o início da Copa do Mundo.

Faltava pouco mais de uma hora para começar a nossa transmissão e na cabine eu fazia anotações e trocava idéias com o amigo Juliano Belletti, comentarista da jornada.

No carro gerador das imagens o coordenador Idival Marcusso me dava o seguinte recado: "Jota, tem uma notícia aqui que o Luciano faleceu".

E ele completou que Luciano estava voando para Uberlândia onde no dia seguinte transmitiria pela Band a abertura do Brasileirão.

Imediatamente não quis acreditar na notícia e peguei o celular para ligar ao Luciano.

Deu caixa postal várias vezes.

Veio o frio na barriga e a certeza de que era verdade.

Idival confirmou logo depois.

Respirei fundo, fui consultado pela direção se tinha condições de narrar a partida.
Na verdade eu não sabia se teria plenas condições de fazer o trabalho, mas disse que SIM.

E coube a mim na abertura dos trabalhos informar a morte de Luciano do Valle e dizer algumas palavras sobre ele e meu relacionamento pessoal e profissional com ele.

Foi no início dos anos 80 que comecei a manter relação de amizade com Luciano.
E a partir do final de 1983 passei a trabalhar na sua equipe SHOW DO ESPORTE.

Fui até janeiro de 1999 na Band.

Mas mesmo depois de deixar a emissora do Morumbi o nosso relacionamento prosseguiu, de amizade, admiração mútua, respeito pleno.

Portanto, nesse 19 de abril de 2016, volto ao palco onde recebi uma das notícias mais tristes da minha vida, a perda de um querido amigo.

Dois anos sem um dos maiores comunicadores esportivos do Brasil, além do vitorioso empresário que foi.

Luciano tinha um enorme coração, mesmo quando as agruras da vida o obrigavam a ser duro, contundente, frio em algumas decisões.

Mas quem o conheceu profundamente sabe do quanto ele era bom, justo, leal.

De minha parte, o grande Luciano do Valle sempre será lembrado positivamente e sempre merecerá as minhas homenagens.










Nenhum comentário:

Postar um comentário