terça-feira, 16 de junho de 2015

COPA DE 98

Lembrando de Zito na Copa de 1998 atuando como convidado nos comentários, voltei no tempo e comecei a recordar aquela nossa equipe Band, a última sob o comando de Luciano do Valle como diretor/comandante.

No final daquele ano, logo após a Copa, a equipe de esportes da emissora passou por grande reformulação com a chegada da Traffic, de Jota Háwilla, e a maioria dos profissionais acabou deixando a casa.

Nosso time de narradores na França tinha Nivaldo Prieto, Marco Antonio, Silvio Luís e eu, além é claro de Luciano do Valle.

As opiniões ficavam por conta de Juarez Soares, João Zanforlim, Gerson(canhota), Rivellino, Bobô e Zito.

No bar do hotel em que ficamos hospedados, todo final de noite o mestre Armando Nogueira reunia Zózimo(colunista social), Paulo Henrique Amorim, o escritor João Ubaldo Ribeiro e outros convidados especiais para um bate-papo de encerrar o expediente diário.

Também naquela Copa a Band tinha um convênio com a TAM e um jatinho estava à disposição da equipe para jogos fora de Paris, como em Marselha, por exemplo, a sede mais distante da capital.
* isso já tinha acontecido nos Mundiais de 1986, 1990 e 1994.

Muitas viagens eram feitas também de trem ao interior francês para as transmissões.

Numa dessas viagens ferroviárias eu estava com o grande Zito e vendo as pastagens francesas e o gado, ele comentava a situação global e a febre que ocorria no Brasil com a empresa Boi Gordo.
Mestre Zito antecipou que uma hora a Boi Gordo ia quebrar e deixar muita gente na mão.
Não deu outra.
Ano e meio depois, a empresa faliu.

Lembro que no hotel estava também o time da Globo e em todos os apartamentos havia a programação da emissora em tempo real.

Daquele grupo, vários amigos e companheiros já deixaram o Plano Físico, como o mestre Armando, Zózimo, João Ubaldo, Marco Antonio, Luciano do Valle e agora Zito.

Trabalhando nos bastidores, também já partiram os queridos Mário Marcos Girello e Paulo Matiussi.

O tempo vai passando e continuamos a contar histórias e a lembrar de grandes momentos, e de queridos companheiros.
Além da grande saudade dos que já foram para Outras Jornadas.

















Nenhum comentário:

Postar um comentário