segunda-feira, 8 de junho de 2015

CANTINHO DE SAUDADE

Já são 9 anos da morte física de FIORI GIGLIOTTE.

Era véspera da abertura de mais uma Copa do Mundo e a comunicação esportiva perdia um dos seus maiores talentos.

Caipira do interior - e disso ele muito se orgulhava - Fiori se projetou como um locutor esportivo da maior qualidade.

Voz agradável, limpa, melodiosa, mestre Fiori chegou à São Paulo e ocupou o seu espaço de maneira brilhante.

Ele tinha o dom de emocionar, fosse narrando futebol, fosse falando da vida, do amor e dos sentimentos humanos.

Em quantas e quantas palestras Fiori fez as pessoas derramar lágrimas com as suas mensagens que tocavam o coração e a alma.

Simples de coração, ele jamais deixou de atender a quem quer que o procurasse.

Fiori tinha a maior intimidade com as palavras.
Formava frases perfeitas, criticava com respeito, analisava com ética plena.

E com a bola rolando foi excepcional.
Quantos momentos de ouro do futebol ele narrou.

Fiori, ser humano, nota DEZ.
Amável, cordial, sempre solícito, um gentleman.

Honesto.
Leal nas amizades.
Profissional na essência da acepção.

Ele continua deixando saudade.

Foi companheiro de trabalho, foi um dileto amigo, foi parceiro em vários projetos.

E assim como ele dizia nas suas inesquecíveis cronicas, deixa encrustada a sua passagem pelo planeta no nosso CANTINHO DE SAUDADE.......



















Um comentário: