domingo, 20 de abril de 2014

ATÉ UM DIA, MESTRE!!!

Há pessoas que entram nas nossas vidas e ficam perpetuadas em nossos corações.

Felizmente, tenho muitas na minha história.

Uma das mais importantes e especiais: LUCIANO DO VALLE.

Logo à partir de nossos primeiros contatos pessoais, final dos anos 70 nas viagens de trabalho, identifiquei nele um ser especial, diferente.
E como se diz popularmente, nossos santos bateram.
Começou ali uma amizade muito forte, indestrutível.

Quis o "destino" que além da relação de simpatia e respeito, fossemos trabalhar juntos.

Luciano chegando à Bandeirantes no final de 1983 me convidou a fazer parte do seu time na composição do SHOW DO ESPORTE.
Eu estava trabalhando no rádio Bandeirantes mas havia feito os Jogos Pan-americanos de Caracas daquele ano pela tevê.

E à partir de então passamos a conviver mais diretamente, trabalhando na mesma equipe, a equipe comandada por ele.

Luciano, além do grande comunicador, tinha a virtude de ser extremamente humano.
Tinha mão forte quando necessário nas decisões importantes, mas sempre com um toque de doçura e de respeito ao ser humano.

Quem conheceu Luciano mais intimamente, sabe do que estou falando.

Fiz com ele Copas e Olimpíadas, mas principalmente o grande evento: a celebração da nossa fiel e grande amizade.

Ultimamente tivemos mais contatos.
Até parece que sabíamos que a despedida estava próxima.
Ainda tenho no meu celular o registro de suas mensagens carinhosas sempre antes das minhas transmissões, especialmente do voleibol, que ele tanto amava.

Luciano recentemente havia perdido seu pai e me confidenciava a tristeza pelo ocorrido.
Remexendo papéis e documentos do "seu Rubens" ( seu pai ) viu recortes de jornais sobre sua carreira e que jamais soube disso.
O pai, fã do filho.
O filho, eterno fã do pai.

Morreu Luciano do Valle.
Morreu um pouco da comunicação esportiva brasileira.
Morreu um dos maiores empreendedores do esporte.

Morreu um amigo/irmão.

O carinho e o respeito de um para o outro jamais morrerão.

Até um dia, mestre!





5 comentários:

  1. Caro Jota, tenho feito passagens bissextas por seu blog, em virtude da correria do dia a dia. No sábado, estava sozinho em casa quando soube da morte do Luciano do Valle. Eu não sabia que gostava tanto dele assim. Comecei a lembrar de vários momentos marcantes de minha infância e adolescência, e me emocionava a cada lembrança. Pensei em como certas pessoas receberiam a notícia. O Neto, você, o Azenha, a Silvia, enfim, várias pessoas que passaram profissionalmente pela vida dele. Era impossível não me emocionar. Me veio na cabeça a lembrança das partidas de sinuca que eu via, sem entender nada, ao lado de meu pai, lá pelos idos de 1984. As várias ligações que fiz pro (11) 533.6333 e 843.6333 pra tentar ganhar prêmios no Show do Esporte. Os vários momentos históricos, que foram descritos com a voz do Luciano. No fim do jornal da Band, ainda sozinho por aqui, me levantei e bati palmas. Sozinho. Chorando. Minhas duas cachorras me olhando, me achando um louco sem noção. Talvez até seja. Mas não tinha outra maneira de (tentar) homenagear o Luciano. Eu não sabia, muito menos ele, que nem me conhecia, que eu perdi um amigo. E, enquanto posso, agradeço a você por esse espaço, onde posso falar tudo isso e, principalmente, para te agradecer também por tantos momentos felizes que dá pra gente, simples telespectadores. Te agradecer, Jota, pelas partidas de vôlei que você narra, deixando minha mãe feliz com tamanha empolgação (ela não perde um jogo dos times de Campinas). É isso. Desculpe o texto longo, mais uma vez. O texto era pra falar do Luciano do Valle, mas isso é pra você também: obrigado MESMO. Vocês não tem noção de como fazem o nosso dia a dia mais felizes, mais alegres. Obrigado, Luciano. Obrigado, Jota.

    Grande abraço,

    Rodrigo.

    ResponderExcluir
  2. Rodrigo, belo depoimento, amigo.
    Agradeço em meu nome e em nome do querido Luciano (sempre na nossa memória).
    Dê um abraço na mamãe, por favor. Que lega ela gostar do vôlei.

    abraço
    jota júnior

    ResponderExcluir
  3. Obrigado, Jota. Seu abraço será transmitido, e ela ficará feliz!

    Rodrigo

    ResponderExcluir
  4. Falou em narrador sempre me vem em mente, oliveira andrade, jota junior, luciano do valle. sou Fã dos 3, Abraços, Grande perda as vésperas da copa.

    ResponderExcluir
  5. Pra mim a Copa perdeu a graça. Estava ansioso para ver a abertura com a narração de Luciano. Confesso que hoje em dia não acompanho o futebol como antigamente, e quando há algum jogo mais interessante acabo assistindo pelos canais a cabo que temos disponíveis, portanto não priorizo mais a band como fazia antigamente. Mas quando chegava esse momento tão esperado por mim que é a copa do mundo, sem dúvida era Luciano do Valle que me vinha a cabeça. A abertura, jogos do Brasil e de grandes seleções... Fará muita falta... Perdi um ídolo !

    ResponderExcluir