quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

MARCO ANTONIO - PARTE 2

Ainda sobre Marco Antonio Mattos, o Marcão, gostaria de contar mais sobre meu relacionamento pessoal e profissional com o querido e saudoso amigo.

Ele chegou ao time de Luciano do Valle ( Show do Esporte na Band ) por volta de 1985.
Luciano, além de seu amigo, tinha uma grande admiração pelo profissional Marco Antonio.

Um dia me puxou pelo braço nos corredores da Band e disse: "Estou trazendo o Marcão para trabalhar com a gente.  O que você acha? "
Falei para o Luciano que além de ser fã do Marco, teria a honra de trabalhar com ele.
Sensacional!

Dividi com o Marco um apartamento na Copa do Mundo México 86.
Pude, então, conhecer o seu lado humano e companheiro.
Estreitamos a amizade no período em que estivemos trabalhando nesse Mundial.

Em 90 e 94 lá estávamos novamente juntos na equipe da Band, nas Copas.

Estivemos juntos nas Olimpíadas de 1996 em Atlanta.
E depois também na França em 98.

Depois do Mundial da França a Band passou por profunda reformulação em seu departamento de esportes com a chegada da empresa de J.Háwilla.
Um pouco antes, Marco havia sido dispensado, assim como outros companheiros de equipe.
Começava o esvaziamento do time de Luciano do Valle, depois de 15 anos de convivência e de sucesso.
Eu saí em janeiro de 99.

Marcão imediatamente após sua saída da Band foi contratado pela Rede Vida.
Passou a ser a "voz-padrão" da emissora e a transmitir os jogos de futebol.

Trabalhou nas Olimpíadas de 2000 pela ESPN Brasil e foi aquele sucesso total.

Sempre que eu ia a Ribeirão Preto dávamos um jeito de almoçar juntos, pois ele continuava a residir nessa cidade.
Batíamos papos gostosos, saudosos, sempre relacionados ao rádio e à televisão.

Marco é daquelas entidades que passam pela Terra com a alma pura, colhendo amizades e amizades, e deixando um rastro de ótimos exemplos.

Da visão espiritualista, hoje Marco já está em outras atividades nos Planos Acima.
Ninguém morre.  Apenas o corpo físico é que falece.
Assim é a Lei do Universo, independentemente de bandeiras religiosas.

Então, deixamos aqui um ATÉ BREVE ao amigo Marcão.

5 comentários:

  1. Jota

    Fora de casa, em cybers, em máquinas muito ruins vi, depois, que ficou fraco e incompleto o relato acerca de nosso amigo-comum MaM. O dono do Cyber estava querendo fechar a casa e me atropelou. Mas o que vale é a intenção

    Convivi com Marco mais em sua fase radiofônica!
    Em sua fase televisiva, menos, já que, 99% de minha carreira ocorreu em rádio.
    Fiz tv quase sempre fora do esporte em circuitos regionais apresentando -paralelamente ao rádio- jornais falados, apresentando programas de variedades, como jurado de programs de auditório, sempre como bico.

    O Rádio, naquela época, pagava muito mais e só aqueles -nas praças em que trabalhei- que sobravam do rádio é que trabalhavam nas tvs locais.

    Almocei e jantei algumas vezes com o Marco no restaurante Xico da Cafua em BH, já que ele adorava o tipo de comida servido por aquele restaurante.

    Na hora de pagar ele ficava puto porque queria "rachar" a conta, mas como fazer isso se eu tinha permuta com o dono, o Muraí?

    Quando ele coordenou o núcleo paulistano de futebol da rede capital, chamava-me sempre para boletins e outras atividades.

    Certa feita, estando eu em Sampa em visita á rádio, MAM convidou-me para entrar na programação com ele e com os comentaristas da Capital -nessa época eu comentava- entre os quais Avila Machado (onde anda).

    Marco prestigiou-me de tal forma que Hélio Ribeiro desceu até o estúdios para saber quem era aquele comentarista que Marco "acionava" tanto e quanto os comentaristas locais! Foi uma grande honra para mim!

    Enfim Jota, só me resta acrescentar que você é um profissional EXEMPLAR eminentemente classista e amigo dos amigos.

    Marco não é o primeiro e, certamente, não será o último que será honrado por sua crônica construtiva e homenageante (se a palavra não existe, fica criado o neologismo).

    Sua postura ética e profissional é que ainda me alentam nessa aridez que tomou conta de nossa profissão, invadida -indevidamente- por celebridades, ex jogadores e por muitos e (principalmente, muitas que não têm capacidade de puxar fio para profissionais da estirpe de um MARCO ANTONIO.

    Abs Jota

    Se você topar, depois da Copa quando vc for fazer algum jogo em BH, eu o convido para almoçar em minha casa!




    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alcides, que belíssima contribuição você dá à homenagem ao Marcão.
      Quanto ao Ávila Machado, ele faleceu já faz um bom tempo.
      Obrigado pelos elogios.
      Quanto ao convite para o almoço em BH, agradeço e oportunamente combinaremos sim.
      Será um prazer.

      forte abraço.
      jota

      Excluir
  2. Obrigada mais uma vez pelo carinho com meu pai... são 10 anos de muita saudades.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Patricia. Todas as homenagens que fizermos ao seu pai, ainda serão poucas. Espero que vocês estejam bem. beijo na familia.

      jota júnior.

      Excluir