quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

A ELEIÇÃO DOS MELHORES !

Estou concorrendo ao prêmio Ford-Aceesp de melhor narrador em canal fechado juntamente com os amigos Milton Leite e Everaldo Marques.

Entendo que nos finais de temporada é comum ocorrerem votações para a eleição dos melhores "disso ou daquilo".  Absolutamente normal e tradicional.

A Associação dos Cronistas Esportivos de São Paulo, dirigida atualmente pelo dinâmico Luiz Ademar, faz a sua festa de fim de ano há décadas.
E o troféu Ford existe há muito tempo.
Muito mais que a eleição do melhor é a reunião da classe, a confraternização.
Quem ganha o troféu fica feliz, que perde não gosta.  Assim é a vida e a reação das pessoas.

Faz muito tempo que não compareço ao jantar da ACEESP.  Não me lembro a última vez que estive na confraternização da entidade.  Deve fazer mais de 20 anos.
E não compareço por nenhuma picuinha com a associação e muito menos com qualquer dirigente dela.
Me relaciono bem com todos.

Mas é do meu íntimo não gostar de festas, homenagens e coisas do gênero.
Nunca me sinto bem nessas horas.
É muita gente, papos truncados, rodinhas e etc.
Ainda com o importante detalhe:  eu não bebo.
E em não bebendo NADA, jamais entro no clima dos papos, das risadas e das gozações.

Alguns poderão concluir que "é a idade".   Mas no meu caso, mesmo quando jovem já não apreciava essas reuniões festivas.   Agora, então, com o passar dos anos......

Mas essa é apenas uma posição de ordem particular.  Entendo que 99,9% das pessoas gostam de festas, de conversar, trocar idéias, discutir temas e tudo mais.  

Neste ano mais uma vez não irei comparecer, porém preciso agradecer aos colegas que votaram, dando o seu voto de simpatia a esse ou àquele profissional.

Milton é o consagrado narrador e Everaldo um garoto de imenso potencial e que vai conquistando seu espaço brilhantemente no meio.   Duas pessoas com as quais me relaciono muito bem, além de admirá-los pelo talento indiscutível.

Acredito que um deles será o vencedor e desde já parabenizo a ambos seja qual for o desfecho.

Parabéns à classe, que jamais produziu tantos talentos na comunicação esportiva.
Todos mereceriam um troféu.

Os canais fechados têm hoje um padrão de qualidade excepcional nas narrações.

São muitas modalidades, o volume de transmissões, o imediatismo dos eventos, um turbilhão de informações, a responsabilidade de desempenhar o trabalho com retidão e respeito, enfim, um trabalho árduo.










Nenhum comentário:

Postar um comentário