segunda-feira, 25 de novembro de 2013

ELY COIMBRA - 15 ANOS

Não me canso de registrar as datas em que amigos muito queridos deixaram o Mundo Físico, prestando-lhes modestas homenagens com palavras, depoimentos.

Na minha concepção eles continuam vivos.  Ninguém morre, apenas muda de "vestimenta", ou volta às origens, deixando aqui a carcaça física que nos serviu de instrumento para as atividades terrenas.

Não morremos, mudamos de Plano Vibratório.

Mas independentemente de crenças ou de apostas, os amigos queridos que por aqui passaram -  assim como nós estamos passando - merecem ser lembrados.

Nesta passagem do ano rendo homenagens a ELY COIMBRA.

15 anos de seu falecimento físico.

Um cara totalmente do bem.  Sempre disposto a ajudar o semelhante.
Na televisão desempenhou papel dos mais importantes, como repórter que foi e também através da criação do Dente-de-Leite, juntamente com seu grande amigo Roberto Petri.

Tive a honra de trabalhar com Ely em duas emissoras: TV Gazeta e depois na Bandeirantes.
Mas nossa amizade vinha de longe, no convívio das jornadas, viagens, empreitadas mundo afora.

Ele era um cara amável, brincalhão, amoroso com as pessoas.   Cativava, era carismático.

Errou na vida pessoal como TODOS NÓS ERRAMOS, mas não levava no coração mágoas e ressentimentos.
Ao contrário, carregava dentro de si muito amor ao próximo.
Foi mal compreendido em alguns momentos da vida, sofreu com isso, mas soube manter a postura de um cara meigo, dócil, extremamente solidário.

Seu coração era tão bom que não resistiu a alguns contratempos da vida e faleceu precocemente.
Ele nos deixou aos 58 anos de idade e ainda com mil planos a concretizar.
Amava os filhos e netos.

Sou testemunha da sua bondade e caridade.

Um amigo pleno.







Nenhum comentário:

Postar um comentário