domingo, 4 de agosto de 2013

UM TIGRE CENTENÁRIO

Dentre as inúmeras agremiações brasileiras que já comemoraram o centenário e outras que estão vivendo o momento histórico, meu destaque é para o RIO BRANCO DE AMERICANA, o Tigre da Paulista.

Um clube que conheci quando criança na rua Fernando Camargo onde além da sede social havia também o "campo de futebol" do Alvinegro.
Levado pelos tios Primo e Quartilho vi os meus primeiros jogos de futebol no Rio Branco.

Nos final dos anos 50 o Tigre parou com o futebol pois dava prejuízo ( já naquele tempo ).

Mas em quase duas décadas de paralisação do futebol o clube seguiu sua vida social.
Era a referência na cidade e região.  Chegou a ter mais de 10 mil associados.  Em suas festas, bailes e grandes eventos da cidade, o Tigre marcou sua vida que hoje chega ao Centenário.
Quantas pessoas se conheceram no interior do clube, namoraram, casaram e formaram sólidas famílias, hoje tradicionais em Americana.  E seus filhos e netos seguiram a tradição.

O Tigre não comemora 100 anos apenas pelo futebol, mas pela entidade social importante que sempre foi.
Ele foi sucesso também no basquete, futsal, hóquei, voleibol, tênis de mesa....

Com a bola rolando no gramado cumpriu todas as suas metas.  Ganhou titulos importantes na década de 20 enfrentando o poderoso Corinthians. Voltou para brilhar no final da década 70.  Chegou à primeira divisão em 1990 e durante muito tempo enfrentou os grandes Corinthians, São Paulo, Palmeiras, Santos, Guarani, Ponte Preta, de igual para igual no estádio Décio Vitta, o Riobrancão.

O atual momento não é dos melhores, já que assim como a maioria dos clubes brasileiros o mergulho em dívidas quase impagáveis foi inevitável.  Mas o velho Tigre sobrevive, heroicamente.

Merece todas as nossas homenagens.
De Americana, da região, do estado de São Paulo.
Um clube importante no cenário brasileiro.
Ninguém chega aos 100 anos por acaso.

1913 - 2013.
4 de agosto.







Nenhum comentário:

Postar um comentário