quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

MAIS UMA VITIMA

Mês passado, janeiro, transmitia um jogo da Copa São Paulo na cidade de Araras e alguns torcedores de uma uniformizada nas arquibancadas detonavam fogos de artifício.

A fumaça se propagou tão intensamente que quase houve a paralisação do jogo.

Aos microfones do Sportv fiz observações críticas à presença de fogos dentro do estádio, argumentando principalmente sobre o ítem-proibição da entrada desses artefatos em espetáculos esportivos.

Reforcei sobre os efeitos tóxicos desses produtos e da periculosidade de alguém se ferir ao ser atingido por fagulhas ou algo semelhante.

Nas redes sociais fui alvo de severas críticas, xingamentos e muito mais, com algumas pessoas alegando que sou velho, ultrapassado e contra a festa do futebol.

Fui duramente atingido, respeitei a posição desses elementos, mas mantive e mantenho a minha posição quanto à questão.

Para se assistir a um espetáculo esportivo não é necessário, nem factível, colocar a vida das pessoas em risco.
Fogos são comprovadamente perigosos e em qualquer circunstância e situação.
Incontáveis são as vítimas de fogos de artifício no planeta e algumas fatais, como ontem no estádio de Oruro.

Lamento pela morte do menino de 14 anos ontem na Bolívia.
Mais uma vítima da irresponsabilidade que campeia nas arquibancadas e sempre partindo de grupos sobejamente conhecidos de todos nós.

Uma pena que as leis não sejam cumpridas e que daqui a pouco tudo caia no esquecimento, até que outras vitimas surjam.





2 comentários:

  1. Jota
    Sou Corintiano, porem estou até torcendo para que o meu time seja severamente punido, mesmo que seja com a exclusão da Libertadores, os clubes e federações são coniventes com as torcidas organizadas, é previsivel que ocorra uma grande tragédia envolvendo torcedores.Porem será semelhante a tragédia de Santa Maria: somente depois de chorarmos dezenas de mortes é que irão tomar atitudes.
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente mais uma morte ocorreu num ambiente que deveria estar repleto de alegria , acho que na opnião de fã do futebol já esta na hora de todos , envolvidos , clubes , orgãos públicos e torcedores reformularem a concepção de todo contesto que esta inserido uma partida , pra torna se na verdade e unicamente um show um ambiente de descontração de alegria . Desejo muito que todo o caso seja estudo que chegue nos culpados e que os mesmos sejam responsabilizados . Torço que um dia o futebol brasileiro mude e que vire um exemplo de civilidade . Pedro Paulo - Goiânia

    ResponderExcluir