terça-feira, 8 de maio de 2012

O BOLIVAR MERECE TROCO ?

O futebol continua rancoroso e depõe contra a natureza de origem do esporte.

Continuamos acompanhando cenas como aquelas do jogo em La Paz pela Libertadores, onde os policiais precisam compor um escudo para tentar conter os objetos atirados das arquibancadas para o gramado.

Continuamos vendo que clubes negam suas dependências de treinamentos aos adversários estrangeiros, como foi o caso do Vasco agora na Argentina. E em tantas outras oportunidades.

Ouço pessoas esperando "revanche" santista na Vila quinta-feira diante do Bolivar, só porque na primeira partida a delegação peixeira foi hostilizada em La Paz.

Gente, precisamos insistir em modificar esse estado de coisas.
Isso não é civilidade.
Isso não é esporte.
Não é inteligente.

O esporte foi feito para reunir pessoas, confraternizar, unir os povos, além é claro da competição em si, mas que deve se restringir ao aspecto técnico apenas.

Seguimos agindo como irracionais, quando somos os únicos seres viventes no Planeta que raciocinam.  Somos dotados de inteligência e deveriamos aplicá-la em todos os momentos.  Também no esporte.

É horroroso ver cenas de violência, vandalismo, falta de educação nos estádios.
E ainda com muita gente achando normal, invocando tal competição, no caso a Libertadores, dizendo que "é assim mesmo" e que "faz parte do espirito" do evento.

Nada pode justificar a falta de esportividade, de respeito ao próximo.
Nada.

E quando a mídia bate nesse assunto e condena atitudes irracionais de algumas pessoas, clubes, torcidas, aparecem aqueles que se rebelam dizendo que a imprensa quer dar "lições de moral".
Não se trata de lição de moral, mas de repulsa a algo que está totalmente errado.
Se os órgãos de comunicação não abrirem a boca, cometerão a indesejável omissão e também a conivência com a balbúrdia.

Por isso, continuo, sempre que posso aqui do meu simples e modesto espaço, a levantar a minha fraca voz no sentido de não concordar com ações irracionais no esporte.

Dar o troco nos bolivianos, por exemplo, quinta-feira na Vila Belmiro, seria descer ao nível dos desequilibrados que provocaram aquelas cenas deploráveis no jogo de ida.
A melhor resposta é ser educado e receber bem o Bolivar.
Isso é atitude inteligente, coerente com a boa educação e cultura.





2 comentários:

  1. Jota, o melhor troco é uma goleada do SANTOS nesse time da bolivia!!

    ResponderExcluir
  2. Você está certo em tudo isso ,mas infelizmente aqui no Brasil as cvoisas funcionam na base do toma lá da cá.

    ResponderExcluir