segunda-feira, 5 de setembro de 2011

FAIRPLAY TOTAL

Já percebeu que somente os jogadores têm praticado o fairplay?

Hoje é comum, normal, um jogador colocar a bola pra fora de campo ao perceber que o adversário está caido e precisando de atendimento médico.

Mas entendo que esse fairplay deveria ser praticado também pelos treinadores e dirigentes, quando de suas entrevistas, declarações.

O que vemos são os treinadores justificando suas derrotas em cima de erros de arbitragens e jamais enaltecendo os méritos do adversário. Percebeu?

Outra coisa. Dificilmente, raramente, temos elogios aos árbitros, que tanto são malhados nas rodadas.
Acho justo e honesto que os envolvidos num espetáculo esportivo sejam elogiados quando atuam bem.

Aliás, quando pintam elogios aos apitadores, são oportunistas.
Oportunistas no sentido de que apenas os vencedores dos jogos o fazem.
E às vezes, nem o fazem. Apenas poupam os juizes de criticas.

Portanto, o fairplay precisa ser estendido a todos os que praticam o esporte.

O esporte tem de ser educativo, saudável, limpo.

É preciso, para que os exemplos apareçam, compreender o esporte como uma competição, obviamente, mas principalmente como uma atividade social, humana, respeitosa.

Pensemos nisso.

Um comentário:

  1. Concordo Jr.,

    mas acho que nossa arbitragem está deixando a desejar há algum tempo. Os mais recentes: o pênalti em cima do Emerson a favor do Corinthians; e o gol anulado do Deivid do Flamengo contra o Avaí. Sem contar que no primeiro gol do Avaí o meia que cruzou a bola pra tras estava mais de 1m impedido. Que isso. Mas acho também que o fairplay deve ser praticados por todos do esporte, desde o roupeiro até o presidente do clube.

    ResponderExcluir