sábado, 16 de julho de 2011

RISADINHA MORREU

Morreu Paulo Luís Borges.

Paulo Borges, ponta direita dos bons.
Revelado pelo Bangu, artilheiro de dois campeonatos cariocas na década 60, despertou o interesse de grandes clubes brasileiros.
E o Corinthians "chegou junto" e o levou para São Paulo.

Marcou em jogo histórico no Pacaembu, fazendo um dos gols da vitória corintiana sobre o Santos de Pelé, quebrando uma escrita de 11 anos que o Timão não ganhava do Peixe.

Sempre risonho, alegre, contando piadas.

Contagiava por onde passava com seu humor escrachado, mas respeitoso.
Por isso o apelido de Risadinha.

Paulo Borges tinha 66 anos de idade e lutava contra um câncer que afetava seus pulmões.

Foi sepultado na minha cidade, Americana, interior de São Paulo, onde já estavam os restos mortais de sua esposa.

Borges era ponta, posição cruelmente extinta do futebol pelas inovações táticas que pintaram.
Ponta rápido, insinuante, finalizava bastante, praticava o futebol alegre.

O futebol agradece a você, Paulo Borges, pela técnica e pela alegria que implantou nesse esporte tão maravilhoso.

Vá em paz com sua consciência. Missão cumprida com excelência. Parabéns.

A nossa saudade, desde já.

Nenhum comentário:

Postar um comentário