sábado, 12 de março de 2011

PISADA NA BOLA

Outro dia assistindo a um programa de televisão fiquei estarrecido com a deselegância de um colega jornalista, que não é brasileiro, cujo nome sinceramente não guardei, ao ser perguntado sobre os nossos campeonatos estaduais.

O apresentador fez uma consulta ao cidadão se ele tinha assistido a algum jogo de estadual no final de semana, para que pudesse explorá-lo nos comentários.

A resposta foi chocante.

Disse ele: "Minha vida é muito preciosa para perder tempo com os estaduais".

Quase cai do sofá.

Quanto deselegância, quanta arrogância.
Quanto desconhecimento e respeito à história e à rivalidade dos estaduais.

Acrescentou ainda, o forasteiro, que só se ligava na Libertadores e nas copas européias, além, é claro, do campeonato nacional da terra dele, o inglês.

Estou contando o ocorrido com um jornalista estrangeiro que trabalha aqui no Brasil, mas isso tem acontecido muito com jornalistas brasileiros em relação às nossas competições.

Ficamos a enaltecer o futebol mecânico que se pratica lá fora, denegrindo o que se joga aqui.
Uma tremenda incoerência.

Ou complexo de inferioridade, talvez.

Exportamos diariamente atletas de talento, municiamos o futebol do exterior com os nossos craques, e não damos o real valor aos certames domésticos.

Se o nível daqui estivesse baixo, como dizem, os estrangeiros não continuariam a vir buscar os atletas brasileiros.

Podemos até não gostar do campeonato inglês, por exemplo, mas jamais desprezar a história e a tradição do evento, e do quanto ele representa para o seu povo.

Um comentário:

  1. A IGNORANÂNCIA DELE É TAMANHA, QUE DEVERIA TER UM POUQUINHO DE SENSO PRA PODER DIZER O QUE DISSE.

    O BRASIL É O ÚNICO PAÍS A PRIVILEGIAR RIVALIDADES REGIONAIS, CASEIRAS, E NÃO DEVEMOS PERDER ISSO. MESMO QUE OS NOTÁVEIS DEFENDAM A EXTINÇÃO, MAS É UM RECURSO QUE OS TIMES DO INTERIOR BRASILEIRO TEM PARA SOBREVIVER, MESMO QUE POR POUCOS MESES DO ANO. O QUE PRECISAMOS É REVER ESTE NOSSO CALENDÁRIO, QUE PEDE PARA SER MUDADO COM MUITA URGÊNCIA. BRASILEIRÃO DEVERIA SER O TORNEIO DE ABERTURA, E OS ESTADUAIS O FECHAMENTO, DEIXANDO OS TORNEIOS DE BASE COMO TORNEIOS DE FÉRIAS. COMO A TAÇA BH OU MESMO O BRASILEIRÃO SUB 20. COPA DO BRASIL NO 2º SEMESTRE, E COPA SUL AMERICANA PARALELA A LIBERTADORES, MAS NÃO COM EQUIPES QUE DISPUTAM AS DUAS COMPETIÇÕES DE MANEIRA SIMULTÂNEA.

    HÁ MUITO O QUE AINDA SE FAZER JOTA JÚNIOR. MAS NÃO PODEMOS DEIXAR QUE IGNORANTES E INFELIZES COMO ESSE JORNALISTA NÃO TIREM O BRILHO QUE NOSSO FUTEBOL TEM, COM OS CHARMOSOS ESTADUAIS.

    ResponderExcluir