segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

POUCO SE CONTRATOU. ISSO É MUITO BOM

Ouço e leio que os clubes brasileiros contrataram pouco para 2011.

Não vejo isto como algo negativo.
Se em campo vão faltar craques, no caixa dos clubes a tesouraria agradece e respira.
Chega de torrar o dinheiro das agremiações em vão.

Quantos "craques" foram contratados a peso de ouro e não corresponderam.

Os clubes precisam ser administrados com seriedade, com equilibrio contábil, com respeito à história da instituição.

Quando as contratações milionárias são feitas com o lastro de empresas particulares, tudo bem.
Mas quando é o clube que se torna o principal responsável e sem respaldo financeiro para tal, aí os dirigentes cometem um crime lesa associação.

Portanto, por mais que os torcedores chiem com a falta de reforços(?), o lado economico-financeiro dos clubes é preservado quando loucuras deixam de ser feitas.

Sabe aquela velha colocação de não dar o passo maior que as pernas?
É isso que se espera dos clubes brasileiros, pois a grande maioria está quebrada.

O caso Ronaldinho Gaúcho, agora, com as desistências de Grêmio e Palmeiras, já é um sintoma de racionalidade dos dirigentes, mesmo que elas tenham acontecido em decorrência de outros fatores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário