sábado, 29 de janeiro de 2011

AMEAÇAS A JORNALISTAS

Amigos e colegas da imprensa de Americana - minha cidade natal - andam recebendo ameaças de pessoas que se dizem torcedoras do Rio Branco local, sob o pretexto de que os jornalistas estão dando mais ênfase ao novo time, AMERICANA FUTEBOL, deixando o Tigre a um segundo plano.

Trata-se de algo revoltante, sob todos os sentidos.

Sabemos que o planeta vive um momento tenso, de gente violenta por toda a parte, com o ódio, a inveja e a raiva predominando, lamentavelmente.
O desequilibrio é dominante.

Mas não podemos ficar quietos e admitir tais atrocidades.

Quando um ser dotado de inteligência(?) parte para atos violentos - sejam físicos ou morais - ninguém pode ficar quieto e se amedrontar.

A violência é o que mais depõe contra o ser humano, posto que, EM TESE, ele tem discernimento, raciocina e teria nas palavras os argumentos de defesa das suas teses.

Agir com ameaças e até chegar às vias de fato é a maior prova de que o "autor" ainda está na casca da selvageria. É a pré-infância da evolução.
É condenável e é triste, por fim.

Alguns amigos da mídia americanense se sentem coagidos em vários momentos ao comentar as atuações dos dois representantes do futebol local, pois sabem que estão sob a mira desses involuidos cidadãos, que se manifestam covardemente.

Se o novo time que chegou à cidade é cigano ou seja lá o que for, nada tem a ver com a atuação dos jornalistas locais ao analisarem os desempenhos das duas equipes.
* registre-se que até o momento, em cinco rodadas, o Americana tem ótimo desempenho e o Rio Branco só perdeu em campo.

Isso talvez tenha provocado a ira de alguns despreparados para viver em sociedade.

Fico triste quando vejo a humanidade ainda se digladiando, provocando guerras, exterminando semelhantes, embora entenda tudo o que acontece, sob o ponto de vista da evolução da espécie.

Mas tudo o que extrapola os limites da racionalidade precisa ser combatido.

O que vem ocorrendo na minha querida Americana me deixa contrariado.

Sei que tais atitudes não partem de verdadeiros torcedores do meu Rio Branco.
Na verdade, são os de sempre, que tanto conhecemos no mundo do futebol, que agem assim.

Sei também que não está envolvida a correta torcida organizada MALUCOS DO TIGRE, uma das poucas instituições desse naipe que é pacifica e benemérita.

Fica o meu protesto e a minha solidariedade aos colegas de rádio e jornal de Americana.

E o meu repúdio aos violentos de plantão, e que naturalmente se escondem no anonimato, pois essa é a arma dos incautos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário