sexta-feira, 22 de outubro de 2010

PELÉ, UMA LUZ !

Edson Arantes do Nascimento completa 70 anos de vida terrena.

Pelé é mais novo, apareceu no final dos anos 50. Apareceu e encantou por onde passou, com a bola nos pés, no peito, na coxa e na cabeça.

A bola sempre foi uma enamorada de Pelé. Não o largava de jeito nenhum. A bola nunca traiu o Rei. Ela não tirava Pelé da sua circunferência.

Edson é um ser aqui incorporado e assim como nós, errou e ainda vai errar muito.
Nós é que quisemos que o Edson fosse perfeito como Pelé foi em campo.

Edson, o cavalo de Pelé, completa 70 anos e continua popularíssimo, e muito criticado pelo que diz, analisa e profetiza.

Na Copa do México de 1986 pude conviver com Pelé por pelo menos 30 dias.
Ele fazia parte do time da TV Bandeirantes como convidado.
Constatei um cara extremamente sensivel, amigo, solidário e profundamente preocupado com os fãs, admiradores e até com os puxa-sacos.

Pelé jamais deixou de atender a alguém. E com a preocupação especial de não manchar a imagem do Brasil, fazia de tudo para dar autógrafos, posar para fotos, abrir os braços e receber um abraço, sem decepcionar as pessoas.
Faz isso até hoje.

Pelé é um cara especial, assim posso definir.
Não só pela bola que jogou, mas pela autoridade em dominar a fama e o sucesso.
Poucas personalidades souberam e sabem conviver com a fama.
Pelé, sabe.

Com a cor da sua pele, conseguiu quebrar a extrema bobagem da discriminação racial até em países radicais na questão. Quantos brancos se renderam ao magnetismo do negro Pelé.

Pelé paralisou guerras em alguns países com a sua presença.

Edson, como ser fisico, vai embora em algum momento.
Pelé é eterno.
Uma forte luz que veio ao planeta para, através do esporte, clarear mentes, unir povos.

2 comentários:

  1. Sensível?????Mestre Jota!!!!!Você pegou pesado.
    Não foi isso que "ELE"passou ao ser obrigado a reconhecer sua filha.
    Que,infelizmente faleceu e simplesmente enviou apenas uma coroa de flor.

    ResponderExcluir
  2. Anonimo
    A cronica deixou claro que o Edson errou muito, como todos nós humanos erramos, mas a homenagem é a Pelé.
    E sobre os problemas pessoais de cada um, eu não opino. Não sei ( ou sei ) o que se passou pelos bastidores desse problema com a filha.

    abraço
    jota

    ResponderExcluir