terça-feira, 9 de março de 2010

TODOS EM CAMPO - E FORA DE CASA

Galeras de Cruzeiro, Corinthians, Flamengo, Inter e São Paulo têm um grande prato a degustar neste meio de semana.

Esperamos que a digestão de todos seja boa, sem azia e fermentações.

Libertadores, pra que te quero!

E todos atuando fora do País.

Timão jurando que não há crise entre Mano e os jogadores, sobe para Bogotá e pega o Independiente de Medellin.
E já na próxima semana vai a Assunção topar o Cerro Porteño.
A meta alvinegra nesta quarta na Colômbia é um belo empate.

São Paulo, do recuperado Ricardo Gomes - felizmente - joga na quinta na capital paraguaia com o Nacional, último colocado do grupo.
Sinto que dá pra ganhar essa parada, mesmo o tricolor não estando do jeito que a sua galera quer.

Colorado gaúcho em Quito na quinta, onze e meia da noite, horário Brasília.
O problema das alturas é que oderá atrapalhar a jornada do Internacional.
A altitude é um dos grandes adversários brasileiros na Libertadores.
A vitória sobre o Emelec na primeira rodada deixou a massa colorada preocupada.
Foi muito apertado o placar.

E o Cruzeiro?
A velha e boa Raposa mineira joga em Caracas, sem altitude pra atrapalhar, diante do Deportivo Itália, que já tem duas derrotas na bagagem.
Aqui dá pra acreditar nos três pontos viajando para BH.
O jogo é na quinta-feira.

Também em Caracas, o Flamengo ( sem Adriano ) encara o time do mesmo nome da capital venezuelana.
É na quarta, nove e cinquenta da noite, horário Brasilia.
A vitória sobre a Universidad Católica foi pro gasto. Só isso.
Rubronegro tem time para jogar mais nessa Libertadores. E vai ter de jogar mais.

Em resumo, Libertadores é sempre emocionante, ainda que no início de fase.
Todo jogo é valioso, todo ponto somado é riquíssimo.
Ponte perdido, então, é algo que lá na frente pode ser fatal.

Essas cinco grandes torcidas brasileiras ficam de olho na tevê com o coração acelerado.

Boa sorte aos clubes cá da terrinha.

Um comentário:

  1. Jota

    Se tratando de futebol, acredito que qualquer partidinha de um mini campo de bairro é sempre emocionante, sempre assistida. Está no sangue, o brasileiro não 100% mais a grande maioria respira futebol, escrevi a pouco que entra ano e saí ano as festas dos estádios ñ param nunca, ou quase nunca.

    É pauta do dia, da semana, do mês, do ano rs e assim seguimos, caminhando, cantando e torcendo.Rs.

    Como faço parte da massa, meu coração está acelerado com certeza e os olhos totalmente ligados. Esperando gols, favoráveis obviamente, mas esperando principalmente um grande espetáculo, como deve ser o futebol.

    Um Beijo, bom final de semana.

    ResponderExcluir