sábado, 6 de março de 2010

PÉ NA ESTRADA

Enquanto meus amigos pegam um avião com destino a São José do Rio Preto e depois pé na estrada até Itápolis, saio da minha Americana logo depois do almoço.

Prefiro ir via terrestre por estar praticamente há 200 km de Itápolis, com estradas ótimas e por isso vários pedágios.

Pego a Anhanguera, depois Washington Luís, passo Araraquara e entro na SP 333.

Gosto de viajar pelas estradas do interior paulista.

A paisagem é maravilhosa.

É do meu chão. É o meu pedaço.

A importância do jogo - Oeste x Prudente - é o que menos interessa. Vale o trabalho, o produto a ser oferecido ao telespectador. E vale a companhia dos amigos e colegas de transmissão.

Nossa transmissão é à partir das 7 da noite. Antes, participaremos do TÁ NA ÁREA, dos amigos Luiz Carlos Jr e Vanessa Riche.

No domingo transmito pelo PFC o jogo do Corinthians com o São Caetano, em Barueri, cinco da tarde.

Bom fim de semana, amigos.

6 comentários:

  1. Olá Jota!
    Entendo o que vc diz: viajar pelas estradas paulistas é maravilhoso, paga-se muitos pedágios mas nossas estradas são verdadeiros tapetes, claro que sempre existe algum trecho a ser corrigido, porém no geral elas estão ótimas. E a paisagem então......sem comentários! Bom trabalho meu querido!
    Bjs! Silmara

    ResponderExcluir
  2. JOTA

    É exatamente isto... andar no nosso interior é uma delícia. Como diz Edinho Tietz, o que atrapalha às vezes é o jogo(principalmente quando o Nhô Quim perde...) no mais é só alegria!
    Bons ventos amigo... amanhã madrugamos prá São Carlos... e da mesma forma cortaremos os verdes campos do nosso maravilhoso interior paulista!

    Forte abraço

    PAULOFILÉ

    ResponderExcluir
  3. Que delícia hein my friend!!

    Posso até imaginar a sensação de ‘pé na estrada’, os fatos e “causos” que ela pode lhe oferecer. Falaremos sobre isso =]

    Um beijo gde,
    Boa viagem e claro, boa transmissão.

    ResponderExcluir
  4. Jota
    Depois que o Barueri mudou de cidade e de nome acho esse novo participante chamado Prudente um clube sem alma, não gostaria que isso continuasse a ser permitido, pois já temos jogadores sem comprometimento nenhum com os clubes algo infelizmente que não da para evitar devido o profissionalismo, porem gostaria que os times continuassem com as suas tradições e raizes. Você que trabalhou no jogo sentiu nos bastidores algum tipo de reprova por esta situação? ou sou eu que estou sendo muito tradicionalista?
    Abraços
    Roberto Carlos

    ResponderExcluir
  5. Um abraço, amigos.
    Obrigado.
    Bom domingo a todos.

    jota

    ResponderExcluir
  6. Roberto, nem sei mais o que dizer sobre as coisas que hoje acontecem no futebol.

    No caso do Grêmio Prudente, o técnico Vinicius Eutrópio nos disse que a cidade está super empolgada. Falta ainda estrutura para o clube, mas que a repercussão é muito boa.

    Mas que é estranho, é.
    Enfim, coisas da modernidade...risossss

    Bom domingo, amigo.
    jota

    ResponderExcluir