sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

PAULO CÉZAR - A VITIMA

Paulo Cézar de Oliveira, o árbitro paulista, precisa trocar de anjo da guarda.

É claro que estou brincando, mas é incrível como os seus equivocos na arbitragem são rapidamente analisados pela comissão, e é incrivel a rapidez como ele é punido.

Ontem após Barueri x Palmeiras, onde ele e seu assistente erraram, o chefe da arbitragem falando à uma rádio da capital já adiantou que o juiz seria punido.

Hoje tem uma comissão analisando o lance do segundo gol do Barueri - que foi irregular, sim senhor- mas todos sabem que a punição já foi decretada.

Paulo Cézar, lá atrás, certa vez, foi massacrado pelo então chefe de arbitragem da CBF, Armando Marques, perdendo até uma remota possibilidade de ir à uma Copa do Mundo.

Me lembro que Paulinho pensou até em parar de arbitrar.

Entendo que os juizes de futebol devam ser punidos, sim.
Se estiverem em mau momento, que devam ser afastados.
Apesar da costumeira choradeira dos dirigentes, treinadores e jogadores, que erram tanto quanto os apitadores, mas que só jogam a culpa dos insucessos nas costas dos juizes.
.
Mas no caso específico de Paulo Cézar de Oliveira, é incrivel a sina desse rapaz.

Ele é um dos melhores do País.
Mais acerta do que erra.
É honestíssimo.
Mas os cartolas da arbitragem deitam e rolam em cima dos seus equivocos.

Por que ?

Um comentário:

  1. Orlando, João Pessoa/PB22 de janeiro de 2010 19:42

    Olá, Jota. Tudo bem?

    Começou tudo, de novo, Jota.
    A gente já falou muito deese assunto aqui, no ano passado... Ano passado, mas ainda não faz muito tempo, não. Isso tem remédio, Jota? Poderia até ter. É só encontrar pessoas perfeitas e colocá-las em campo para apitar; ou outras, não menos perfeitas, para saber precisamente quando o erro é intencional ou não. Mas como não existe na face da terra (e duvido que em qualquer outro lugar)uma pessoa perfeita sequer, vamos ter que falar desse assunto por mais zil anos.

    Um grande abraço, Jota

    Orlando

    ResponderExcluir