segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

VALENTES NA JAULA !

É claro que temos de combater a violência, sempre.

É um sonho achar que acabaremos com ela, pelo incrível volume alcançado em todo o planeta, pela falta de amor no coração de milhões de entidades que aqui habitam.

Mas é nosso dever procurar inibir os autores dessas barbáries que campeiam por toda a parte.

Vi na hora do almoço pela CNT a prisão de 17 daqueles desequilibrados que proporcionaram a quase tragédia total no estádio Couto Pereira.

Um deles, me parece vice-presidente da Império Alviverde, sendo entrevistado e ainda tentando justificar a invasão do gramado e os atos de selvageria ali praticados.

O energúmeno disse que fez aquilo que toda a torcida Coxa gostaria de ter feito com o rebaixamento do clube. Isto é, partido para a violência, para o desforço físico.

E que o presidente do Coritiba tinha tanta culpa quanto eles, os invasores e agressores.
Talvez ele tenha razão, na medida em que as diretorias dos grandes clubes financiam essas facções. Essa "parceria" realmente existe.

Mas nada justifica a prática de atos de vandalismo, de delinquencia.

Ora, bolas.

Quanta ignorância sobre o que é viver a vida.
Quanta ignorância sobre o que é o futebol.
Futebol não é a coisa mais importante na vida das pessoas.

Futebol só é meio de vida a quem está diretamente envolvido nele.
Torcedor é espectador, simpatizante, admirador do espetáculo.
O torcedor não deve levar muito a sério, pois sabe que o futebol hoje é um produto comercial e que amor às instituições por parte dos atletas, treinadores e etc. é algo raro.

Não vale a pena sofrer tanto por algo tão inócuo no contexto de valores em nossa existência.
Vamos assistir, vibrar, se decepcionar com maus resultados, discutir com os amigos, extravasar o nosso interior, MAS jamais colocar essa matéria à frente da família, trabalho, saúde e tudo mais.

Acho que a maioria dos torcedores age inteligentemente e não deixa que um "jogo" interfira acentuadamente em suas vidas.

Mas os desequilibrados não pensam assim e despejam no futebol os seus instintos de maldade, crueldade, irracionalidade.

Esses precisam ser combatidos, SEMPRE.

Futebol é pra ser curtido numa boa.
Pra desopilar o fígado, o mau-humor do cotidiano.

Curtir o futebol com inteligência é o grande desafio para muitas pessoas.
Separar o que é a VIDA e o que é a DIVERSÃO, é algo a ser enfrentado por aqueles que ainda têm a mente atrofiada.

Mas seria excelente que os 17 detidos em Curitiba recebessem a punição que os levasse a refletir sobre o grande erro que cometeram.
E que a sua detenção, e consequente punição, servisse de exemplo para outras organizadas.

Precisamos de exemplos para inibir os futuros atos de delinquencia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário