sexta-feira, 13 de novembro de 2009

QUEM APITA

Nove cidadãos brasileiros têm a grande incumbencia do trabalho de arbitragem do Brasileirão no final de semana.

Eles, e mais 18 assistentes.

O enérgico gaúcho Leandro Pedro Vuaden vai apitar São Paulo e Vitória, no Morumbi.
Tem como filosofia, a de deixar o jogo correr, não paralisando à toa.
Mudou um pouco esse perfil, mas continua "querendo jogo", ou seja, quer ver a bola rolar.

O carioca Marcelo de Lima Henrique, quadro Fifa, atua em Cruzeiro x Grêmio.
Jogo tenso pela tradição do confronto, pela rivalidade.

Paulista Paulo Cézar Oliveira(Fifa) apita Coritiba x Atlético Mineiro, em Curitiba.
Outro jogo tenso.
Mas Paulo Cézar é dos melhores do Brasil. Vai conduzir bem a partida.

Uma das revelações do apito brasileiro nessa temporada, Francisco de Assis Almeida Filho, cearense aspirante ao quadro da Fifa, vai trabalhar em Avaí x Corinthians.
O jogo é apenas para cumprir tabela, mas deve exigir grande empenho do apitador.
Mas é um nome a ser bem observado para as próximas temporadas.

O baiano Jailson Macedo Freitas vai pegar Barueri x Botafogo.
É um bom árbitro. Está tendo um bom ano.
Mas o jogo deverá ser difícil, especialmente pela necessidade do Fogão vencer.

Outra revelação do campeonato, Sandro Meira Ricci, do DF, aspirante à Fifa, estará na panela de pressão dos Aflitos, em Náutico x Flamengo.
Que desafio para o árbitro.
Boa sorte pra ele.

Inter x Santos terá o baiano Arilson Bispo da Anunciação, também aspirante à vaga no quadro Fifa.

Paulista Sálvio Spínola vai apitar Fluminense x Atlético Paranaense.
Tricolor carioca no embalo de 10 partidas sem perder, já o Furacão precisando de dois pontos para ficar livre de possível rebaixamento.
Jogo intrincado.

Outro aspirante à Fifa, Péricles Bassol Cortez, carioca, estará em Goiânia apitando Goiás x Santo André.
Forte crise alviverde goiana, pois o time despencou no campeonato, mais o desespero do time paulista do ABC, sonhando todas as noites com o rebaixamento.

Que as arbitragens errem pouco.
Errar nada, é impossível, posto que são todos HUMANOS.

Torço por eles.

2 comentários:

  1. Jota
    O uso do recurso da TV para ajudar a arbitragem também pode causar polemica, pois o criterio para usar as imagens será de seres humanos, ou seja, usa a imagem em certos lances e as vezes não usa em outros que poderia ser necessário. Também se for usado muitas vezes ocorrerão paralizações que atrasará o fim do jogo interferindo na grade de programação da TV.
    Abraços
    Roberto Carlos

    ResponderExcluir
  2. JOTA

    Tudo bem?

    A correria tá boa... mas, sempre que posso dou uma "passadinha aqui no BLOG", mas, tenho postado menos vezes... o RB consome o tempo da gente! De uma forma gostosa, mas, consome...
    Dois detalhes em relação à arbitragem: a) Se os deuses do futebol pudessem "descer do pedestal e contemplar os mortais", ou seja, se algumas regras fossem revistas e a modalidade "modernizada", poderíamos ter menos situações de conflito, sobrando para as imagens mostrar o óbvio. b)Melhor preparo aos árbitros e algumas atitudes em relação aos profissionais, veja: no site da FPF, quando o cidadão é SÓ arbitro... colocam um hífen no campo profissão, ou seja, nem a própria FPF reconhece como PROFISSÃO PRINCIPAL o fato da pessoa privilegiar as atividades relativas à arbitragem, onde ele poderá aprimorar-se, ler as regras, interpretá-las (como são muitas vezes subjetivas...) há de se fazer uma base para a tal da "interpretação individual" em fração de segundos, durante a bola rolando... Resumindo, especialistas... chega de árbitro de futebol ser "segunda profissão", aliás, chega de "quebra galho" no país estamos às portas de Copa e Olimpíadas no Brasil(agora é fato, temos que dar conta... VAMOS NOS PROFISSIONALIZAR!).

    É SÓ isso... rsrsrssssss...

    Forte abraço e bom final de semana... brasileirão tá com cara RUBRONEGRA!!! E vc continua "devendo" uma passadinha na SN...

    PAULOFILÉ

    ResponderExcluir