sexta-feira, 27 de novembro de 2009

CANALHA NÃO É OFENSA

Decisões judiciais têm de ser respeitadas e cumpridas, mas não necessariamente aceitas.

Diretor do Flamengo, Marcos Braz, chamou o árbitro pernambucano Nielson Nogueira de "canalha" após uma partida do Brasileirão contra o Santos.

Todo dirigente que tem se pronunciado asperamente, recebe punição dura do STJD.

Mas esse mentor flamenguista foi poupado pelos julgadores e ABSOLVIDO.

Juro que eu gostaria de ter acesso aos argumentos dos juizes para essa absolvição.

O termo "canalha" foi explícito, claro, está gravado pelas rádios e tevês.

Ou chamar alguém de canalha passou a ser elogio?

Ah! esse tribunal.......

4 comentários:

  1. Fala Jota

    Chama um desses "juízes" de canalha para ver o que acontece... Esse tribunal apronta cada uma mesmo.

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Canalhas são os julgadores. Se fosse do Goiás ficava suspenso um ano. Como é do Flamengo...

    ResponderExcluir
  3. Grande jota, meu amigo.

    Tudo bem?

    Faz tempo que não comento por aqui, embora tenho lhe acompanhado diariamente.

    Essa história de STJD está passando dos limites. É inacreditável o quanto os clubes, tanto jogadores e comissão técnica como dirigentes, são privilegiados e até poupados de punições.

    Mas não apenas a justiça desportiva me irrita. A CBF também se tornou uma instituição sem nenhuma credibilidade, principalmente por atos de "virada de mesa", "máfia do apito" etc.

    No meu blog fiz a pergunta: Até quando o futebol ficará nas mãos de pessoas incompetentes e corruptas?

    http://pbcomfernandorichter.blogspot.com

    Grande abraço,

    Fernando

    ResponderExcluir