quarta-feira, 2 de setembro de 2009

SEDUÇÃO PELA VIOLENCIA

Hoje numa locadora da minha cidade, aguardando alguns xeroxs de documentos, presenciei um fato que reforça muito bem o porque da sociedade violenta em que vivemos.

Um rapaz foi devolver o DVD e comentou com o dono da videolocadora o filme que acabara de assistir.

Ainda eufórico, salientou o teor violento do filme, dizendo que vibrou muito com as cenas de estupro, tortura e a matança que a "obra" apresentou.

Falou que as cenas eram todas muito reais, enalteceu a produção por isso, e que iria recomendar o produto para outros amigos.

Amigos, assim está o planeta.

Basta ver o que os videogames contém e que a garotada tem livre acesso e se "diverte".

Basta ver os "desenhos animados" apresentados nas televisões e com livre acesso da criançada.
É só matar, perseguir, torturar, passar os outros para trás.
Uma calamidade.

8 comentários:

  1. Pois é Jota, sou da década de 70 e cresci como um menino inocente e até bobo. Fui ficando "ruim" com o passar dos anos pelas lições que a vida me ensinou. Sinto falta daquela inocência que perdi ao longo dos meus 33 anos. Hoje vejo "crianças" que de crianças não tem mais nada muito mais violentas do que os meninos da minha época e a tendência é piorar mais e mais.
    Abraços Jota.

    ResponderExcluir
  2. Depois que banalizaram a palavra adrenalina, em nome dela está valendo tudo. Todos querem ter a sua adrenalina aflorando. É lamentável. O que o Hermes disse acerca de crianças é a mais pura expressão da verdade. Mas nem tudo é ruim. Há ainda muita beleza a se admirar como flores de liz acima do lodo, nesse processo depurativo por que passa o mundo, sem que a maioria das pessoas o perceba. Parabéns, Jota pelo enfoque do assunto que não é esportivo, mas muito pertinente. Em tempo: não visito mais a sua "casa" enquanto você não visitar a "minhha".
    Um abraço Alcides

    ResponderExcluir
  3. Alcides, no momento oportuno visitarei a sua "casa", com prazer.
    Obrigado pelo comentário.
    abraço

    ResponderExcluir
  4. saudações, Vô Jota !!!!
    Frequento plantão de polícia desde 1996, não conheço lugar pior que um PLANTÃO DE POLÍCIA.
    Um abraço
    keller

    ResponderExcluir
  5. JOTA

    O cara que devolveu o filme HOJE é o mesmo que jogava o video game ONTEM e poderá/deverá ser o artista principal da cena de AMANHÃ...

    É por isso que não acredito que as discussões sociológicas e acadêmicas sobre violência em campos de futebol. vão levar nada a lugar algum, à não ser ficar massageando égos de acadêmicos que acham que vão mudar o mundo nas bibliotecas... o negócio é na prática meu irmão! O povo está violento porque tem exemplos para ser assim... o esporte não se afasta desta situação, muito menos o futebol pela sua extrema popularidade. A violência brota do mau exemplo, do lobista, do político corrupto, da coisa pública mal administrada, da vergonha que estamos vendo em todas as casas públicas(que, deveriam ser) de leis deste imenso Brasil... amado Brasil, que, se cobrir pode virar um CIRCO, se cercar e arrumar um locutor, vira uma imensa FESTA DO PEÃO... E VAMOS "NÓIS"...

    Forte abraço

    PAULOFILÉ

    ResponderExcluir
  6. Orlando, João Pessoa/PB4 de setembro de 2009 04:25

    Olá, Jota. Tudo bem?
    Posso imaginar o ar de orgulho estampada na cara desse cliente da locadora. Pena que não consigo vislumbrar qualquer esboço de vergonha que ele deveria expressar pela estupidez de dizer publicamente ter "vibrado" com cenas violentas de de um filme. Não consigo entender esse fascínio que algumas pessoas (muitas delas jovens das classes média e alta) têm por violência. Lembro-me sempre do filme Laranja Mecânica, de Stanley Kubrick, que, elaborado na década de 70, continua atualizadíssimo. Pode ser que o filme citado na locadora, a exemplo do de Kubrick, apenas denuncie a banalização da violência nos dias atuais; e o carinha lá, dopado de "adrelanina", não entendeu nada. É muito comum vermos, em qualquer cidade do País, mesmo naquelas muito distantes dos grandes centros urbanos, jovens trajando um visual "radical", um "kit" que inclui camiseta regata surrada estampando no peito "BAD BOY", um boné com a aba voltada para trás, músculos inflados de anabolizantes à mostra (com alguma coisa bizarra tatuada neles), e um cachorro pit bull a tira-colo. Esse é o "cara" que eles adoram ser. Não mexamos com ele, Jota. Pura estupidez. Gosto muito quando você traz para o seu blog outros assuntos fora do mundo dos esportes, mas que, de alguma maneira, às vezes, também o afetam.

    Um grande abraço, Jota

    Orlando

    P.S.: A minha Raposa (a da minha cidade, Campina Grande/PB) está reagindo na segundona, hein. Espero que ela se mantenha assim. Até breve.

    ResponderExcluir
  7. É isso ai, amigos....
    UM dia esse pessoal deve ACORDAR....(assim esperamos, certo???)
    Orlando, boa sorte pra sua Raposa....ok????
    Bom final de semana estendido pra todos.....
    abraço
    jota

    ResponderExcluir