segunda-feira, 24 de agosto de 2009

PROFISSIONALIZAR É A SOLUÇÃO ?

Com as falhas de alguns árbitros no final de semana, volta a discussão sobre a profissionalização dos apitadores brasileiros.

Nada contra, mas prefiro tocar no ponto que julgo o mais importante disso tudo.

Me refiro ao "erro humano".

Se os jogadores e treinadores, que são profissionais, cometem erros, os árbitros da mesma forma irão errar.

A imensa maioria dos juizes não erra porque quer errar, evidentemente.

Todos têm o nome a zelar.

Todos querem evoluir na profissão, integrar o quadro internacional e quem sabe um dia chegar à uma Copa do Mundo.

O que precisaria, do meu ponto de vista, é uma ampla conscientização de todos para a falibilidade de qualquer humano.

Sei que estou querendo consertar o mundo, pois a paixão do futebol não permite que o torcedor admita e compreenda as falhas dos juizes, mas a imprensa e os mais frios deveriam.

No meu caso pessoal, por ter sido sempre muito frio em relação ao futebol - mesmo gostando muito e por isso enveredando profissionalmente por esse caminho - encaro as falhas de todos os envolvidos num espetáculo com naturalidade.

Por ser frio, não digo que sou melhor ou superior a todo mundo. Absolutamente. Mas foi a Natureza que me fez assim.

Além do fato que o tempo me ajuda muito a aprender sobre os acontecimentos da vida.

Nasci há seis décadas e a ainda pouquíssima maturidade adquirida vem até naturalmente.

Confesso que fico incomodado com a saraivada de criticas aos árbitros brasileiros, eivada até de preconceito, percebo, como que colocando toda a classe dos apitadores em suspeita.

Precisamos humanizar os comentários sobre os árbitros brasileiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário