quarta-feira, 26 de agosto de 2009

ENERGÚMENOS FUTEBOL CLUBE

Quatro pessoas armadas invadiram os vestiários da Portuguesa para ameaçar jogadores da Lusa, após a derrota para o Vila Nova, pela série B.

Correria, pedradas, tiros para o alto, panico nas ruas de Curitiba, com vandalos que se dizem torcedores promovendo a violencia ontem à noite.

Li criticas à CBF por ter marcado dois jogos na mesma noite em Curitiba.

Ora, bolas.

As criticas devem ser dirigidas à esses inescrupulosos, que colocam seus instintos animais pra fora, com o futebol de pano de fundo.

Não são torcedores, coisa nenhuma.

São marginais. Gente que ainda não quis entender o que seja civilidade e respeito ao semelhante e às leis da sociedade.

Gente que não quer entender - mas deveriam, pois são seres dotados de raciocinio - que o esporte é para congraçar, unir, aproximar as pessoas, divertir acima de tudo.

Ganhar ou perder é consequencia técnica, mas que o importante é que todos se divirtam, se distraiam, se alegrem, deem vazão às agruras do cotidiano profissional.

Sei que estou querendo demais. Mas não dá para ver e ficar calado.

Por essas e outras é que nunca condenei quem decidiu abandonar os estádios.

Aliás, hoje em dia é importante também que não se circule por pelo menos 10 quilometros de onde um jogo de futebol esteja acontecendo, porque os energúmenos preferem guerrear pelas ruas e avenidas, ficando mais fácil fugir ( covardemente ) e escapar de cameras e polícia.

3 comentários:

  1. Oi Jota. Tem um link do seu blog no meu blog ok ?
    Outra coisa:
    Sei da sua neutralidade mas hoje é aniversário do Palmeiras. Você podia por um post né ?
    Abraços Jota.

    ResponderExcluir
  2. Jota
    Ainda acho os dirigentes os maiores culpados,pode ter certeza que não haverá nenhuma reação energica por parte deles contra as suas proprias torcidas, a situação somente terá uma melhora quando cada clube resolver enquadrar a sua própria torcida. O mesmo vale para as arbitragens, os diretores sempre criticam os erros dos arbitros, porem nunca fizeram algo para ajudar os arbitros, pois eles sabem que se os erros das arbitragens acabarem eles não terão em quem por a culpa nas derrotas.
    Abraços
    Roberto Carlos

    ResponderExcluir
  3. Fala Jota

    O caso da lusa ilustra bem o absurdo no qual vivemos. Quatro pessoas armadas(!) invadindo um vestiário de futebol. Se me contassem pensaria tratar de alguma brincadeira. E fica tudo por isso mesmo, como se nada anormal houvesse. E ainda sediaremos uma copa do mundo...


    E, para não deixar de falar, a cobertura nacional após a vitória do avaí. Por mais desfalques, flamengo é flamengo. E o avaí fez um partidaço. 11 jogos sem perder, não é para qualquer um.

    Abraço!

    ResponderExcluir