segunda-feira, 20 de julho de 2009

RODA VICIADA DO FUTEBOL

Na roda viciada do futebol, Luxemburgo está de volta à Vila Belmiro, e leio que o Fluminense está acertando com Renato Gaúcho.

Entendo que os cartolas deveriam apostar mais na busca de revelar treinadores.
Há a pressão das torcidas e até da mídia, mas tem muita gente competente nas categorias de base precisando de uma chance.

Vejam o caso atual de Jorginho no Palmeiras.

Vagner Mancini, há pouco tempo, teve sua chance no Paulista de Jundiaí e se efetivou como muito competente.

Enfim, não são apenas os consagrados que conhecem futebol. Por sinal, os "consagrados" tiveram uma chance um dia.

Outro detalhe: muitos jogadores preferem gente nova no comando.
Treinadores "estrelas" incomodam demais o ambiente de alguns clubes.

Nada contra os que já se firmaram e que merecem respeito, mas é preciso reciclar.
Em todas as áreas.
Até no jornalismo.

De qualquer maneira, que o Peixe tenha um novo período de vitórias nas mãos de Luxemburgo.
Se o Flu realmente contratar Renato Gaúcho, que a galera tricolor volte a sorrir.

6 comentários:

  1. JOTA

    Bom retorno...
    Amigo, postei no meu BLOG(http://paulofile.blogspot.com/), se vc quiser aproveitar, tem à ver com o seu texto:

    O FENÔMENO "JORGINHO"... MAIS UM FAZENDO HISTÓRIA!!!
    QUEM SABE OS DIRIGENTES ENTENDEM QUE,
    NÃO É O NOME QUE FAZ O TÉCNICO,
    O TRABALHO É REFLEXO DO AMBIENTE!!!
    Cada vez que um técnico de futebol interino faz sucesso, como acontece agora com o ex-jogador de futebol Jorginho na S.E. Palmeiras, alguns dirigentes ficam espantados com a competência que surge do nada!!! Mas, a realidade não é bem assim. Esse "nada" que a maioria não entende, é que as "estrelas" trazem uma "bagagem pesada" quando chegam para desenvolver um trabalho em um clube. Daí entra o "tempêro" do relacionamento, inclusão de pessoas em um grupo é uma arte muito difícil. Muito mais cômodo um participante do meio tornar-se um líder natural, do que um "medalhão chegar aterrisando, com seu Boing cheio de malas" conseguir convencer quem estava, que eles realmente vem para somar.
    Na sequência, temos o fator financeiro, que, irá interferir diretamente no comportamento das pessoas, alguém me falou e concordo plenamente, que, quando se pretende conhecer o indivíduo deve lhe ser dado poder e dinheiro, se houver mudança de comportamento, não há personalidade, consequentemente falta de equilíbrio emocional para administrar o sucesso! E aí amigos, a vaca vai prô brejo mesmo, ou seja, sem humildade não se chega à lugar algum!!!
    Porisso o Jorginho vai longe. Sabe inclusive driblar muito bem perguntinhas ridículas de algumas "Candinhas"(RC lembra?)da imprensa, que, não tem a mínima visão para entender que, um cidadão comum também consegue realizar boas e grandes coisas. É só deixar de falar (como a parte maldosa dessa mesma imprensa que, só evidencia o negativo e a fofóca, vivem do negativo alheio...) e aí vem a grande surpresa... mas ele ganha tão pouco em relação ao que saiu... e eu respondo, salário e competência nunca andaram juntos neste país, no futebol ou fora dele!!!

    Forte abraço, com DEUS no comando sempre!!!

    PAULOFILÉ

    ResponderExcluir
  2. Até no jornalismo, Jota!
    Parabéns pelo comentário.
    Estou sempre na audiência.
    Grande abraço,

    Gustavo Antoniassi

    ResponderExcluir
  3. JOta e Paulo Filet, belos textos !!!
    Abraços
    Keller Stocco

    ResponderExcluir
  4. Valeu, Filé. Perfeito.

    Gustavo, amigo. Obrigado. Sucesso !!!

    Keller, valeu menino !!!!
    (qto à sunga, acabei esquecendo em casa....)
    rssssss

    jota

    ResponderExcluir
  5. Oi Jota, parabéns pelo texto.
    Realmente é inaceitável que os clubes brasileiros continuem nessa realidade, de assumir compromissos financeiros sem a minima condição de cumprir. Com isto, o nosso futebol caminha à falência. Vejo com bons olhos a idéia de estipular um teto salarial para jogadores e técnicos, dentro da possibilidade de cada clube.

    Forte abraço.

    Vladimir Catarino

    ResponderExcluir
  6. Jota, Keller, Gustavo e Vladimir...

    Que bela RODA DE AMIGOS(reais e ao mesmo tempo virtuais...) aliás, aproveitando O DIA DO AMIGO, obrigado pela AMIZADE DE VCS!!!


    FORTE ABRAÇO!

    PAULOFILÉ

    ResponderExcluir