sábado, 6 de junho de 2009

JÁ JÁ TEM BOLA ROLANDO

A bola parou de "quase" rolar no Centenário - que gramado horroroso - e agora vêm as emoções do campeonato brasileiro nesta noite de sábado.

No Pacaembu, o Corinthians vai pegar o lanterninha do Brasileirão, o Coritiba.

Com muito frio e sem Ronaldo, o Timão joga na sua casa e está mais próximo de vencer.

O Coxa precisa reagir, parece que ainda traumatizado pela desclassificação na Copa do Brasil.

Rola a bola também pela série B do Brasileiro.

Vasco x São Caetano se pegam, relembrando a decisão da Copa JH de 2000 ( o Brasileirão daquele ano ).

Em Campinas, a Macaca recebe a Lusa. Jogo de equilíbrio, embora a rubroverde esteja melhor que a Ponte neste início de campeonato. Aliás, a Portuguesa ainda não perdeu em quatro rodadas.

Na linda Natal o América recepciona o Brasiliense. O Jacaré está bem na competição. Melhor que o time americano.

E novo estádio de Pituaçu o Bahia pega o ABC, clássico do Nordeste. O alvinegro de Natal está no bloco de risco, entre os quatro últimos colocados.

Vamos acompanhar o desfecho da bola nesta noite de sábado.

4 comentários:

  1. OI JOTA, TUDO BEM COM VOCÊ ?
    ESTOU DESAPARECIDO POR TER COMEÇADO A TRABALHAR E ESTOU SAINDO DE CASA ÀS 5 E MEIA DA MATINA E VOLTANDO ÀS 23 HORAS. DESCULPE DESAPARECER SEU JOTA.
    ABRAÇOS...
    HOJE VOU NO PALESTRA . . .

    ResponderExcluir
  2. JOTA

    OBRIGADO PELA SUA "TORCIDA", MAS,

    O XV FICOU NA A-3!

    O QUE NINGUÉM ESPERAVA ACONTECEU...

    Acabamos de chegar de Osasco, a equipe da Difusora começou a ser "desfeita" (para o recesso até 11/07-Copa Paulista) na porta de minha casa, todos com um "nó na garganta" trocamos elogios ao nosso trabalho, com a certeza do dever cumprido, como sempre o fazemos ao final das viagens... Mas, algo ficou para trás, um sentimento de falta, de perda, de impotêcia para podermos ajudar mais!
    Tudo foi perfeito, a torcida compareceu em grande número ao José Liberatti em Osasco, a comissão técnica e diretoria do XV fomentando um otimismo contido, mas, sem deixar que a ansiedade tomasse conta do elenco. a imprensa dando uma cobertura irretocável (4 rádios e 3 TV´s). Tudo pronto para a festa... festa?
    Foi aí que a garra e determinação do adversário foram maiores que a superioridade técnica inquestionável do alvinegro de Piracicaba. O maior volume de jogo do primeiro tempo, serviu para maquiar a vulnerabilidade da defesa do XV. O ponto fraco, o potencial da marcação, especificamente o lado direito. Por este setor, mais uma vez o time cedeu pontos, deu espaço para o jogo.
    Não estou escrevendo estas palavras comentando apenas o ocorrido, pois, momentos antes do jogo, nos comentários aos microfones da Difusora, alertamos para a improvisação no setor direito. Não pela situação em si, pois, os dois especialistas (Felipe Blau e Raul Prata) estavam fora, o primeiro por cartão e o segundo por lesão física. Porém, era público que a melhor opção não era a que foi utilizada, não pela presença do Erlon, mas, pelo seu posicionamento em uma região que ele havia declarado não lhe ser "familiar". Ora, o Edson Vieira foi teimoso... pagamos todos por isto.
    Durante o segundo tempo, após o primeiro gol do time da casa, poderia ter sacado o Erlon e deixado o Eder em campo... porém, optou pelo contrário. E a equipe "desandou", desorganizou-se totalmente taticamente e viveu momentos pífios, os piores 45´da competição, quando mais precisava ter jogado bem.
    Este foi o XV, desfigurado da equipe que sempre soube reverter situações adversas... "jogou a toalha" e assistiu a festa do Grêmio Osasco, que, merecidamente ascendeu à A-2 para o ano de 2010, para delírio do seu vitorioso técnico André Oliveira, que, "dançava" à frente das cabines de imprensa, nos minutos finais do jogo, feito menino que ganhou um brinquedo muito almejado.
    Em um post no meu BLOG, coloquei que o XV escreveria mais uma página importante de sua história (quase centenária) e infelizmente foi mais um trecho triste da história. Por outro lado, a equipe de Osasco, que, tem apenas uma história recente, dá um grande passo para conhecer novos horizontes.
    Para a equipe de Piracicaba mais uma lição. A técnica e tática tem que ter um complento psicológico forte, senão não acontecem com qualidade, nas situações mais difíceis...
    Na festa é muito fácil, nos momentos de dificuldades, geralmente ficam só os amigos. Boa hora para os diretores do XV avaliarem quem é quem no "frigir dos ovos".
    Levantar a cabeça e começar tudo de novo... assim é a vida dos fortes e assim continuará a história do XV.
    Força Nhô Quim, você é muito maior que um simples acesso de A-3 para A-2.
    Forte abraço à todos sempre com DEUS no comando!!!
    PAULOFILÉ
    http://paulofile.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Valeu, Hermes, o importante é trabalhar.
    Mas hoje tenho certeza que vc saiu do Palestra com o coração na boca. Bela vitória, mas que sufoco hein???? rssss

    BOa semana, amigo.
    jota

    ResponderExcluir
  4. Grande Filé.
    Não deu pro Quinzão. Uma pena, realmente.
    Acompanhei boa parte da transmissão da DIFU.
    De folga, peguei um pouco de estrada e fui ouvindo o trabalho dos amigos ( ótimo, como sempre ).
    É virar a página, isso ai.
    Bola que segue o jogo.
    Um abraço em todos os amigos da DIFU.

    Boa semana.

    jota

    ResponderExcluir