quinta-feira, 23 de abril de 2009

PANTERA VAI FICAR RICO

Impressionam os valores das indenizações de processos trabalhistas no Brasil.

No futebol, especificamente, é comum ficarmos sabendo de ações movidas por atletas contra agremiações onde as cifras chegam a muitos milhões de reais.

O caso de Donizete Pantera agora na demanda com o Botafogo é espantoso. Os números atingem a 11 milhões de reais. E o ex-jogador conseguiu a penhora da renda de domingo no Maracanã na decisão do Carioca.

Há pouco tempo o zagueiro Marinho tinha cerca de 30 milhões a receber da Ponte Preta. Fez um acordo bem abaixo desses valores e está recebendo em parcelas.

É claro que não estamos colocando em xeque os cálculos da justiça trabalhista, nesse ou naquele processo, mas que assusta, isto assusta.

Registre-se também que esses números astronomicos atingem a esses patamares por causa dos juros e correções, mais o fato dos processos estarem há muitos anos correndo.

Agora é ficar de olho no que vai acontecer domingo no Maracanã, onde a renda será de alguns milhões e onde o Oficial de Justiça, com a sua indefectível pastinha debaixo do braço, estará postado ao lado dos arrecadadores.

A que ponto chegaram os clubes brasileiros, vítimas de péssimas administrações. E algumas delas, dolosas, criminosas, totalmente irresponsáveis.

E quem produziu a dívida está belo e solto, seguindo a comandar as suas empresas, onde certamente não dá prejuízo.

Falamos aqui de Botafogo e Ponte Preta, como exemplos, mas podemos incluir 99,9% das agremiações desse Brasil varonil.

4 comentários:

  1. Prezado Jota

    Embora sendo um trabalhador, por questões morais vejo-me na contingência de advogado do diabo ou do pistoleiro que atira contra o próprio pé.
    Refiro-me à necessidade de mudanças urgentes e radicais na CLT, fator de engessamento da economia e do desemprego violento que aumenta a cada dia em proporções geométricas no Brasil.
    Eu tenho um blog onde abordei o assunto: www.promotoresdopovo.blogspot.com
    Não dei sequencia a esse blog mas ele está na Internet e tem cerca de 15 ou 16 opiniões, (não me lembro bem) de pessoas que foram vítimas da lei do cão, a CLT.
    A situação é gravíssima em todo o Brasil.
    Sei que todos os clubes tem múltiplas demandas na justiça trabalhista, mas que empresa não tem? Não existe mais rescisão sem a correspondente ação judicial.
    A justiça trabalhista, outrora um fórum apropriado para dissipar demandas, tornou-se uma indústria de dinheiro fácil e de vingança da chamada classe oprimida, os trabalhadores, sobre a classe patronal,
    Os valores estratosféricos que você vê nas demandas dos jogadores contra os clubes, nada mais são do que a consequencia dos régios salários irresponsavelmente ajustados, pagos sem os devidos reflexos, férias,décimo terceiro horas extras, e etc.
    Os clubes sabem que estão fora da lei ao ajustar pagamentos de luvas, gratificações, direitos de imagem e etc, através de empresas. Os jogadores fingem que estão de acordo e quando terminam os vínculos, promovem, com o beneplácito protetor da justiça trabalhista ações que atingem a muitos milhões e levam os clubes à beira da insolvência.
    A CLT, hoje, é o premio lotérico que todo o empregado sonha em ganhar, logo no primeiro dia em que inicia o seu trabalho em uma empresa.
    Como vivemos uma era de prevalência dos valores materiais sobre os morais, poucos são os empregados que resistem à tentação de surrupiar
    uma grana a mais do patrão, ao rescindir o seu contrato de trabalho.
    E a justiça trabalhista, absolutamente desnecessária segundo o próprio depoimento de juizes trabalhistas sérios segue cumprindo o seu papel protecionista de contemplar empregados sem caráter e advogados de porta de justiça.
    São poucas, hoje, as demandas justas pois a CLT virou uma indústria de faturamento fácil à custa dos empresários.
    O maior beneficiário desse arremedo de justiça é o próprio governo que vai, com o passar do tempo, aumentando o montante da conta para o empresariado, aperfeiçoando as formas de cobrança e recolhendo fortunas indevidas ao erário, liquidando com as empresas.
    Em minha opinião o futebol deveria ser uma profissão regulamentada,e ter leis próprias. Trata-se de função especializada que nada tem a ver com o trabalhador comum do comércio e da indústria.
    O jogador de futebol ganha salários impensáveis para um trabalhador comum e desfruta de todas as regalias decorrentes da profissão. Na hora da demanda judicial, é tratado com todas as benesses a quem direito o trabalhador comum, em flagrante desrespeito aos mais comezinhos princípios da lógica e do bom-senso.
    Regulamentação da profissão e Legislação trabalhista específica para jogadores e clubes de futebol, depressa!
    Reforma da CLT já! Pelo bem de todos!
    Pelo emprego e pela paz social no Brasil
    PS Jota: se achar que estou carregando nas tintas, suprima o meu comentário. Não me importarei. Se quiser saber o meu pensamento e o de dezenas de pessoas sobre o assunto, acesse o Promotores do Povo.

    PS - CONTINUE POSTANDO, QUANDO CONSIDERAR NECESSÁRIO OU CONVENIENTE NO OAV.
    VOCÊ RECEBEU MUITO MAIS APLAUSOS E AFAGOS DO QUE VAIAS.

    ResponderExcluir
  2. Alcides, muito oportuno e substancioso seu comentário a respeito do tema.
    Valeu.
    Obrigado.
    abraço.

    ResponderExcluir
  3. Hey Jota!
    É inacreditável como os jogadores e treinadores profissionais de futebol ganham tanto dinheiro!
    Mas como diz o nosso amigo Alcides, o governo sem fazer nada é que fica com a barriga cheia! lol
    Abraço,
    Carlos
    Como Ficar Rico

    ResponderExcluir
  4. Espero que esteja sendo uma ótima semana para todo mundo. Tenho 30 anos e realmente fiquei fã do seu texto e como ele fala sobre fazer um bom dinheiro na internet. Gostaria de perguntar algo relacionado ao tema. Que passos preciso seguir para tornar-me endinheirado investindo? Toda sugestão é com certeza bastante útil. Obrigado!

    ResponderExcluir