segunda-feira, 13 de abril de 2009

CASO JEAN

Acabo de ver uma entrevista do zagueiro Jean, da Ponte Preta, onde ele expõe o drama que está vivendo após a Portuguesa colocar em público um suposto envolvimento dele em caso de suborno.

O mais grave disso tudo são as consequencias junto aos familiares de Jean. Esposa, pai e mãe choram o tempo todo e ainda recebem insultos em locais públicos por onde passam.

O jogador afirma que recebeu duas ameaças de morte que teriam partido de torcedores da Portuguesa.

Lamentável.

Nesta terça-feira deverá haver um encontro do jogador com o presidente luso Manoel da Lupa, onde os dois deverão prestar depoimentos ao tribunal da Federação.

Manda a prudencia que jamais julguemos precipitadamente, mas arrisco a dizer que Jean não cometeu o que lhe é atribuido. Sua entrevista me pareceu muito sincera, verdadeira, de alguém muito machucado pelas acusações e pela repercussão.

Estive naquele jogo e não detetei qualquer irregularidade de conduta do jogador, mesmo na jogada do penalti, onde por sinal achei que ele sofrêra falta de Rodrigo Souto.

Jean teve comportamento digno de um profissional, atuando na defesa da Macaca com empenho e denodo. E repito, no penalti ele foi deslocado pelo meia do Santos e talvez por isso tenha colocado a mão na bola.

Em resumo, nada será provado, pessoas já estão machucadas e a justiça receberá mais uma carga de processos para analisar e julgar.

Que o menino Jean não fique marcado negativamente em sua carreira. Não seria justo.

E quem se precipitou, sabe que pisou na bola.

5 comentários:

  1. Grande Jota...ou jotinha como diz meu pai!!

    Somos fãs do seu profissionalismo. E jogo para nós so tem graça quando vc narra!!

    Ve se participa mais das transmissoes do nostro palestra (meu e do meu pai).

    abraço

    ResponderExcluir
  2. Fala Jota

    Acho que os cartolas deveriam pensar mais em suas declarações. Justamente por terem oportunidades de aparecer na mídia, não podem falar coisas que um torcedor fala na mesa do bar. Precisam pensar o quanto suas palavras repercutem.

    Lembro aqui o último clássico palmeiras x corinthians. Grande iniciativa em transformar o confronto num atrativo especial, com as camisas preparadas especialmente para tal jogo, valorizando a rivalidade sadia que deve existir entre quaisquer clubes.

    Abraço

    ResponderExcluir
  3. Jota

    Se o Brasil tivessse uma justiça rigorosa dificilmente teriamos este tipo de problema, pois que acusou teria que provar e se não tivesse prova não seria louco de acusar.

    Um abraço
    Roberto Carlos

    ResponderExcluir
  4. Obrigado, Ricardo. Transmita um grande abraço no seu pai. Que o seu Palestra chegue !!!!
    Bom fim de semana, amigos.

    ResponderExcluir
  5. Valeu, Pedro e RC.
    Boas observações, como sempre.
    Nosso Brasil ainda tem muito que melhorar, em vários aspectos. O da legislação dura é um deles.

    bom fim de semana, amigos.

    ResponderExcluir