sábado, 21 de fevereiro de 2009

SENHOR SEGÓVIA

Hoje no Canindé reencontrei grandes amigos. Fazia algum tempo que não batia um papo com Eduardo Savóia, jornalista brilhante e comentarista da Transamérica nos dias de hoje.

Relembramos uma viagem a Montevidéu onde rimos muito com um recepcionista do hotel, muito atrapalhado. Ele insistia que não havia nenhum "senhor Savóia" hospedado e sim "senhor SEGÓVIA". E mesmo com o Eduardo dizendo que ele era o Savóia, o recepcionista teimava em dizer que não. Foi muito engraçado e até hoje quando a gente se encontra, o episódio SEGÓVIA nos faz rir gostosamente.

Savóia tem um filho (Luca) que joga muita bola. Está atualmente na base do Corinthians e tem futuro. Papai coruja se empolga com o menino artilheiro, mas mantém os pés no chão. E sempre diz que caso o garoto não vingue como jogador profissional, seu lado de cidadão está sendo muito bem trabalhado. Joga bola e estuda. Isto é ótimo.

Querido Eduardo Savóia, foi bom reve-lo e constatar que o amigo está bem consigo mesmo.

Trabalhei com "senhor Segóvia" (rssss) na Bandeirantes, tempos de Luciano do Valle.

Nenhum comentário:

Postar um comentário