terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

MURICY NA GELADEIRA

Muito boa a decisão da ESPN Brasil em "gelar" o técnico Muricy Ramalho nas entrevistas coletivas. Não se pode admitir falta de respeito aos profissionais da mídia, e por extensão aos ouvintes e telespectadores.



Um treinador do gabarito técnico de Muricy, trabalhando num clube como o São Paulo, não pode se comportar como vem fazendo. Ser mal humorado, ranzinza ou qualquer outra "qualificação", faz parte, mas quando se dirige ao grande público é preciso equilíbrio e elegancia na conduta.



O próprio tricolor já devia ter preservado mais o seu profissional, dosando suas entrevistas após às partidas. Por que sempre Muricy nas coletivas? Por que não colocar mais vezes os jogadores, que na verdade são as estrelas dos espetáculos?



Vetar a fala de Muricy é preservar os ouvintes e telespectadores de baixarias.



E se fizermos uma análise bem apurada do conteúdo da maioria dos treinadores e jogadores, a conclusão é de um saldo bem limitado de teses e conceitos aproveitáveis.

O jornalismo de qualquer emissora não ficará comprometido caso um treinador deixe de falar. Treinador, dirigente ou jogador.



5 comentários:

  1. A emissora ESPN fez uma homenagem sendo ele o "BOLA DA VEZ" e ele teve esse desrespeito com o jornalista da emissora, imagine o que faria se o jornalista fosse de outra emissora.

    Abraço e bom trabalho em Mirassol.

    O meu Leão da Treze AIAIAI miou que nem gatinho rsrsrsrs


    EMERSON MATEUS
    STA B D OESTE

    ResponderExcluir
  2. 'Pois é, amigo Emerson.
    Como estamos longe do estágio ideal de profissionalismo no futebol, onde todos os envolvidos têm de se comportar socialmente com elegancia de postura e respeito ao próximo.
    Mas fazer o que, né???
    Há treinadores educados, equilibrados, que sabem da sua importância no contexto (exemplo: TITE), mas a maioria ainda não entendeu absolutamente nada.
    Seu Leão vai ganhar da Santista, quarta. Pode me cobrar.
    abraço

    ResponderExcluir
  3. Jota

    Voce não acha que a imprensa tem uma parcela de culpa nas atitudes do Murici?, pois cansei de ouvir jornalistas se gabaraem de terem participados das coletivas mau humoradas do treinador e dizerem que este tipo de entrevista da audiência. No minimo acho que boa parcela da imprensa foi conivente.
    Um abraço
    Roberto Carlos

    ResponderExcluir
  4. Roberto, concordo que parte da imprensa tem parcela de culpa. Desde a má formulação de questões ao treinador até achar que esse tipo de entrevista dá audiência e repercussão.
    Na verdade, falta equilibrio para todos quando as coisas não andam bem em qualquer relacionamento. É o que está ocorrendo entre a imprensa e Muricy.
    abração, amigo.

    ResponderExcluir
  5. Jota,
    eu achei completamente acertada a decisão dos canais ESPN de não mais participar das coletivas de Muricy. Mas acho que mais veículos de comunicação deveriam aderir, até que haja por parte do treinador (e não só dele, mas de tantos outros profissionais que não respeitam a imprensa) um maior respeito pelos jornalistas que trabalham tanto quanto qualquer outro profissional.

    grande abraço Jota!

    ResponderExcluir